Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17464
Title: Influência do gene ACTN3 sobre parâmetros de inflamação, dano muscular e desempenho no treinamento de força.
Authors: Castro, Bruno Magalhães de
metadata.dc.contributor.advisor: Coelho, Daniel Barbosa
Oliveira, Emerson Cruz de
Queiroz, Karina Barbosa de
Keywords: Polimorfismo genético
Força muscular
Genética
Issue Date: 2023
metadata.dc.contributor.referee: Coelho, Daniel Barbosa
Vieira, Márcio Mário
Oliveira, Lenice Kappes Becker
Citation: CASTRO, Bruno Magalhães de. Influência do gene ACTN3 sobre parâmetros de inflamação, dano muscular e desempenho no treinamento de força. 2023. 70 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2023.
Abstract: O polimorfismo do gene α-actinina-3 (ACTN3-R577X) tem sido associado a maior susceptibilidade ao dano muscular e ao desempenho em atividades de resistência aeróbia. Por outro lado, o gene não polimórfico (ACTN3-R577R) tem sido associado a um maior desempenho em atividades de força e potência. Sendo assim, o gene ACTN3 seria capaz de atuar como um modulador genético sobre os processos adaptativos de inflamação, dano muscular e desempenho. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi comparar os marcadores bioquímicos de inflamação (IL-8 e CCL2), dano muscular, cortisol (C), testosterona (T), Razão T/C, creatina quinase (CK), lactato desidrogenase (LDH), mioglobina (Mio) e de desempenho, carga, no de séries, no de repetições, volume total e escala dor muscular de início tardio (DMIT). Para tal, realizou-se um estudo experimental, duplo-cego, envolvendo 27 indivíduos, com idades entre 18 e 35 anos, agrupados de acordo com portabilidade do alelo R para o gene ACTN3 (grupo RR/RX e XX). Os indivíduos foram avaliados e submetidos a uma sessão de treinamento de força. Coletas sanguíneas antes, imediatamente após e 24h após a sessão de treinamento foram realizadas com a finalidade de quantificar as concentrações de IL-8, CCL2, CK, LDH, Mio e Razão T/C). Para análise de variância de dois fatores (genótipo e tempo de coleta) utilizou-se o teste ANOVA TWO-WAY seguido do pós-teste de Bonferroni. Enquanto para análise das variáveis de desempenho entre grupos RR, RX e XX, utilizou-se o ANOVA ONE-WAY seguido do pós-teste de Tukey. Não se encontrou efeitos de interação entre o genótipo e o tempo de coleta para nenhum dos marcadores analisados. Entretanto, as concentrações plasmáticas de LDH, CCL2 e IL-8 foram significativamente mais altas nos indivíduos com perfil genético XX. Mostrando uma interação com os marcadores de inflamação e o polimorfismo do gene ACTN3-R577X. Além disso, os indivíduos portadores do perfil genético XX, apresentaram menor volume de treino e maior percepção de dor após o treino. Sugerindo que indivíduos portadores do perfil genético XX apresentem uma resposta adaptativa diferente ao treinamento de força e necessitariam de um tempo de recuperação maior, entre as séries, entre os exercícios e entre as sessões de treinamento.
metadata.dc.description.abstracten: The α-actinin-3 (ACTN3-R577X) gene polymorphism has been associated with greater susceptibility to muscle damage and performance in aerobic endurance activities. On the other hand, the non-polymorphic gene (ACTN3-R577R) has been associated with a greater performance in activities of strength and power. Thus, the ACTN3 gene would be able to act as a genetic modulator on the adaptive processes of inflammation, muscle damage and performance. Thus, the aim of the present study was to compare the biochemical markers of inflammation (IL-8 and CCL2), muscle damage, cortisol (C), testosterone (T), T / C ratio, creatine kinase (CK), lactate dehydrogenase ( LDH), myoglobin (Mio) and performance, load, number of series, number of repetitions, total volume and late-onset muscle pain scale (DMIT). To this end, an experimental, double-blind study was carried out, involving 27 individuals, aged between 18 and 35 years, grouped according to portability of the R allele to the ACTN3 gene (RR / RX and XX group). The individuals were evaluated and submitted to a strength training session. Blood collections before, immediately after and 24h after the training session were performed in order to quantify the concentrations of IL-8, CCL2, CK, LDH, Mio and T / C ratio). For analysis of variance of two factors (genotype and collection time) the ANOVA TWO-WAY test was used followed by the Bonferroni post-test. While for the analysis of performance variables between groups RR, RX and XX, ANOVA ONE-WAY was used followed by the Tukey post-test. No interaction effects were found between the genotype and the collection time for any of the analyzed markers. However, plasma concentrations of LDH, CCL2 and IL-8 were significantly higher in individuals with XX genetic profile. Showing an interaction with the inflammation markers and the polymorphism of the ACTN3- R577X gene. In addition, individuals with the XX genetic profile had less training volume and greater pain perception after training. Suggesting that individuals with genetic profile XX present a different adaptive response to strength training and would need a longer recovery time, between sets, between exercises and between training sessions.
Description: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17464
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 11/09/2023 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AnáliseMarcadoresMicrodano .pdf3,19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons