Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/9567
Title: Liberdade e escravidão no pensamento estoico romano : uma leitura da Consolatio ad Polybium, de Sêneca.
Authors: Joly, Fábio Duarte
Keywords: Estoicismo
Escravidão
Sêneca
Issue Date: 2017
Citation: JOLY, F. D. Liberdade e escravidão no pensamento estoico romano: uma leitura da Consolatio ad Polybium, de Sêneca. Revista de Historia, São Paulo, n. 176, p. 01-20, 2017. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/111300>. Acesso em: 16 jan. 2018.
Abstract: A Consolatio ad Polybium, escrita por Sêneca durante seu exílio na Córsega e endereçada a Políbio, liberto imperial de Cláudio, tem sido interpretada pela historiografia moderna sob duas perspectivas. Por um lado, é discutida sua estrutura literária, tendo em vista o gênero da consolação na Antiguidade. Por outro lado, análises históricas buscam perceber como o filósofo apresenta o imperador Cláudio nos quadros de uma reflexão estoica sobre o poder imperial. Embora ambas as análises sejam pertinentes, o objetivo deste artigo volta-se para o próprio retrato do liberto por Sêneca, e como este se conforma a determinado pensamento estoico sobre a escravidão em que o liberto é retratado como inelutavelmente preso ao passado servil, uma vez que sua forma de pensar e agir não consegue desvencilhar-se do período de escravidão.
metadata.dc.description.abstracten: The Consolatio ad Polybium, written by Seneca during his exile in Corsica and addressed to Polybius, an imperial freedman of Claudius, has been interpreted by modern historiography from two perspectives. On the one hand, its literary structure is analyzed, taking the consolatio as a literary genre in Antiquity. On the other hand, historical approaches to this work try to understand how the philosopher presents the Emperor Claudius according to a Stoic reflection on imperial power. Although both types of studies are relevant, the purpose of this article is the very image of Polybius drawn by Seneca. The argument is that this image relates to a particular Stoic view of slavery, in which the freedman is portrayed as inextricably tied to his servile past.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9567
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.rh.2017.111300
ISSN: 2316-9141
metadata.dc.rights.license: Os trabalhos publicados na Revista de História estão sob Licença Creative Commons que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais. Fonte: Revista de História <http://www.revistas.usp.br/revhistoria/about/submissions>. Acesso em: 13 mar. 2020.
Appears in Collections:DEHIS - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_LiberdadeEscravidãoPensamento.pdf267,76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.