Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/9646
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorJoly, Fábio Duartept_BR
dc.contributor.authorPerpétuo, Thiago Paschoal-
dc.date.accessioned2018-03-16T13:17:32Z-
dc.date.available2018-03-16T13:17:32Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationPERPÉTUO, Thiago Paschoal. Saber médico e sociedade no De Medicina, de Aulo Cornélio Celso. 2017. 167 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9646-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractEsta dissertação tem como objetivo o estudo do De Medicina de Celso, um escritor latino que floresceu no primeiro século d. C. A análise privilegia os aspectos sociais deste texto, investigando se um tratado técnico da Antiguidade é capaz de refletir as relações sociais que subjazem à sua produção. Este tratado é investigado, assim, a partir de uma perspectiva sociopolítica, questionando-se também em que medida o De Medicina de Celso se refere a uma fase específica de integração no Mediterrâneo. Nós concluímos que certas peculiaridades da técnica médica como, por exemplo, a dietética, reflete de forma mais explícita a hierarquia social romana, especialmente quando grupos de indivíduos, apresentados pelo autor, são inseridos em seu contexto. O conjunto de técnicas e elementos que constituíram a arte médica na Antiguidade é apresentado por Celso através de padrões retóricos e filosóficos que se tornaram possíveis somente como resultado de interações culturais, durante um processo seletivo de integração.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectRomapt_BR
dc.subjectEnciclopédias e dicionários - análisept_BR
dc.titleSaber médico e sociedade no De Medicina, de Aulo Cornélio Celso.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 27/02/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeJoly, Fábio Duartept_BR
dc.contributor.refereeFaversani, Fábiopt_BR
dc.contributor.refereeAgnolon, Alexandrept_BR
dc.contributor.refereeGuarinello, Norberto Luizpt_BR
dc.description.abstractenThis dissertation aims at the study of the De Medicina, of Celsus, a Latin writer who flourished in the first century AD. The analysis privileges the social aspects of this text, investigating if a technical text from Antiquity was able to reflect the social relations that underly its production. This treaty is thus analysed from a sociopolitical perspective, and it is also inquired in which measure Celsus’ De Medicina refers to a specific phase of integration in the Mediterranean. We conclude that certain peculiarities of medical technique, for instance dietetics, reflect more explicitly Roman social hierarchy, especially when the groups of individuals presented by the author are inserted in their context. The set of techniques and elements that constituted the medical art in Antiquity is presented by Celsus through rhetorical and philosophical patterns that became possible only as a result of cultural interactions during a selective process of integration.pt_BR
Appears in Collections:PPGHis - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_SaberMédicoSociedade.pdf1,39 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons