Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/9341
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAraújo, Valdei Lopes dept_BR
dc.contributor.authorSilva, Jussara Rodrigues da-
dc.date.accessioned2018-01-25T12:59:40Z-
dc.date.available2018-01-25T12:59:40Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationSILVA, Jussara Rodrigues da. Reformar os costumes pela história: a historiografia de Francisco Lisboa no Jornal de Timon. 2017. 192 f. Tese (Doutorado em História) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9341-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractEsta tese tem como tema de estudo a publicação do Jornal de Timon (1852-1853; 1858) no Maranhão por Francisco Lisboa. Este se destacou no Brasil oitocentista como um dos principais nomes dos estudos históricos no país sendo indicado como membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e para a Academia de Ciências de Lisboa em virtude do seu Jornal. Debaixo do pseudônimo de Timon, Francisco Lisboa escreveu sob temas diversos, da história das eleições da Antiguidade aos tempos modernos passando para os partidos políticos e eleições no Maranhão e diferentes questões do passado colonial maranhense. Este trabalho, então, é orientado por duas perguntas principais: como Francisco Lisboa, sob o pseudônimo Timon, escreveu a história e, aliado a essa particularidade, como foi possível que ela fosse escrita daquela forma. Argumenta-se, em resposta, que o Jornal de Timon se caracterizou como uma escrita moral com o objetivo de reformar os costumes maranhenses por meio de lições fornecidas pela história. Para tanto, o Jornal reúne diferentes mecanismos de legitimação, temas, modos de publicação e um estilo particular que aproximam a prática historiográfica de Francisco Lisboa de uma historiografia ligada a demandas locais e ao mercado editorial e mais flexível quanto às normas de um modelo disciplinar. Assim, o Jornal de Timon pode ser entendido como uma história escrita para os maranhenses, o que significa que a sua compreensão deve ser feita mediante o contexto de publicação pós Balaiada e em meio aos debates em torno da criação de uma identidade maranhense pela ideia de ―Atenas Brasileira‖. No confronto e na junção desses diferentes elementos que o caracterizam, o Jornal de Timon pode ser tomado como exemplo da complexidade de formas pelas quais a história foi escrita no Brasil oitocentista.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectJoão Francisco Lisboapt_BR
dc.subjectHistoriografiapt_BR
dc.titleReformar os costumes pela história : a historiografia de Francisco Lisboa no Jornal de Timon.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 17/01/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeAraújo, Valdei Lopes dept_BR
dc.contributor.refereeMollo, Helena Mirandapt_BR
dc.contributor.refereeAbreu, Marcelo Santos dept_BR
dc.description.abstractenThis work has as major subject the publishing of Jornal de Timon (1852-1853; 1858) at Maranhão by Francisco Lisboa. As one of the most important historians at Brazil in the 19th century, Francisco Lisboa was indicated as a member of Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro and of Academia de Ciências de Lisboa. Using the pseudonym Timon he wrote about different historical subjects like History of elections from Antiquity to Modern times passing to political parties and elections in Maranhão and various nonchronological themes of its colonial past. Our work, then, is guided by two main questions: how did Francisco Lisboa, under the pseudonym Timon, write history and how was it possible that it was written in that way? It is argued, in response, that Jornal de Timon was characterized as a moral writing with the aim of to reform the manners of the people from Maranhão. Therefore, it condenses different mechanisms of legitimacy, themes, modes of publication and a style that approximate its historiographic practice of a historiography linked to local problems and to the publishing market and less rigid as to the norms of a disciplinary model. Accordingly, Jornal de Timon can be understood as a written history for the people from Maranhão, which means that their understanding must be made through the context of publication after Balaiada and within of debates about the creation of an identity for their people, by the idea of "Atenas Brasileira". In the confrontation and junction of these different elements that characterize it, Jornal de Timon can be taken as an example of the variety of possibilities of historical writing in that context.pt_BR
Appears in Collections:PPGHis - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_ReformarCostumesHistória.pdf1,32 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons