Entre o Corpo e o Tronco : a representação do jagunço de Bernardo Élis.

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2021
Autores
Alves, Denise de Fátima Lessa
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Resumo
Esta pesquisa é uma análise ao romance O Tronco, de Bernardo Élis, escrito em 1956. A análise em questão parte da apreciação do texto literário, sua urdidura e as relações de poder sob a perspectiva da ambivalência, especialmente no cotidiano dos jagunços e da polícia, envolvidos no Massacre do Duro, ocorrido em 1918, na antiga região de Goiás. Nesse sentido, procuramos, através de uma perspectiva histórica, encontrar as origens literárias dessa personagem recorrente de nossa literatura e compreender as formas com que o autor representa as imagens dos jagunços e da polícia em seu discurso romanesco.
Descrição
Programa de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
Palavras-chave
Jagunço, Literatura brasileira
Citação
ALVES, Denise de Fátima Lessa. Entre o Corpo e o Tronco: a representação do jagunço de Bernardo Élis. 2021. 119 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2021.