Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9770
Title: Flotação da smithsonita e da dolomita utilizando amina : estudos fundamentais.
Authors: Souza, Tamiris Fonseca de
metadata.dc.contributor.advisor: Lima, Rosa Malena Fernandes
Keywords: Microflotação
Eterdiamina
Silicato de sódio
Sulfeto de sódio
Issue Date: 2018
metadata.dc.contributor.referee: Lima, Rosa Malena Fernandes
Rodrigues, Otávia Martins Silva
Souza, Adelson Dias de
Citation: SOUZA, Tamiris Fonseca de. Flotação da smithsonita e da dolomita utilizando amina : estudos fundamentais. 2018. 107 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mineral) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2018.
Abstract: Flotação catiônica minérios de zinco oxidados, usualmente é efetuada com sulfetização prévia dos minerais de zinco. Na literatura existem diversos estudos de flotação catiônica seletiva entre a smithsonita (ZnCO3) associada a calcita (CaCO3). No entanto, existem poucos estudos efetuados com a dolomita, que é o principal mineral de ganga carbonatada do depósito de Ambrósia Norte, localizado em Minas Gerais, Brasil. Neste trabalho foram efetuados estudos fundamentais, através de ensaios de microflotação em tubo de Hallimond modificado e medidas de potencial zeta, da smithsonita e da dolomita, usando o coletor eterdiamina, visando à obtenção de condições de separação seletiva entre os dois minerais. Utilizou-se o silicato de sódio como depressor, o sulfeto de sódio (Na2S) como agente sulfetizante e os cloretos de magnésio, cálcio e zinco como fonte dos cátions Mg2+, Ca2+ e Zn2+. Verificou-se que as condição ótima de flotação foi alcançada em pH 11 (flotabilidade da smithsonita = 80,05% e flotabilidade da dolomita = 57,39%). O Na2S possibilitou aumento acentuado na recuperação da smithsonita, que atingiu 97,36% de flotabilidade para a concentração de 5,0x10-3 M de Na2S, o que implica em menor consumo de amina. O silicato de sódio funcionou como depressor da dolomita, a 6,0 mg/L a flotabilidade desse mineral foi igual a 46,47%. No caso da smithsonita, o silicato de sódio favoreceu a flotabilidade, que foi de 92,39% para a concentração de depressor igual a 9,0 mg/L. Os ensaios na presença dos cátions Mg2+ e Ca2+ afetaram a flotabilidade da smithsonita apenas para as concentrações de 5,0x10-6 M de MgCl2 e 1,0x10-5 M de CaCl2, que apresentaram flotabilidades iguais a 78,91% e 67,70%, respetivamente. Os cátions Zn2+ ativaram a dolomita, que atingiu flotabilidade de 87,33% para a concentração de 1,0x10-5 M de ZnCl2. De modo geral, verificou-se aumento dos valores de potencial zeta dos minerais após o condicionamento dos mesmos com os cátions em relação aos valores na ausência dos sais.
metadata.dc.description.abstracten: Cationic flotation of oxidized zinc ores is usually carried out with prior sulphidization of the zinc minerals. In the literature there are several studies of selective cationic flotation between smithsonite (ZnCO3) associated with calcite (CaCO3). However, there are few studies about dolomite, which is the main carbonated gangue ore at Ambrósia Norte deposit, in Brazil. In this work, fundamental studies (microflotation and zeta potential) of smithsonite and dolomite were conducted using a cationic collector to obtain selective separation conditions between the two minerals. Sodium silicate as depressant, sodium sulfate (Na2S) as sulphising agent and magnesium, calcium and zinc chlorides as the source of the Mg2+, Ca2+ and Zn2+ cations were used. It was verified that the optimum flotation condition was reached at pH 11 (smithsonite floatability = 80.05% and dolomite floatability = 57.39%). Na2S has allowed a significant increase in the recovery of smithsonite, which reached 97.36% of floatability for the 5.0x10-3 M Na2S concentration, which implies a lower amine consumption. Sodium silicate functioned as depressant of dolomite, at 6.0 mg/L the floatability of this mineral was equal to 46.47%. In the case of smithsonite, sodium silicate favored floatability, which was 92.39% for the concentration of depressant equal to 9.0 mg/L. The tests in the presence of Mg2+ and Ca2+ cations affected the smithsonite floatability only for the concentrations of 5,0x10-6 M MgCl2 and 1,0x10-5 M CaCl2, which presented floatabilities of 78.91% and 67.70% , respectively. The Zn2+ cations activated the dolomite, which achieved floatability of 87.33% for the 1.0x10-5 M concentration of ZnCl2. In general, there was an increase in the zeta potential values of the minerals after conditioning them with the cations in relation to the values in the absence of the salts.
Description: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9770
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor(a), 21/03/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGEM - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_FlotaçãoSmithsonitaDolomita.pdf2,53 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons