Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9485
Title: O ethos e a verdade sobre o eu na retórica da frente parlamentar evangélica.
Authors: Galinari, Melliandro Mendes
Santos, Juliana Couto
Keywords: Retórica
Ethos
Sofística
Discurso
Issue Date: 2015
Citation: GALINARI, M. M.; SANTOS, J. C. O ethos e a verdade sobre o eu na retórica da frente parlamentar evangélica. Revista (Con)Textos Linguísticos, UFES, v. 9, p. 199-219, 2015. Disponível em: <http://www.periodicos.ufes.br/contextoslinguisticos/article/view/9678>. Acesso em: 16 jan. 2018.
Abstract: No campo dos estudos da linguagem, a análise do ethos tem sido bastante discutida e praticada no sentido de ressaltar a dimensão persuasiva dos discursos. Neste artigo, interrogamo-nos sobre como, de fato, a enunciação de um texto confere à sua instância de produção um “caráter”, para além da análise estrita de dados linguístico-discursivos, o que implica levar em consideração, durante a investigação, o auditório, seus valores e sua conjuntura cultural. Para tanto, partimos da análise do discurso da Frente Parlamentar Evangélica – FPE – atuante no Congresso Nacional Brasileiro, valendo-nos de textos presentes no primeiro exemplar de sua Revista. Esse procedimento é viabilizado, primeiramente, por uma reflexão sobre o ethos a partir da Retórica Sofística, representada, aqui, por Protágoras. Num segundo momento, tais reflexões são postas em prática para apreender como os textos da citada Revista poderiam, possivelmente, acarretar em “imagens de si” diferenciadas da FPE, a depender de três conceitos sofísticos: a doxa (“saberes partilhados”), o kairos (“momento oportuno”) e o nomos (“regras” e “padrões” socioculturais). Com isso, chegamos à conclusão de que o ethos é algo de relativo, e que seu acabamento final num processo enunciativo é dado em perspectiva, ou seja, pela influência retórica desses três fatores.
metadata.dc.description.abstracten: In the field of language studies, the analysis of ethos has been much discussed and practiced in the sense of highlighting the persuasive dimension of discourses. In this paper, we ask ourselves how, in fact, the enunciation of a text gives a “character” to its production instance that is beyond the strict analysis of linguistic-discursive data, implying in taking into account the auditorium, their values and their cultural environment. In order to accomplish this, we apply the discourse analysis of the Evangelical Parliamentary Front - EPF - active in the Brazilian National Congress, relying on texts presented in the first copy of its magazine. This procedure is made possible primarily by a reflection on the ethos from the Sophistic Rhetoric, represented here by Protagoras. Secondly, such reflections are used to understand how the texts from the mentioned magazine could possibly result in “images of themselves” distinguished from EPF, depending on three sophistic concepts: the doxa (“shared knowledge”), the kairos (“opportune time”) and nomos (sociocultural “rules” and “standards”). Thus, we conclude that the ethos is something relative, and that its finishing in a declarative process is put into perspective, that is, by rhetorical influence of these three factors.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9485
ISSN: 23173475
metadata.dc.rights.license: Disponível sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais. Fonte: Revista (Con) Textos Linguísticos <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_serial&pid=0003-2573&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 06 fev. 2017.
Appears in Collections:DELET - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EthosVerdadeRetórica.pdf1,48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.