Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9902
Title: Efeitos da administração da taurina no desequilíbrio redox e na inflamação induzida pela exposição à fumaça de cigarro.
Authors: Ramos, Camila de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Bezerra, Frank Silva
Keywords: Cigarros
Toxicidade pulmonar
Antioxidantes
Taurina
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Chianca Júnior, Deoclécio Alves
Silva, Marcelo Eustáquio
Bezerra, Frank Silva
Citation: RAMOS, Camila de Oliveira. Efeitos da administração da taurina no desequilíbrio redox e na inflamação induzida pela exposição à fumaça de cigarro. 2017. 81 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2017.
Abstract: A fumaça de cigarro (FC) é considerada o maior fator de risco para o desenvolvimento de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). A FC apresenta uma mistura complexa de mais de 7000 compostos químicos. Entre esses, encontram-se um grande número de espécies reativas de oxigênio (EROs) que leva ao desencadeamento do estresse oxidativo. Estudos in vivo têm demonstrado os benefícios do uso da taurina, um β-aminoácido, em diminuir a inflamação e o estresse oxidativo no sistema respiratório. Esse estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da taurina no estresse oxidativo e na resposta inflamatória pulmonar de camundongos expostos à FC. Foram utilizados 50 camundongos machos da linhagem C57BL/6 divididos nos grupos: Controle (CT), taurina (TAU), fumaça de cigarro (FC), fumaça + taurina (FC+TAU). Durante cinco dias, por meio da utilização de uma câmara de inalação de fumaça de cigarro, os grupos FC e FC+TAU foram expostos a 4 cigarros, três vezes ao dia totalizando 12 cigarros comerciais. Os grupos TAU e FC+TAU receberam 30 mg/Kg/dia de taurina via gavagem orogástrica doze horas antes da exposição. 24h após a última exposição à fumaça de cigarro, foi realizada a eutanásia dos animais via sobredose de anestésico para coleta do sangue, lavado broncoalveloar (LBA) e amostras dos tecidos pulmonares para análises bioquímicas e para o processamento histopatológico. A análise dos parâmetros hematológicos demonstrou um aumento dos níveis de eritrócito, hemoglobina e hematócrito em FC quando comparado ao CT e TAU, porém, em FC+TAU houve uma redução de eritrócito quando comparado ao FC. O nível de leucócitos totais no sangue foi menor em FC quando comparado ao CT e TAU e foi observado um aumento nos níveis em FC+TAU quando comparado ao FC. Observou-se um aumento de leucócitos totais no LBA em FC quando comparado ao CT e TAU, entretanto, em FC+TAU observou-se uma redução dos níveis de células inflamatórias quando comparado ao FC. A contagem diferencial de células inflamatórias no LBA demonstrou um aumento de macrófago em FC quando comparado ao CT e TAU e a administração de taurina associada à FC levou a uma redução dos níveis de macrófagos em comparação ao FC. Em relação ao ensaio imunoenzimático, observou-se um aumento na concentração do fator de necrose tumoral (TNF) e da interleucina (IL) -17 em FC e FC+TAU quando comparado ao CT e TAU, para a IL-22 houve um aumento em FC quando comparado ao CT e TAU, porém, em FC+TAU foi observado uma redução comparado ao FC. Na análise do dano oxidativo, observou-se aumento da peroxidação lipídica e da oxidação de proteína em FC quando comparado ao CT e TAU, esses danos foram reduzidos em FC+TAU quando comparado ao FC. Para a atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT) observou-se maior atividade em FC comparado ao CT a TAU e uma redução em FC+TAU comparado ao FC. Em relação aos dados morfométricos, observou-se aumento da densidade e volume do espaço alveolar (Vv[a]) em FC comparado ao CT e TAU e diminuição da densidade de volume de septo alveolar (Vv[sa]) comparado ao CT e TAU. A administração de taurina demonstrou ser capaz de reduzir a inflamação e o estresse oxidativo induzido pela exposição à fumaça de cigarro em um curto período de tempo.
metadata.dc.description.abstracten: Cigarette smoke (CS) is considered the major risk factor for the development of chronic obstructive pulmonary disease (COPD). CS presents a complex blend of more than 7,000 chemical compounds. Among them, there is a large number of reactive oxygen species (ROS) that leads to the onset of oxidative stress. In vivo studies have demonstrated the benefits of using taurine, a β-amino acid, to decrease the inflammation and oxidative stress in the respiratory system. This study aimed to evaluate the effects of taurine on oxidative stress and inflammatory response in the lungs of mice exposed to CS. Fifty C57BL/6 male mice were divided into groups: control (CG), taurine (TAU), cigarette smoke (CSG), cigarette smoke + taurine (CSG + TAU). CSG and CSG + TAU were exposed to four cigarettes three times a day for five days, using a CS inhalation chamber. TAU and CSG + TAU received 30 mg/kg/day of taurine via orogastric gavage twelve hours before being exposed to CS. Twenty-four hours after the last exposure to CS, the euthanasia of the animals was performed via anesthetic overdose in order to collect blood, bronchoalveolar lavage fluid (BALF) and samples of lung tissue for biochemical and histopathological analyses. The analysis of hematological parameters showed an increase in erythrocyte, hemoglobin and hematocrit levels in CSG compared to CG and TAU and there was a decrease in erythrocytes in CSG + TAU compared to CSG. Total blood leukocyte level was lower in CSG compared to CG and TAU and higher in CSG + TAU compared to CSG. There was an increase in total leucocytes in BALF in CSG compared to CG and TAU, however, there was a decrease in CSG + TAU compared to CSG. The differential count of inflammatory cells in BALF demonstrated an increase of macrophages in CSG compared to CG and TAU and there was a decrease in CSG + TAU compared to CSG. Regarding the immunoenzymatic assay, there was an increase in the concentration of tumor necrosis factor (TNF) and interleukin (IL) -17 in CSG and CSG + TAU compared to CG and TAU. There was an increase in IL-22 in CSG compared to CG and TAU and there was a decrease in CSG + TAU compared to CSG. In the analysis of the oxidative damages, there was an increase in lipid peroxidation and protein oxidation in CSG compared to CG and TAU and there was a decrease in CSG + TAU compared to CSG. Regarding the antioxidant superoxide dismutase (SOD) and catalase (CAT) enzyme activities, there was an increase in CSG compared to CG and TAU and there was a decrease in CSG + TAU compared to CSG. There was an increase in alveolar space density volume (Vv[a]) in CSG compared to CG and TAU. There was a decrease in volume density of alveolar septum (Vv[sa]) in CSG compared to CG and TAU. The administration of taurine has been shown to be able to reduce the inflammation and oxidative stress induced by a short-term exposure to cigarette smoke.
Description: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9902
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pela autora em 18/04/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EfeitosAdministraçãoTaurina.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.