Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9454
Title: Efeito protetor do açaí (Euterpe oleracea Mart.) na doença hepática gordurosa não alcoólica mediado pelo aumento dos níveis de paraoxonase-1 e redução da oxidação de LDL em ratos.
Authors: Silva, Renata Rebeca Pereira e
metadata.dc.contributor.advisor: Pedrosa, Maria Lúcia
Silva, Marcelo Eustáquio
Keywords: Polifenóis
Esteatose hepática
Stress oxidativo
Bioquímica metabólica e fisiológica
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Pedrosa, Maria Lúcia
Costa, Daniela Caldeira
Magalhães, Cíntia Lopes de Brito
Figueiredo, Suely Gomes de
Leite, Romulo
Citation: SILVA, Renata Rebeca Pereira e. Efeito protetor do açaí (Euterpe oleracea Mart.) na doença hepática gordurosa não alcoólica mediado pelo aumento dos níveis de paraoxonase-1 e redução da oxidação de LDL em ratos. 2017. 119 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Abstract: A doença hepática gordurosa não alcoólica (NAFLD) abrange um largo espectro de alterações no fígado, que inclui desde esteatose até esteato-hepatite (NASH), a qual pode evoluir para cirrose e carcinoma hepatocelular. A NAFLD é considerada a doença hepática mais comum na atualidade, com prevalência mundial alarmante. Embora sua patogênese exata permaneça desconhecida, a hipótese mais aceita aponta o estresse oxidativo como um dos principais mecanismos responsáveis pela progressão da esteatose para NASH. Compostos bioativos presentes em alimentos, principalmente os polifenóis, têm sido considerados promissores na prevenção de distúrbios metabólicos. Açaí (Euterpe oleracea Mart.) ganhou reconhecimento internacional devido ao seu alto conteúdo de polifenóis e capacidade antioxidante. Assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do tratamento com açaí sobre o estresse oxidativo e inflamação na NAFLD, induzida pelo consumo de dieta hiperlipídica em ratos. Trinta e dois ratos Fischer, fêmeas, foram divididos inicialmente em dois grupos experimentais, um grupo (C) recebeu dieta padrão AIN-93M, e o outro grupo (H) recebeu dieta hiperlipídica por duas semanas. Após este período, os grupos C e H foram subdivididos, no total de quatro grupos, (C), (CA) e (H), (HA). Os grupos C e CA receberam dieta padrão e os grupos H e HA receberam dieta hiperlipídica. Os grupos CA e HA receberam tratamento com polpa filtrada de açaí (2g/dia), administrada por gavagem por seis semanas. Ratos do grupo H apresentaram alterações no perfil lipídico sérico e hepático, hepatomegalia, aumento de dano hepático, alterações no perfil de adiponectina, TNF e IL-6, aumento do estresse oxidativo e esteatose hepática. O tratamento com a polpa filtrada de açaí promoveu uma melhora no balanço oxidante/antioxidante, com aumento da atividade sérica e hepática de PON1, aumento da expressão gênica de PON1 e ApoA-I e aumento na expressão proteica de PON1 no fígado, impedindo a oxidação da LDL. Também promoveu uma melhora na inflamação hepática com redução nos níveis de TNF e diminuição na expressão de CD36, um importante receptor envolvido com a formação de células espumosas no fígado. Concomitante a esses efeitos, o açaí promoveu uma redução da infiltração de gordura e conteúdo de triacilgliceróis no fígado. Estes resultados sugerem que o açaí pode representar uma estratégia dietética viável, associada a prevenção e/ou tratamento de injúrias hepáticas.
metadata.dc.description.abstracten: Non-alcoholic fatty liver disease (NAFLD) covers a wide spectrum of liver alterations, including since steatosis to nonalcoholic steatohepatitis (NASH), which can progress to fibrosis, cirrhosis, and hepatocellular carcinoma. NAFLD is currently the most common liver disease, with an alarming prevalence worldwide. Although its exact pathogenesis is still unknown, the most accept hypothesis points to oxidative stress as one of the major mechanisms responsible for the progression of steatosis to NASH. Phytochemicals in foods, especially polyphenols, have been considered promising in preventing metabolic disorders. Açai (Euterpe oleracea Mart.) has gained international popularity due to its high polyphenol content and antioxidant properties. Thus, this study was designed to investigate the effects of açai treatment on oxidative stress and inflammation in NAFLD induced by the consumption of high-fat diet in rats. Thirty-two female Fischer rats were divided into two experimental groups, one group (C) received standard diet AIN-93M, and the other group (H) received high-fat diet (25% soybean oil and 1% cholesterol) for two weeks. After this period, the C and H groups were subdivided into four groups, (C), (CA) e (H), (HA). The C and CA groups received the same standard diet, and H and HA groups received the same high-fat diet. The CA and HA were treated with filtered açai, administered as a single dose (2g/day) by gavage for six weeks. Rats fed with high-fat diet presented alterations in serum and hepatic lipid profile, hepatomegaly, increased liver damage, changes in adiponectin, TNF and IL-6 profile, increased oxidative stress and hepatic steatosis. The treatment with the filtered açaí pulp promoted an improvement in the oxidative / antioxidant balance, with increased serum and hepatic PON1 activity, upregulated the expression of PON1 and ApoA-I, and increased PON1 protein in the liver, preventing LDL oxidation. It also promoted an improvement in liver inflammation with a reduction in TNF levels and a downregulation in expression of CD36, a major receptor involved in the formation of liver foam cells. Concomitant to these effects, açai promoted a reduction of fat infiltration trygliceride content. These results suggest that açai may represent a viable dietary strategy associated with prevention and/or treatment of liver injury.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9454
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 02/02/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPCBIOL - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_EfeitoProtetorAçaí.pdf8,06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons