Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9819
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorDias, Luciana da Costa-
dc.date.accessioned2018-04-04T12:29:20Z-
dc.date.available2018-04-04T12:29:20Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationDIAS, L. da C. Educar para quê? Observações acerca da educação e cultura a partir do pensamento de Friedrich Nietzsche. Espaço Pedagógico, v. 23, p. 356-367, 2016. Disponível em: <https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/9058>. Acesso em: 02 fev. 2018.pt_BR
dc.identifier.issn19843879-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9819-
dc.description.abstractO presente artigo tem por objetivo discutir a relação entre cultura e educação a partir da obra III Consideração Intempestiva: Schopenhauer Educador, escrita por Friedrich Nietzsche em 1874. Sendo Nietzsche um filósofo conhecido pelo caráter intempestivo de seus escritos, foi um profundo crítico de sua época e, como tal, não poderia deixar de refletir também sobre a educação e as grandes mudanças e desafios que esta enfrentava em sua época. A metodologia aqui utilizada é a da revisão bibliográfica. Contudo, mais do que uma exposição sistemática e pontual do texto central a ser discutido, pretende-se explorar a relação entre a educação e a cultura na perspectiva de outros elementos relevantes presentes à obra de Nietzsche como um todo e que se mostram fundamentais para o pleno entendimento da crítica realizada, uma vez que não se pode perder de vista que a contribuição de Nietzsche para pensar a educação se põe na esteira de sua crítica à Modernidade e à decadência da cultura ocidental como um todo, que ele considera enfraquecida em seus instintos. Como alcançaremos, sua abordagem da questão da educação é, na verdade, um profundo questionamento da própria função e propósito da prática educativa, a qual ele diagnosticou como estando, já em sua época, cada vez mais submissa e atrelada aos interesses de uma economia de mercado, mero adestramento e preparação para o mercado de trabalho, uma vez que seu discurso se constrói a partir de uma visão extremamente crítica ao surgimento do ensino profissionalizante na Alemanha do período.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectNietzsche, Friedrichpt_BR
dc.subjectFilosofia alemãpt_BR
dc.subjectFilosofia da educaçãopt_BR
dc.titleEducar para quê? Observações acerca da educação e cultura a partir do pensamento de Friedrich Nietzsche.pt_BR
dc.typeArtigo publicado em periodicopt_BR
dc.rights.licenseOs trabalhos publicados na Revista Interdisplinar de Filosofia e Educação estão sob licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Fonte: Revista Interdisciplinar de Filosofia e Educação <https://periodicos.ufrn.br/saberes/about>. Acesso em: 05 mar. 2018.pt_BR
dc.description.abstractenThe present article aims to discuss the relationship between culture and education from the work: Thoughts out of Season Part III: Schopenhauer as Educator, written by Friedrich Nietzsche in 1874. Being Nietzsche a philosopher known by the extemporaneous character of his writings, he was a deep critic of his own time and, as such, he could not refrain from thinking about the great changes and challenges that education was facing at that time. The methodology used here is the literature review. However, rather than a systematic and punctual exposure of the central text, this article intends to explore the relationship between education and culture in the context of other relevant elements present in Nietzsche's work as a whole, that prove themselves to be crucial to the full understanding of this critic.pt_BR
Appears in Collections:DEART - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EducarParaquê.pdf366,81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.