Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3708
Title: ADI N. 4.277 – Constitucionalidade e relevância da decisão sobre união homoafetiva : o STF como instituição contramajoritária no reconhecimento de uma concepção plural de família.
Other Titles: ADI N. 4.277 – Constitutionality and relevance of the decision on same-sex union : the supreme court as a countermajoritarian institution in the recognition of a plural conception of family.
Authors: Bahia, Alexandre Gustavo Melo Franco de Moraes
Vecchiatti, Paulo Roberto Iotti
Keywords: Supremo Tribunal Federal
União homoafetiva
Família
Igualdade
Direitos fundamentais
Issue Date: 2013
Citation: BAHIA, A. G. M. F. de M.; VECCHIATTI, P. R. I. ADI N. 4.277 – Constitucionalidade e relevância da decisão sobre união homoafetiva : o STF como instituição contramajoritária no reconhecimento de uma concepção plural de família. Revista Direito GV, São Paulo, v. 9, n. 1, p. 65-92, jan./jun. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rdgv/v9n1/a04v9n1.pdf>. Acesso em: 03 out. 2014.
Abstract: O artigo se insere nos estudos de direito público a partir de jurisprudência e busca mostrar a constitucionalidade e relevância da decisão do STF na ADPF N. 132 e na ADI N. 4.277. Discute o papel contramajoritário do tribunal frente a questões políticas e o papel dos direitos fundamentais em particular na aplicação dos princípios constitucionais por parte dos poderes, o que mostra inércia do congresso nacional e migração de questões polêmicas para o STF. Em seguida, é trabalhado o conceito contemporâneo de família conjugal, baseado primordialmente no afeto e na comunhão plena de vida e interesses (de forma pública, contínua e duradoura), para demonstrar que a união homoafetiva forma uma família conjugal idêntica ou, no mínimo, análoga àquela formada pela união heteroafetiva, de sorte que conclui pela correção da decisão que reconheceu o direito à união estável a casais homoafetivos.
metadata.dc.description.abstracten: The article is within the studies of public law concerning jurisprudence and it seeks to show the constitutionality and relevance of the decision of the brazilian supreme court in the ADPF N. 132 and ADI N. 4.277. It debates the counter-majoritarian role of the court in political questions and the role of fundamental rights particularly in the application of the constitutional principles by the powers of the state, which shows the inertia of the parliament and the migration of polemical questions for the supreme court. In sequence, it develops de contemporary concept of conjugal family, based mostly in affection (love) and in the total communion of life and interests (in a public, continuous and long-lasting form), in order to demonstrate that the homoaffective union is identical or, at least, analogue to the one formed by the heteroaffective union, which generates the conclusion about the correction of the decision that recognized the right to the stable union to homoaffective couples.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3708
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1808-24322013000100004
ISSN: 1808-2432
metadata.dc.rights.license: A Revista Direito GV permite o armazenamento da versão pós-print. Fonte: Diadorim <http://diadorim.ibict.br/handle/1/250>. Acesso em: 03 out. 2014.
Appears in Collections:DEDIR - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_ADIN.4.277Constitucionalidade.pdf2,53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.