Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14148
Title: Autoavaliação de saúde de agricultores familiares residentes em um município de Minas Gerais.
Other Titles: Self-rated health in family farmers living in a municipality of Minas Gerais.
Authors: Carneiro, Gisele Aparecida Dias
Parajára, Magda do Carmo
Teodoro, Cínthia Ribeiro
Meireles, Adriana Lúcia
Keywords: Morbidade
Fatores de risco
Morbidity
Risk factors
Issue Date: 2020
Citation: CARNEIRO, G. A. D. et al. Autoavaliação de saúde de agricultores familiares residentes em um município de Minas Gerais. Revista Paranaense de Enfermagem, v. 3, p. 64-73, jan./dez. 2020. Disponível em: <http://seer.fafiman.br/index.php/REPEN/article/view/608>. Acesso em: 10 jun. 2021.
Abstract: Objetivo: Investigar a autoavaliação de saúde de agricultores familiares. Métodos: Estudo transversal com 63 agricultores familiares residentes em uma cidade de Minas Gerais. Utilizou-se instrumento de coleta de dados e foi realizada avaliação antropométrica. A variável desfecho foi a autoavaliação de saúde, categorizada em boa (muito boa e boa) e ruim (regular, ruim e muito ruim). As variáveis explicativas avaliadas foram características sociodemográficas, consumo alimentar e condição de saúde. Aplicou-se o teste Qui-quadrado de Pearson para verificar as relações das variáveis explicativas com a autoavaliação de saúde. Resultados: A prevalência de autoavaliação de saúde ruim foi de 27,0%. Relacionaram-se à autoavaliação de saúde: sexo (p=0,004), consumo de alimentos ultraprocessados (p=0,015), realização de refeições na frente da televisão (p=0,001), presença de morbidade referida (p=0,007), adoecimento recente (p=0,001) e busca por atendimento médico recente (p=0,001). Conclusão: Aproximadamente um quarto dos agricultores familiares autoavaliaram a saúde como ruim. A autoavaliação de saúde pode ser influenciada por condições como sexo, consumo de alimentos ultraprocessados, realização de refeições em frente à televisão, morbidade referida, adoecimento recente e busca por atendimento médico recente. Necessária se faz a interlocução e alcance das políticas públicas que promovam o fortalecimento e saúde desta população.
metadata.dc.description.abstracten: Objective: To investigate family farmers' self-rated health. Methods: This cross-sectional study included 63 family farmers who lived in a city in Minas Gerais. A data collection instrument was used, and anthropometric assessments were performed. The outcome variable was self-rated health, which could be categorized as good (very good and good) or poor (fair, poor, and very poor). The explanatory variables evaluated were sociodemographic characteristics, food consumption, and health status. Pearson's chi-square tests were carried out to verify the relationships between explanatory variables and self-rated health. Results: The prevalence of poor self-rated health was 27.0%. The following variables were related to self-rated health: sex (p=0.004), consumption of ultra-processed foods (p=0.015), eating meals in front of the television (p=0.001), presence of reported morbidity (p=0.007), recent illness (p=0.001), and recent seeking of medical care (p=0.001). Conclusion: Approximately a quarter of the family farmers rated their health as poor. Self-rated health can be influenced by conditions such as sex, consumption of ultra-processed foods, eating meals in front of the television, reported morbidity, recent illness, and recent seeking of medical care. It is necessary to formulate public policies to strengthen and promote the health of this population.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14148
ISSN: 2596-0342
metadata.dc.rights.license: Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional. Fonte: o PDF do artigo.
Appears in Collections:DENCS - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_AutoavaliaçãoSaúdeAgricultores.pdf291,58 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.