Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/7134
Title: Contribuição à estratigrafia e geocronologia U-Pb de zircões detríticos da Formação Moeda (Grupo Caraça, Supergrupo Minas) na Serra do Caraça, Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais.
Authors: Nunes, Filipe Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Martins, Maximiliano de Souza
Lana, Cristiano de Carvalho
Keywords: Serra do Caraça - MG
Tectônica de placas
Petrogênese
Geologia estratigráfica
Issue Date: 2016
metadata.dc.contributor.referee: Alkmim, Fernando Flecha de
Babinski, Marly
Martins, Maximiliano de Souza
Citation: NUNES, Filipe Silva. Contribuição à estratigrafia e geocronologia U-Pb de zircões detríticos da Formação Moeda (Grupo Caraça, Supergrupo Minas) na Serra do Caraça, Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais. 2016. 77 f. Dissertação (Mestrado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Abstract: O posicionamento litoestratigráfico da região denominada serra (maciço) do Caraça é um dos pontos mais controversos na literatura geológica do Quadrilátero Ferrífero. O trabalho traz à luz do conhecimento, novos dados litoestratigráficos associados a dados geocronológicos para a região. Os metassedimentos encontrados na serra, apresentam correlação lito e cronoestratigrafica com a Formação Moeda, apresentando idade deposicional máxima em 2520 ± 13 Ma, neoarqueana tardia. Foram reconhecidas três unidades (associações de fácies) na região. A unidade 1 foi interpretada como um sistema fluvial entrelaçado, a unidade 2 como um sistema fluvial entrelaçado com retrabalhamento eólico localizado, e a unidade 3 como um sistema fluvial entrelaçado com formação de linha de costa em porção restrita da bacia. Acredita-se que os sedimentos tenham se depositado em ambiente de rifte intra continental com evolução para margem passiva, representando o começo de um ciclo de Wilson na porção sul do cráton são Francisco por volta de 2,5 Ga, transcição entre o arqueano e o paleoproterozoico.
metadata.dc.description.abstracten: The lithostratigraphic position of the region called Caraça Mountain Range is one of the most controversial points in the geological literature of the Quadrilátero Ferrífero (MG). The work presents new lithostratigraphic and geochronological data for the region. The metasediments studied in the Caraça Mountain Range have chronostratigraphic correlation with the Moeda Formation, with maximum depositional age of 2520 ± 13 Ma, neoarchean. Three units were recognized (facies associations) in the region. The Unit 1 was interpreted as a braided fluvial system, the unit 2 as a braided fluvial system with wind reworking located and the unit 3 as a braided fluvial system with shoreline formation in restricted portions of the basin. It is believed that the sediments have been formed in a intracontinental rift progressing to passive margin, representing the beginning of a Wilson cycle in the southern portion of the São Francisco craton around 2.5 Ga.
Description: Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia. Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7134
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 09/01/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGECRN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ContribuiçãoEstratigrafiaGeocronologia.pdf8,66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.