Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9342
Title: Reconstituição paleoambiental com base na assembleia palinoflorística e palinofácies de sedimentos holocênicos do Parque Estadual do Rio Doce/MG.
Authors: Silva, Fernanda Mara Fonseca da
metadata.dc.contributor.advisor: Kozovits, Alessandra Rodrigues
Carvalho, Marcelo de Araújo
Keywords: Paleontologia
Palinologia
Fácies - geologia
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Kozovits, Alessandra Rodrigues
Trindade, Viviane
Cassino, Raquel Franco
Lana, Cláudio Eduardo
Sousa, Hildeberto Caldas de
Citation: SILVA, Fernanda Mara Fonseca da. Reconstituição paleoambiental com base na assembleia palinoflorística e palinofácies de sedimentos holocênicos do Parque Estadual do Rio Doce/MG. 2017. 239 f. Tese (Doutorado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Abstract: Análises palinológicas e de palinofácies foram realizadas em amostras de um testemunho de 90cm, recuperado no Parque Estadual do rio Doce (PERD-MG), com o objetivo de reconstruir os paleoambientes das coberturas holocêncicas do PERD, além de contribuir para a compreensão dos eventos ambientais ocorridos na evolução da paisagem dessa região. Foram identificadas 21 espécies de esporos de pteridófitas, 52 espécies de grãos de pólen e 06 espécies grãos de fungo. Além disso, um gênero de algas de água doce Spirogyra e um gênero Incertae sedis (Pseudoschizaea rubina) foram registrados. As amostras são claramente dominadas pelos grupos de pólen, em particular as angimnospermas, que é o grupo mais abundante no testemunho estudado. A distribuição estratigráfica das 17 amostras permitiu a definição de 4 fases. A 1 fase (10.375 — 9.350 cal. anos AP) observou baixa concentração e diversidade de grãos de pólen e COT atribuídos a um sistema fluvial com presença de granulometria grossa. No entanto, essas condições tendem a aumentar nas amostras subsequentes. Evidenciou que até 9.351 anos AP a região não tinha sofrido com a movimentação tectônica (desnivelamento e basculamento) do leito do rio Doce. A fase 2 (9.062 — 8.195 cal. anos AP) é um intervalo que pode ser interpretado como uma transição do ambiente fluvial para lacustre, observando um aumento no índice de diversidade da flora, com exeplares de Mauritia flexuosa, Ludwigia sp., Heteropterys sp., Tetrapterys sp., Microlicia sp., Psychotria sp., Polygonum sp., Sapindus sp., Gleichenia sp., Lycopodiella alopecuroides, que apoiam a hipótese de ser uma floresta pantanosa ou arborizada. Na fase 3 (7.905 — 4.785 cal. anos AP) iniciou-se a acumulação de sedimentos finos como lamas e argilas (alto valor de COT) e o aumento da recuperação de palinomormos, registrando alta abundância e diversidade de Pteridófitas, como Anemia sp., Cheilanthes sp., Lophosoria sp., Dicksonia sp., Lycopodiella alopecuroides, Lycopodiella caroliniana, Lycopodiella cernua e Pityrogramma sp. indicando uma condição úmida em um ambiente permanentemente fechado com água (lacustre). Na 4 fase (4.785 — 50 cal. anos AP) observou o registro de menor abundância da flora herbácea que é substituída por outros grupos de vegetação (pântano, cerrado, Mata Atlântica). A amostra de ~ 50 anos representa o ambiente atual, isto é, uma situação registada sazonalmente de água e, portanto, reflete a colmatação do sistema lacustre.
metadata.dc.description.abstracten: Palynological and palynophase analyzes were carried out on samples of a 90 cm sample, recovered at the Parque Estadual do rio Doce (PERD-MG), with the objective of reconstructing the paleoenvironments of the PERD holocentric cover, in addition to contributing to the understanding of environmental events In the evolution of the landscape of that region. Twenty - one species of pteridophyte spores, 52 species of pollen grains and 06 species of fungus were identified. In addition, one genus of freshwater algae Spirogyra and one genus Incertae sedis (Pseudoschizaea rubina) were recorded. The samples are clearly dominated by the pollen groups, in particular the angimnosperms, which is the most abundant group in the study. The stratigraphic distribution of the 17 samples allowed the definition of 4 phases. The 1 - phase (10,375 - 9,350 cal. Years AP) observed low concentration and diversity of pollen grains and TOC attributed to a fluvial system with presence of coarse granulometry. However, these conditions tend to increase in subsequent samples. It was evidenced that up to 9.351 years AP the region had not suffered with the tectonic movement (unevenness and tilting) of the bed of the river Doce. Phase 2 (9,062 - 8,195 cal. Years AP) is an interval that can be interpreted as a transition from the fluvial to lacustrine environment, observing an increase in the diversity index of the flora, with exeplars of Mauritia flexuosa, Ludwigia sp., Heteropterys sp., Tetrapterys sp., Microlicia sp., Psychotria sp., Polygonum sp., Sapindus sp., Gleichenia sp., Lycopodiella alopecuroides, which support the hypothesis of being a marshy or forested forest. In phase 3 (7,905 - 4,785 cal years AP) the accumulation of fine sediments such as sludge and clays (high TOC value) and the increase of the recovery of palynomorms began, registering high abundance and diversity of Pteridophytes, such as Anemia sp., Cheilanthes sp., Lophosoria sp., Dicksonia sp., Lycopodiella alopecuroides, Lycopodiella caroliniana, Lycopodiella cernua and Pityrogramma sp. Indicating a humid condition in a permanently closed environment with lacustrine water. In the 4 phase (4,785 - 50 cal. Years AP), it was observed the lower abundance of herbaceous flora that is replaced by other vegetation groups (marsh, cerrado, Atlantic Forest). The sample of ~ 50 years represents the current environment, ie a seasonally recorded water situation and therefore reflects the lactation of the lake system.
Description: Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9342
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 19/01/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite a adaptação desta.
Appears in Collections:PPGECRN - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_RecostituiçãoPaleoambientalBase.pdf17,08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons