Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9572
Title: Riqueza e composição de espécies em comunidades de girinos em lagoas permanentes e temporárias e comparação entre metodologias de identificação dessas formas de vida.
Authors: Leão, Ceres Olívia
metadata.dc.contributor.advisor: Pires, Maria Rita Silvério
Cardoso, Danon Clemes
Keywords: DNA
Taxonomia integrativa
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Pires, Maria Rita Silvério
Lourenço, Ana Carolina Calijorne
Beirão, Marina do Vale
Citation: LEÃO, Ceres Olívia. Riqueza e composição de espécies em comunidades de girinos em lagoas permanentes e temporárias e comparação entre metodologias de identificação dessas formas de vida. 2017. 32 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Abstract: A documentação do declínio de populações de anfíbios vem crescendo e muitas espécies foram e estão sendo extintas antes de serem conhecidas. O estudo das formas larvais de anuros acrescenta informações sobre distribuição geográfica e biologia para muitas espécies. Contudo, são frequentes os problemas de identificação para essa fase. O presente trabalho teve como objetivos fazer um levantamento da anurofauna de lagoas montanas, e comparar o uso de metodologias de identificações dos espécimes na fase larval. Para tanto, foram realizadas coletas em dez lagoas temporárias e permanentes, entre os meses de novembro de 2016 e fevereiro de 2017. Para as identificações dos espécimes utilizaram-se três métodos, chaves taxonômicas baseadas em morfologia externa, análise de similaridade molecular, e DNA Barcode, usando o marcador molecular 16S. Os girinos coletados foram agrupados em 90 lotes, correspondentes a cada morfotipo de cada localidade, em cada evento de coleta. Dentre os 90 lotes foram encontrados 33 morfotipos, posteriormente identificados. Foram registradas 17 espécies de anuros, pertencentes a cinco famílias. Para guildas bentônicas, 9 espécies foram coletadas e 6 foram registradas exclusivamente em lagoas permanentes. De 8 espécies nectônicas encontradas, quatro foram registradas exclusivamente em lagoas temporárias. As identificações por meio de chave taxonômica resultaram em 15 espécies, sendo que 6 indivíduos não puderam ser identificados com segurança. Vinte e nove amostras foram sequenciadas e, as análises por similaridade molecular indicaram 15 espécies, sendo que, 13 confirmaram as identificações por morfologia, e 10 foram atribuídas a outro táxon. O DNA Barcode indicou a existência de 16 espécies entre as amostras. O estudo apontou e discutiu possíveis inconsistências para métodos de identificação de girinos. O DNA Barcode acrescentou informações sobre a biodiversidade local. Dessa forma, reforçamos a importância da taxonomia integrativa para fornecer informações mais consistentes para avaliarmos as espécies e contribuirmos para estudos de conservação.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9572
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 20/02/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_RiquezaComposiçãoEspécies.pdf1,88 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons