Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9431
Title: Influência do tratamento com benznidazol na resposta imune celular e na miocardite de cães infectados por Trypanosoma cruzi.
Authors: Nascimento, Alvaro Fernando da Silva do
metadata.dc.contributor.advisor: Bahia, Maria Terezinha
Keywords: Inflamação
Cardiopatia congênita
Citocinas
Issue Date: 2014
metadata.dc.contributor.referee: Bahia, Maria Terezinha
Guedes, Paulo Marcos da Matta
Bezerra, Frank Silva
Citation: NASCIMENTO, Alvaro Fernando da Silva do. Influência do tratamento com benznidazol na resposta imune celular e na miocardite de cães infectados por Trypanosoma cruzi. 2014. 77 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2014.
Abstract: A cardiopatia chagásica crônica (CCC) afeta aproximadamente 30% dos 8 milhões de indivíduos infectados pelo Trypanosoma cruzi. Mesmo considerando que o infiltrado inflamatório, rico em células Th1, desempenha um papel crucial na CCC, pouco se sabe sobre os fatores que controlam a migração de células inflamatórias para o miocárdio na CCC. Neste estudo foi analisada a expressão do mRNA para citocinas, quimiocinas/receptores e fatores de transcrição relacionados às respostas tipo Th1 e Th2 presentes no tecido muscular cardíaco de cães infectados pelas cepas Berenice-78 (susceptível ao benznidazol) e VL-10 (resistente ao benznidazol) durante as fases aguda e crônica da infecção. Para analisar a influência do tratamento com benznidazol no padrão de resposta imune os animais foram divididos nos seguintes grupos experimentais: (i) animais infectados, (ii) animais tratados e curados, (iii) animais tratados e não curados, (iv) animais não infectados. Nossos resultados mostraram que durante a fase aguda da infecção pelo T. cruzi foi observada uma intensa inflamação do tecido muscular cardíaco associada a uma resposta tipo-Th1 predominante. A evolução para a fase crônica da doença conduziu a uma redução significativa da inflamação, pois nesta fase foi detectado um número significativamente menor de núcleos celulares em relação à fase aguda (p<0,05) tanto nos animais infectados pela cepa VL-10 (301,26±30,69 núcleos celulares na fase aguda e 243,78±20,56 na fase crônica), quanto naqueles infectados pela cepa Berenice-78 (277,45±55,44 núcleos celulares na fase aguda e 198,65±15,46 na fase crônica). A redução do processo inflamatório foi associado com a redução na detecção de mRNA para fatores de transcrição, quimiocinas/receptores relacionados às respostas Th1, Th2 e Th17. Adicionalmente foi demonstrado que o tratamento específico induz, no caso de cura parasitológica, uma redução da inflamação associada com a ausência de detecção de fatores relacionados à resposta tipo Th1, mostrando que estas avaliações podem ser importantes para o controle de cura da infecção pelo T. cruzi, demonstrando assim, o benefício do tratamento bem sucedido.
metadata.dc.description.abstracten: Chronic Chagas cardiomyopathy (CCC), a life-threatening dilated cardiomyopathy, affects 30% of the approximately 8 million patients infected by Trypanosoma cruzi. Even though the Th1 T cell-rich myocarditis play a pivotal role in CCC, little is known about the factors controlling inflammatory cell migration to CCC myocardium. Here we analyzed the mRNA expression of type 1 and type 2 cytokine, chemokine/ receptors and transcription factors in the cardiac tissue of dogs infected with Berenice-78 (benznidazole susceptible) and VL-10 (benznidazole resistant) T. cruzi strains during acute and chronic phases of the infection. To analyze the influence of the benznidazole treatment in the immune response profile and in the development of heart pathology the animals were divided into groups: (i) infected animals, (ii) treated and cured animals, (iii) treated and no-cured animals, (iv) no-infected animals. Our results showed the presence of intense myocarditis during the acute phase of the infection associated with a predominant Th1-type response. The progression to chronic phase was associated with a reduction of myocarditis, both in animals infected with the VI-10 (301.26 ± 30.69 cell nuclei in the acute and 243.78 ± 20.56 in chronic phase) as those infected with Berenice-78 (277.45 ± 55.44cell nuclei in the acute and 198.65 ± 15.46 in the chronic phase). The reduction in the myocarditis intensity was in line with the immune response profile, the mRNA expression of cytokine, chemokines/ receptors and the transcription factors detected in the heart tissue were related with Th1 , Th2 and Th17-type response. Additionally, the profile of immune response was associated with treatment efficacy. Among treated and cured animals the reduction of myocarditis, as well the lack of factors related with Th1-type response were observed. On the other hand, the myocarditis intensity and the immune response profile were similar among treated and no-treated animals.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9431
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 31/01/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_InfluênciaTratamentoBenznidazol.pdf1,39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.