Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6519
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSobreira, Frederico Garciapt_BR
dc.contributor.authorBarella, Cesar Falcão-
dc.date.accessioned2016-06-02T19:08:11Z-
dc.date.available2016-06-02T19:08:11Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationBARELLA, Cesar Falcão. Abordagens estatísticas aplicadas ao mapeamento de susceptibilidade a movimentos de massa: análise de diferentes técnicas no contexto do Quadrilátero Ferrífero. 2016. 253 f. Tese (Doutorado em Geotecnia) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6519-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Geotecnia. Núcleo de Geotecnia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractCom o objetivo de edificar uma argumentação capaz de embasar o adequado estabelecimento de diretrizes e procedimentos cartográficos voltados à elaboração e apresentação de mapas de susceptibilidade, foram selecionadas duas áreas piloto na região do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, denominadas Belo Vale e Antônio Pereira, onde aplicaram-se conceitos e metodologias estatísticas de mapeamento de movimentos gravitacionais de massa, dando ênfase à adoção da escala 1:25.000. A partir da construção de inventários de cicatrizes e do mapeamento dos fatores condicionantes inerentes às regiões de estudo, foram testadas, validadas e confrontadas diferentes abordagens, cada qual com uma função especifica dentro da análise de susceptibilidade. Com o propósito de comparar diferentes métodos estatísticos (Análise da Densidade de Escorregamentos, Likelihood Ratio, Valor Informativo, Probabilidade Bayesiana, Pesos de Evidência, Análise Discriminante e Regressão Logística) e diferentes representações cartográficas dos escorregamentos cadastrados (ponto e polígono), a primeira região de investigação evidenciou bons resultados em todos os enfoques empregados, com áreas abaixo da Curva de Sucesso e de Predição acima de 0,800 em grande parte das análises efetuadas. Merece destaque nessa fase a técnica do Valor Informativo e a soma do Contraste dos Pesos de Evidência, ambos aplicados, respectivamente, a um inventário poligonal e pontual. No que diz respeito à concordância espacial produzida entre os modelos, foi constatada, através da determinação do Coeficiente Kappa, que, independentemente das taxas de validação encontradas, a distribuição das classes de susceptibilidade são discordantes ao longo do território mapeado. Entretanto, essa discordância nunca atinge patamares de baixa compatibilidade. A segunda região de análise teve a finalidade de explorar o efeito da discriminação dos movimentos inventariados (movimentos translacionais em rocha e em solo) e da fragmentação aleatória do inventário nos grupos de treino e de teste (holdout, holdout repetido e validação cruzada). Os resultados alcançados nessa fase demonstraram a elevada sensibilidade da técnica do Valor Informativo às variações produzidas, deixando claro que para a elaboração de bons modelos é necessária uma pequena defasagem entre as taxas de validação, avaliadas aqui através das Curvas de Sucesso e Curvas de Predição. A análise crítica dos procedimentos aplicados corroborou a adequabilidade dos enfoques estatísticos ao mapeamento de susceptibilidade a movimentos gravitacionais de massa na escala 1:25.000. Palavras-Chave: Desastres Naturais, Susceptibilidade, Métodos Estatísticos, Ordenamento Territorial, Movimentos Gravitacionais de Massa.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectDegradação ambientalpt_BR
dc.subjectSusceptibilidade magnéticapt_BR
dc.subjectMétodos estatísticospt_BR
dc.subjectTerra - planeta - estruturapt_BR
dc.titleAbordagens estatísticas aplicadas ao mapeamento de susceptibilidade a movimentos de massa : análise de diferentes técnicas no contexto do Quadrilátero Ferrífero.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 25/05/2016 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeLena, Jorge Carvalho dept_BR
dc.contributor.refereeFernandes, Nelson Ferreirapt_BR
dc.contributor.refereeMourão, Ana Clara Mourapt_BR
dc.contributor.refereeRodrigues, Paulo César Hortapt_BR
dc.description.abstractenIn order to build an argument able to base the proper establishment of guidelines and cartographic procedures focused on the preparation and presentation of susceptibility maps, two pilot areas (Belo Vale and Antônio Pereira) were selected in the Iron Quadrangle region, Minas Gerais, where concepts and statistical methods for the mapping of landslides have been applied, emphasizing the adoption of the 1:25,000 scale. From the construction of landslides inventory and mapping of factors inherent in the study areas, different approaches were tested, validated and compared, each with a specific function within the susceptibility analysis. In order to compare different statistical methods (Landslide Density, Likelihood Ratio, Informative Value, Bayesian Probability, Weights of Evidence, Discriminant Analysis and Logistic Regression) and different cartographic representations of registered landslides (point and polygon), the first research region showed good results in all approaches used with areas below the Success and Prediction Curves above 0,800 in most analyses performed. The Informative Value technique and the sum of Contrast of Weights of Evidence, both applied, respectively, to a polygonal and point inventory stood out at this stage. With regard to the spatial concordance produced among models, it was verified by determining the Kappa coefficient, that regardless of the validation rates found, the distribution of susceptibility classes are discordant along the mapped territory. However, this disagreement never reaches low compatibility levels. The second analysis region aimed to explore the effect of the discrimination in landslides inventory (block slide and translational slide) and the random fragmentation of the inventory in training and test groups (holdout, repeated holdout and cross-validation). The results achieved at this stage demonstrated the high sensitivity of the Information Value technique to variations produced, making it clear that for the development of good models, a small gap between validation rates is necessary, evaluated here through the Success and Prediction Curves. The critical analysis of the procedures applied confirmed the suitability of statistical approaches to the landslides susceptibility mapping in the 1: 25.000 scale.-
Appears in Collections:POSGEO - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_AbordagensEstatísticasAplicadas.pdf15,83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.