Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14875
Title: A suplementação de curcumina com piperina altera a resposta inflamatória induzida por uma sessão de corrida – estudo crossover duplo-cego.
Authors: Castro, Stéfani Miranda
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Albená Nunes da
Souza, Danielle da Glória de
Keywords: Corridas - atletismo
Inflamação
Desempenho - avaliação
Issue Date: 2021
metadata.dc.contributor.referee: Silva, Albená Nunes da
Souza, Danielle da Glória de
Oliveira, Lenice Kappes Becker
Lacerda, Débora Romualdo
Citation: CASTRO, Stéfani Miranda. A suplementação com curcumina altera a resposta inflamatória induzida por uma sessão de corrida – estudo crossover duplo cego. 2021. 43 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2021.
Abstract: Introdução: A literatura científica, incluindo trabalhos publicados pelo nosso grupo de pesquisa, tem mostrado que o exercício físico, entre eles a corrida de rua, é capaz de alterar a contagem de células do sistema imune, tais como neutrófilos, monócitos e linfócitos na corrente sanguínea, além de alterar os níveis plasmáticos de mediadores associados à resposta inflamatória, tais como a interleucina-6 (IL-6), a interleucina-10 (IL-10) e o fator de necrose tumoral (TNF). Neste sentido, os pesquisadores da área do exercício físico, tem testado suplementos com a perspectiva de modular a resposta inflamatória após eventos esportivos que induzem grande estresse fisiológico. Desta forma, recentemente, a curcumina passou a ser estudada como suplemento no meio esportivo devido ao seu efeito anti-inflamatório, o que poderia acelerar o processo de regeneração entre as sessões de treino. A curcumina é um composto bioativo presente na planta açafrão da terra (Curcuma Longa L.) que possui capacidade antioxidante e anti-inflamatória e para potencializar seu efeito tem sido administrada, nos estudos, associada à piperina. Objetivo: avaliar o efeito de uma semana de suplementação com 500mg de curcumina associada à 20 mg de piperina, no desempenho físico, na contagem de células do sistema imune, no dano do tecido muscular e sobre os níveis plasmáticos de marcadores pró e anti-inflamatórios após uma sessão de corrida na esteira ergométrica. Método: O delineamento do estudo, obedeceu a um ensaio clínico cruzado, duplo cego e randomizado. Foram recrutados para este estudo, 16 corredores do sexo masculino, com idade média de 36,17 ± 9,05 anos e VO2 max de 60,6 ± 9,03 ml de O2 kg-¹.min-¹ divididos aleatoriamente em 2 grupos: grupo suplementado diariamente por 7 dias com 500mg curcumina + 20mg piperina Grupo Curcumina (GC) e Grupo Placebo (GP). Após o 7º dia de suplementação, os voluntários foram submetidos ao protocolo experimental de corrida até a fadiga voluntária. O sangue foi coletado nos momentos Pré, Pós e 1H após o exercício para análise de hemograma, creatina quinase (CK) e concentração das citocinas IL-2, IL-6, IL-10, TNF e IFN por meio de citometria de fluxo. Este processo foi repetido 7 dias após o término da aplicação do protocolo experimental, invertendo a suplementação oferecida aos grupos Curcumina e Placebo. Resultados: A análise dos resultados mostra que o protocolo experimental até a fadiga foi capaz de alterar a contagem de leucócitos totais, neutrófilos e linfócitos na corrente sanguínea, porém não houve diferença entre os grupos GC e GP. Além disto, o protocolo experimental foi capaz de aumentar as concentrações de CK no GP quando comparados os momentos Pré (161,68 ± 85,70), Pós (205,08 ± 117,01) e 1H (205,53±116,03) e a curcumina não foi capaz de inibir este aumento. É possível observar que o protocolo experimental induziu aumento nos níveis plasmáticos das citocinas IL-2 (Pré (49,75±14,41), Pós(49,93±10,49) e 1 H(59,40±10,35)) , TNF(Pré (48,23±2,83), Pós(48,61±2,77) e 1 H(55,21±15,63)), IFN (Pré (128,82±30,95), Pós(139,85±27,69) e 1 H(165,07±31,40)), IL6(Pré (63,14±10,51), Pós(67,52±11,67) e 1 H(77,30±11,71)) e IL-10 Pré (47,00±13,98), Pós (48,18±12,54) e 1H (58,71±14,24) no GP A curcumina foi capaz de inibir estas elevações excetuando a IL-10. Conclusão: a suplementação com curcumina não induziu nenhum efeito sobre o desempenho físico, sobre a contagem de células do sistema imune e sobre o dano muscular. Entretanto, ela foi capaz de modular a possível elevação de citocinas inflamatórias.
