Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2644
Título : Estudo de propriedades de filmes de interferência crescidos em diferentes temperaturas sobre aços inoxidáveis.
Autor : Manfridini, Ana Paula de Andrade
metadata.dc.contributor.advisor: Junqueira, Rosa Maria Rabelo
Palabras clave : Aço inoxidável
Propriedades mecânicas
Engenharia de materiais
Engenharia metalúrgica
Resistência de materiais
Fecha de publicación : 2009
Editorial : Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais. Rede Temática em Engenharia de Materiais, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citación : MANFRIDINI, A. P. de A. Estudo de propriedades de filmes de interferência crescidos em diferentes temperaturas sobre aços inoxidáveis. 2009. 81 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Materiais) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2009.
Resumen : Neste trabalho, foram investigadas as propriedades de filmes de interferência crescidos por um método eletroquímico de corrente pulsada desenvolvido pela Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais, utilizando solução sulfocrômica com baixo teor de cromo em diferentes temperaturas. Foram avaliadas as características físicas, morfológicas e mecânicas, bem como a resistência ao desgaste por abrasão e a resistência à corrosão dos aços inoxidáveis coloridos obtidos a partir desta metodologia. Além da caracterização destes materiais, procurou-se avaliar a possível influência da temperatura de crescimento do filme nas propriedades do material. Constatou-se que a cinética do processo de coloração em solução com baixo teor de cromo é exponencialmente influenciada pela temperatura e que os filmes de interferência coloridos em dourado crescidos em diferentes temperaturas são porosos e possuem espessura em torno de 130nm. A rugosidade superficial dos filmes crescidos nas temperaturas de 35°C, 55°C e 75ºC é significativamente maior do que a dos filmes obtidos a 25ºC. O substrato de aço inoxidável e o aço inoxidável colorido apresentam comportamentos mecânicos diferentes quando submetidos a ensaios de penetração instrumentada: no substrato ocorre o fenômeno de empilhamento superficial, enquanto no aço colorido ocorre o afundamento superficial. As propriedades mecânicas do conjugado filme-substrato são influenciadas pela temperatura de obtenção dos aços inoxidáveis coloridos, sendo que os filmes crescidos a 75ºC são mais macios em relação aos crescidos nas demais temperaturas. A resistência à corrosão por pites dos aços inoxidáveis coloridos em dourado independe da temperatura utilizada no processo de crescimento do filme, entretanto a resistência ao desgaste por abrasão aumenta progressivamente com o aumento da temperatura.
metadata.dc.description.abstracten: In this work, the properties of colored interference thin films grown by an electrochemical pulsed current process developed at Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais – CETEC, using sulfochromic solution with a low chromium concentration at different temperatures were investigated. The physical, morphological and mechanical characteristics as well as wear abrasion resistance and corrosion resistance of colored stainless steel were evaluated. By the characterization of these materials, the influence of growth temperature of the film on the properties of the material was assessed. It was found that the kinetics of the coloration process in low chromium concentration is exponentially affected by temperature and the colored interference golden film grown at different temperatures are porous and have thickness of about 130nm. The surface roughness of films grown at temperatures of 35°C, 55°C and 75°C is significantly higher than the film roughness obtained at 25°C. From depth-sensing indentation experiments it was observed two phenomena: pile up for the uncoated substrate and sink-in for the colored stainless steel. The mechanical properties of the colored stainless steel are influenced by temperature of coloration process. The film grown at 75°C are softer than the ones colored in 25°C, 35°C and 55°C. The pit corrosion resistance of colored stainless steel are independent of process temperature, however the wear abrasion resistance increases with coloration temperature.
URI : http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2644
Aparece en las colecciones: REDEMAT - Mestrado (Dissertações)

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
DISSERTAÇÃO_EstudoPropriedadesFilmes.pdf1,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.