Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7115
Title: Desenvolvimento de metodologias de extração arsênio em grãos alimentícios e investigação da contaminação por arsênio em grãos cultivados na região de Paracatu/MG.
Authors: Ribeiro, Roberto Vieira
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Roberta Eliane Santos Froes
Keywords: Arsênio
Paracatu - MG
Extração - química
Cultivos alimentares
Issue Date: 2016
metadata.dc.contributor.referee: Amorim, Flávia Regina de
Soares, Liliane Catone
Silva, Roberta Eliane Santos Froes
Citation: RIBEIRO, Roberto Vieira. Desenvolvimento de metodologias de extração arsênio em grãos alimentícios e investigação da contaminação por arsênio em grãos cultivados na região de Paracatu/MG. 2016. 66f. Dissertação (Mestrado em Química) - Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Abstract: A região de Paracatu (MG) é um local onde há diversos estudos sobre a contaminação por arsênio oriundo da explotação de ouro no local. O arsênio é conhecidamente um dos elementos mais tóxicos ao ser humano, podendo causar diversos problemas de saúde e em especial levar ao desenvolvimento de câncer. As rochas que contêm ouro estão geralmente associadas à arsênio, assim durante a explotação do ouro tem-se a liberação de arsênio para o meio ambiente. Esta liberação é muito difícil de ser controlada já que o arsênio presente nas rochas prontamente se volatiliza ao entrar em contato com o ar, gerando assim um problema ambiental localizado. É importante, portanto, averiguar a contaminação em locais próximos a áreas com mineração de ouro. As principais formas de exposição ao arsênio são via consumo de água ou vegetais contaminados. Análises de água da região de Paracatu apresentaram concentrações de arsênio maiores que os permitidos pela legislação durante os períodos de seca, incluindo-se a água coletada em pontos onde se faz captação de água para irrigação. Análises de caracterização do solo da região demonstraram presença de minerais com tendência a fixar arsênio, porém a concentração de arsênio encontrada presente no solo se mostrou baixa. De modo a averiguar a possível contaminação das plantas cultivadas no local, uma metodologia de extração de arsênio assistida por banho ultrassônico foi proposta para milho, soja e feijão (principais grãos cultivados na região). A metodologia desenvolvida se mostrou altamente eficiente na extração de arsênio, com valores de recuperação consideravelmente maiores que os de metodologias convencionais por digestor micro-ondas. As análises dos vegetais demonstraram que todos os três tipos de grãos cultivados não apresentam concentração de arsênio maior que a estabelecida pelo órgão regulamentador. Porém gerou-se um alerta, pois, a concentração encontrada no feijão está próxima da concentração limite e problemas de rendimento na produção e de crescimento das plantas, mesmo com correções do solo, indicam que pode haver uma contaminação crônica de arsênio na região.
metadata.dc.description.abstracten: The region of Paracatu (MG) is a place where various studies about arsenic contamination through gold exploit in the region. Arsenic is known as one of the most toxic elements for humans, causing a diversity of health problems and leading to cancer. Gold containing rocks are usually associated with arsenic; therefore, when gold is exploited arsenic is liberated to the environment. This liberation is very hard to control, since the arsenic present in the rocks volatilize when in contact with air, thus creating a localized environmental problem. Identify the possible contamination in places with gold mining is a very important topic due to such concerns. The most common sources of arsenic contamination for humans is through water and vegetables contaminated. Water analysis, from points were the water is captured for irrigation uses, in Paracatu region revealed that the arsenic concentration, during the dry period, are higher than the ones established by the local regulation agency, CONAMA. Soil characterization analysis showed that there are some minerals known to be able to fixate arsenic, however, the arsenic concentration is low. In order to evaluate the possibility of vegetable contamination in the region, a new arsenic extraction methodology assisted by ultrasonic bath was proposed for corn, soybean and beans (the most common grains cultivated in the region). The developed methodology showed high efficiency for the arsenic extraction, with recuperation values considerably higher than the ones obtained from more conventional methodologies, such as microwave assisted digestion. The vegetable analysis revealed that none of the three kinds of grains cultivated has more arsenic than the maximum limit established by the regulation agency. However, an alert is raised, since the arsenic determination in beans showed that the element concentration is near the limit concentration established. Yielding and growing problems in the crops, even with soil correction, indicate that could exist a chronic contamination in the local.
Description: Programa de Pós-Graduação em Química. Departamento de Química, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7115
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 14/09/2016, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPGQUIM - Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_DesenvolvimentoMetodologiasExtração.pdf2,36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.