metadata.dc.description.abstracten: Scientific literature, including works published by our research group, has shown that physical exercise, including street running, is able to change the count of cells in the immune system, such as neutrophils, monocytes and lymphocytes in the bloodstream, in addition to altering plasma levels of mediators associated with the inflammatory response, such as interleukin-6 (IL-6), interleukin-10 (IL-10) and tumor necrosis factor (TNF). In this sense, researchers in the field of physical exercise have been testing supplements with the perspective of modulating the inflammatory response after sporting events that induce great physiological stress. Thus, curcumin has recently been studied as a supplement in sports due to its anti-inflammatory effect, which could accelerate the regeneration process between training sessions. Curcumin is a bioactive compound present in the ground turmeric plant (Curcuma Longa L.) that has antioxidant and anti-inflammatory capacity and, in studies, it has been administered in association with piperine to enhance its effect. Objective: to evaluate the effect of a one-week supplementation with 500mg of curcumin associated with 20 mg of piperine, on physical performance, on immune system cell count, on muscle tissue damage and on plasma levels of pro and anti-inflammatory markers after a treadmill running session. Method: The study design followed a randomized, double-blind, crossover clinical trial. Sixteen male runners were recruited for this study, with a mean age of 36.17 ± 9.05 years and VO2 max of 60.6 ± 9.03 ml of O2 kg¬-¹.min-¹ randomly divided into 2 groups: group supplemented daily for 7 days with 500mg curcumin + 20mg piperine Curcumin Group (GC) and Placebo Group (GP). After the 7th day of supplementation, the volunteers were submitted to the experimental running protocol until voluntary fatigue. Blood was collected in the moments Pre, Post and 1H after exercise for analysis of blood count, creatine kinase (CK) and concentration of cytokines IL-2, IL-6, IL-10, TNF and IFN by flow cytometry. This process was repeated 7 days after the end of the application of the experimental protocol, inverting the supplementation offered to the Curcumin and Placebo groups. Results: The analysis of the results shows that the experimental protocol until fatigue was able to change the count of total leukocytes, neutrophils and lymphocytes in the bloodstream, but there was no difference between the GC and GP groups. In addition, the experimental protocol was able to increase CK concentrations in the GP when comparing the Pre (161.68 ± 85.70), Post (205.08 ± 117.01) and 1H (205.53 ± 116, 03) and curcumin was not able to inhibit this increase. It is possible to observe that the experimental protocol induced an increase in plasma levels of cytokines IL-2 (Pre (49.75 ± 14.41), Post (49.93 ± 10.49) and 1 H (59.40 ± 10.35 )) , TNF(Pre (48.23±2.83), Post(48.61±2.77) and 1 H(55.21±15.63)), IFN (Pre (128.82±30, 95), Post(139.85±27.69) and 1 H(165.07±31.40)), IL-6(Pre(63.14±10.51), Post(67.52±11, 67) and 1H(77.30±11.71)) and IL-10 Pre (47.00±13.98), Post (48.18±12.54) and 1H (58.71±14.24 ) in GP Curcumin was able to inhibit these elevations except for IL-10. Conclusion: Curcumin supplementation induced no effect on physical performance, immune system cell count and muscle damage. However, it was able to modulate the possible elevation of inflammatory cytokines.
Description: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14875
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 18/04/2022 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_SuplementaçãoCurcuminaPiperina.pdf1,06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons