Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9430
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVolp, Ana Carolina Pinheiropt_BR
dc.contributor.advisorFreitas, Renata Nascimento dept_BR
dc.contributor.authorDias, Bruna Vidal-
dc.date.accessioned2018-02-05T14:14:09Z-
dc.date.available2018-02-05T14:14:09Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationDIAS, Bruna Vidal. Efeito do consumo da polpa de açaí (Euterpe oleracea Mart.) sobre parâmetros relacionados à resistência insulínica em mulheres com peso normal e excesso de peso. 2017. 89 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9430-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractO tecido adiposo é um órgão endócrino ativo que secreta diversas substâncias bioativas como omentina, leptina, adiponectina entre outros, estando estas diretamente relacionadas ao desenvolvimento da resistência insulínica, inflamação e hipertensão. Algumas adipocinas, como a omentina, podem agir de forma anti-inflamatória; sua ação faz com que haja um aumento da captação de glicose mediada pela insulina e inibe a ação pro-inflamatória da proteína C reativa (PCR), contribuindo dessa forma para uma melhora do estado inflamatório e oxidativo. Têm-se demonstrado uma forte associação entre excesso de adiposidade, mediadores inflamatórios e deficiência da ação da insulina, caracterizando a obesidade como um estado de inflamação crônica. Uma alimentação rica em frutas e vegetais está inversamente associada a distúrbios metabólicos e isto se deve, principalmente, pelos compostos antioxidantes presentes nestes alimentos. O açaí é uma fruta rica em antioxidantes como os polifenóis, que têm apresentado muitos benefícios para a saúde devido ao seu potencial efeito antioxidante, anti-inflamatório e potencializador de insulina, causando redução das concentrações de glicose tanto em diabéticos quanto em obesos. Com isso, este trabalho objetivou avaliar os efeitos da ingestão da polpa de açaí sobre variáveis relacionadas à resistência insulínica em mulheres eutróficas e com excesso de peso. Foi realizado um estudo prospectivo de intervenção nutricional onde foi avaliado o efeito do consumo de 200g da polpa de açaí durante quatro semanas sobre variáveis bioquímicas, dietéticas, clínicas, antropométricas e de atividade física em mulheres eutróficas e com excesso de peso. Foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov para verificar a distribuição dos dados. A comparação entre médias e medianas dos grupos foi feita mediante o teste t Student e Wilcoxon, respectivamente. Para avaliar a correlação dos demais parâmetros com a omentina, foi realizado o teste de correlação de Pearson e Spearman para dados paramétricos e não paramétricos respectivamente. Foi utilizado o programa GraphPadPrism versão 5. De acordo com os resultados obtidos, dentre as variáveis biquímicas, a intervenção acarretou em um aumento da concentração média de omentina no grupo eutrófico. A omentina pode atuar na modulação da expressão de citocinas pró-inflamatórias e aumentar a captação de glicose mediada por insulina em adipócitos, o que favorece a sensibilidade à insulina. Uma variedade de adipocinas como a leptina, adiponectina, TNF, IL-6 e IL-8 e proteínas de fase aguda que são estimuladas por fatores inflamatórios como o PCR e PAI-1 estão relacionadas à resistência insulínica e se encontram diretamente proporcionais à quantidade de tecido adiposo, entretanto, não foi observado diferença destes fatores após a ingestão da polpa. Este resultado pode ser devido à quantidade de açaí consumida, com isso, são necessários mais estudos para avaliar a dose adequada para este efeito. Apesar de terem sido observados um menor número de variáveis com diferenças significativas comparado ao total avaliado, a ingestão da polpa de açaí modificou parâmetros importantes na avaliação da resistência insulínica como a concentração de omentina e também apresentou correlações com glicose, insulina, HOMA IR e a proteína de fase aguda PAI-1. Com isso, a ingestão da polpa de açaí pode auxiliar na prevenção de distúrbios metabólicos associados à RI, como diabetes, hipertensão, obesidade, doenças cardiovasculares entre outras.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectInflamaçãopt_BR
dc.subjectResistência à insulinapt_BR
dc.subjectAntioxidantept_BR
dc.subjectAçaípt_BR
dc.subjectPolifenóispt_BR
dc.titleEfeito do consumo da polpa de açaí (Euterpe oleracea Mart.) sobre parâmetros relacionados à resistência insulínica em mulheres com peso normal e excesso de peso.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 01/02/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.pt_BR
dc.contributor.refereeVolp, Ana Carolina Pinheiropt_BR
dc.contributor.refereeSouza, Gustavo Henrique Bianco dept_BR
dc.contributor.refereeCarraro, Júlia Cristina Cardosopt_BR
dc.contributor.refereeFreitas, Renata Nascimento dept_BR
dc.description.abstractenAdipose tissue is an endocrine organ that secretes bioactive substances such as omentin, leptin, adiponectin, which are directly related to the development of insulin resistance, inflammation and hypertension. Some adipokines, such as omentin, may act in an anti-inflammatory manner. This causes an increase in glucose uptake mediated by insulin and inhibits a pro-inflammatory action of C-reactive protein, contributing to an improvement of the inflammatory and oxidative state. Has been demonstrated a strong association between excess adiposity, inflammatory mediators, and impaired insulin action, characterizing obesity as a chronic inflammation state. A diet rich in fruits and vegetables is inversely associated with metabolic disorders and it is because their antioxidant compounds. Açaí is a fruit rich in antioxidants such as polyphenols, which has many benefits due to their potential antioxidant, anti-inflammatory and insulin-potentiating effect, causing reduction of glucose concentrations in diabetics and obese humans. This study aimed to evaluate the effects of açaí pulp intake on variables related to insulin resistance in eutrophic and overweight women. Was done a prospective nutritional intervention study to evaluate the effect of 200g of açaí pulp during four weeks on biochemical, dietary, clinical, anthropometric and physical activity variables in eutrophic and overweight women. The Kolmogorov-Smirnov test was used to verify the distribution of the data. A report between averages and medians of the groups was made through the test of Student and Wilcoxon, respectively. To evaluate the correlation of results with omentin, was used the Pearson and Spearman correlation test for parametric and non-parametric data, respectively with the program GraphPadPrism version 5. According to the results obtained, about the biochemical variables, an intervention resulted in an increase in the mean concentration of omentin in the eutrophic group. Omentin may modulate the expression of proinflammatory cytokines and increase the uptake of insulin-mediated glucose into adipocytes, so it favors insulin sensitivity. A variety of adipokines such as leptin, adiponectin, TNF, IL-6 and IL-8 and acute phase proteins that are stimulated by inflammatory factors such as CRP and PAI-1 are related to insulin resistance and are proportional to the quantity of adipose tissue, however, this was not observed in this study. This result may be due to the quantity of açaí consumed, therefore further studies are needed to evaluate a dose for this effect. Although a smaller number of variables with significant differences were observed compared to the total evaluated, but the intake of the açaí pulp modified important variables in the evaluation of the insulin resistance as a concentration of omentin and also presented correlations with glucose, insulin, HOMA IR and the acute phase protein PAI-1. Therefore, an intake of the açaí pulp may help to prevent metabolic disorders associated with IR such as diabetes, hypertension, obesity e cardiovascular diseases.pt_BR
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EfeitoConsumoPolpa.pdf1,82 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons