Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/7741
Title: O campo religioso da cidade de Ouro Preto-MG entre 1980-2010 : catolicismo e diversificação religiosa.
Authors: Leonel, Guilherme Guimarães
metadata.dc.contributor.advisor: Mollo, Helena Miranda
Keywords: Religião e cultura - Brasil
Religião - catolicismo
Pluralismo religioso
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Mollo, Helena Miranda
Alves, Paula Renata
Andrade, Luciana T. de
Citation: LEONEL, Guilherme Guimarães. O campo religioso da cidade de Ouro Preto-MG entre 1980-2010: catolicismo e diversificação religiosa. 2017. 280 f. Tese (Doutorado em História) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2017.
Abstract: O campo religioso brasileiro passou por profundas transformações nas últimas décadas que levaram à fragmentação institucional e à intensa circulação de pessoas por novas alternativas e práticas religiosas, colocando definitivamente em cheque o monolitismo católico no Brasil. O presente trabalho visa compreender como tal processo histórico de diversificação religiosa ocorreu em Ouro Preto-MG ao longo último meio século. Tal problemática aplicada ao município de Ouro Preto é especialmente relevante, em função de que tal cidade, como outras fundadas no período colonial brasileiro, foi profundamente marcada, em diversos aspectos de seus mais de três séculos de existência, pela interpenetração profunda entre o Catolicismo, o poder político e sua espacialidade. Ao longo do século XX, o disestablishment do Catolicismo fez com que tal religião encontrasse outras formas de se colocar no espaço público. Em Ouro Preto isso ocorreu de forma pungente através de um processo de patrimonialização de seu legado histórico-arquitetônico, o que produziu historicamente a representação cívico-religiosa da “mineiridade”. Porém a despeito da ideia de homogeneidade, inerente à representação patrimonial, mesmo com suas devidas especificidades, Ouro Preto passou ao longo da segunda metade do século XX pelas transformações pelas quais passaram grande parte dos centros urbanos diante processo de industrialização do Brasil: grande crescimento demográfico desordenado decorrente da imigração e consequente diversificação dos estratos populacionais. Tal dinâmica resultou em uma ocupação muito específica do espaço e na diversificação dos repertórios culturais circulantes na cidade – inclusive o religioso. Desta forma, partindo da elaboração teórica de Bourdieu, definida no conceito de campo religioso, busca-se compreender como esse processo de multiplicação de vetores de forças religiosas produziram capitais, práticas, competição, convivência, ocupações de espaços e representações de si e da cidade. Sendo este um fenômeno multidimensional lançou-se mão de uma perspectiva e metodologia interdisciplinar capaz de jogar alguma luz sobre o complexo fenômeno estudado. Assim buscou-se compreendê-lo nas seguintes dimensões: 1) através da procura do entendimento da produção sócio-histórica e política do espaço, aliando noções básicas de georeferenciamento à pesquisa arquivística, etnográfica e de história oral, buscando as diversas relações com o espaço, com o político e com o sagrado traçadas pelas múltiplas vertentes religiosas estabelecidas na sede do município; 2) a partir da perspectiva das dinâmicas demográficas de declaração de pertencimento religioso apuradas pelos Censos IBGE entre 1980 e 2010 compreendendo a dinâmica religiosa de Ouro Preto comparativamente aos contextos mais amplos do estado de Minas Gerais e do Brasil; 3) por meio das práticas e relações político-religiosas em Ouro Preto diante do contexto histórico-jurídico republicano brasileiro no que concerne às relações entre Estado e religião, compreendendo melhor as possíveis intercessões entre Estado e religião nas práticas políticas cotidianas, e a dinâmica destas intercessões diante da diversificação do campo religioso e do próprio campo político. As conclusões caminham no sentido de que a diversificação religiosa que ocorre de forma mais geral no Brasil ocorre também em Ouro Preto, embora grande monta de tal diversificação ocorra dentro próprio universo cristão (Protestantismo (Pentecostal e Neopentecostal), há de se salientar por outro lado o expressivo crescimento do Kardecismo e dos Sem Religião. Também foi possível compreender como ocorreu a produção de espaços do sagrado que não se reconhecem dentro do paradigma da homogeneidade patrimonial, muito menos da “catolicidade” componente da “mineiridade”. Por fim, embora tenhamos detectado trânsito religioso e porosidade religiosa, estes não ocorrem através de fluxos indiscriminados e indeterminados, e a construção de um diálogo ecumênico/inter-religioso, de todas as partes, é incipiente e não-favorece a construção e uma cultura pluralista.
metadata.dc.description.abstracten: The Brazilian religious field has undergone deep changes in recent decades which have led to institutional fragmentation and intense movement of people through new alternatives and religious practices, putting in check the Catholic monolith. This study aims to understand how such a historical process of religious diversification occurred in Ouro Preto over the last half century. This question is especially relevant due to the fact that Ouro Preto, like many other Brazilian colonial cities, were deeply marked by the interpenetration between Catholicism, political power and spatiality. Throughout the twentieth century the Catholicism’s disestablishment made that religion find other ways through public space. In Ouro Preto, particularly, this happened through a process of transforming into heritage conservation its historical and architectural legacy, which historically produced the civic-religious representation of "mineiridade". But despite the homogeneity idea inherent in Cultural Heritage logics, Ouro Preto, in its own terms, went through the same deep transformations that many Brazilian urban areas did from the second half of the twentieth century on: large disorderly population growth due to immigration and consequent diversification of the population strata. This dynamic has resulted in a very specific use of space and diversification of current cultural repertoires in the city - including the religious ones. Thus, based on the theoretical work of Bourdieu (summarized by the concept of religious field) we seek to understand how this multiplication process of religious forces produced capitals, practices, competition, coexistence spaces occupations and representations of themselves and the city. Being this a multidimensional phenomenon we adopted an interdisciplinary methodology which made possible to shed some light on the complex phenomenon studied. So we sought to understand it in its following dimensions: 1) through the understanding of the pursuit of socio-historical production and space policy, combining basic notions of georeferencing, archival research, ethnographic and oral history seeking the various relationships with space, with the political and the sacred drawn by multiple religious strands established in the city's headquarters; 2) from the perspective of the demographic dynamics of religious of Ouro Preto compared to broader contexts of Minas Gerais and Brazil (data provided by the IBGE’s Census between 1980 and 2010); 3) Through the practices and political-religious relations in Ouro Preto in the context of the Brazilian historical-legal republican context regarding relations between State and religion, understanding better how possible intercessions between state and religion in everyday political practices, and the dynamics of intercessions between the religious field pluralization and the political field itself. The general conclusions are that the religious diversification that occurs more generally in Brazil is also taking place in Ouro Preto (although large amounts of this diversification occur within Brazilian Christianity, specially Protestants – Pentecostals and Neopentecostals). On the other hand, it is important to highlight the significant growth of Kardecism and people without religion. It was also possible to understand how non-catholic Ouro Preto’s sacred spaces were built outside the homogeneity paradigms of Heritage Conservation, and how far they are from empathizing with the "catholicity factor" of “mineiridade”. Finally, although we have detected religious transit and religious porosity, these do not occur through indiscriminate and undetermined flows and the construction of an ecumenical / interreligious dialogue is weak and make difficult the building of a plural culture ethics.
Description: Programa de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7741
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 11/05/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGHis - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_CampoReligiosoCidade.pdf5,49 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons