Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6517
Title: Desempenho do pré-escrutínio rápido e da revisão rápida de 100% como métodos de monitoramento interno da qualidade dos exames citopatológicos do colo do útero.
Authors: Tobias, Alessandra Hermógenes Gomes
metadata.dc.contributor.advisor: Carneiro, Cláudia Martins
Amaral, Rita Goreti
Keywords: Colo do útero
Ginecologia - diagnóstico
Controle de qualidade
Issue Date: 2016
metadata.dc.contributor.referee: Zeferino, Luiz Carlos
Thuler, Luiz Cláudio Santos
Veloso, Vanja Maria
Lima, Angélica Alves
Citation: TOBIAS, Alessandra Hermógenes Gomes. Desempenho do pré-escrutínio rápido e da revisão rápida de 100% como métodos de monitoramento interno da qualidade dos exames citopatológicos do colo do útero. 2016. 99f. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Abstract: O câncer do colo do útero é o quarto tipo de câncer mais frequente entre as mulheres, e a realização periódica do exame citopatológico do colo do útero ou Papanicolaou é a principal estratégia adotada para o rastreamento desta neoplasia. O exame citopatológico é estratégico para detecção de lesões pré-neoplásicas, porém, sua eficiência ainda é questionada, porque mesmo sendo realizado periodicamente, muitas mulheres ainda são diagnosticadas com esse câncer, o que em parte ocorre devido a elevadas taxas de resultados falso-negativos (RFN). A implantação de métodos de monitoramento interno de qualidade (MIQ) na rotina laboratorial visa reduzir os RFN, melhorando o desempenho do exame citopatológico na detecção de lesões precursoras. Objetivo: Avaliar o desempenho do préescrutínio rápido (PER) e da revisão rápida de 100% (RR100%) como métodos de MIQ. Metodologia: Entre outubro de 2012 e outubro de 2014 o Laboratório Piloto de Análises Clínicas da Escola de Farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto recebeu para análise 9.675 esfregaços do colo do útero colhidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Ouro Preto, Minas Gerais. Após avaliação pré-analítica 357 esfregaços foram rejeitados e aqueles em condições de análise foram enviados para leitura. Todos os esfregaços foram avaliados rapidamente pelo PER antes do escrutínio de rotina (ER). Em seguida, os esfregaços classificados como negativos pelo ER foram encaminhados para serem analisados pela RR100%. Todos os esfregaços classificados como positivos e insatisfatórios pelo ER, assim como os esfregaços discordantes entre o PER, o ER e a RR100% foram submetidos a uma revisão detalhada para definição do diagnóstico final. Foi realizado levantamento do exame citopatológico de seguimento e do exame histopatológico referentes às mulheres com exames citopatológicos alterados detectados neste estudo. Resultados: Dentre os 9.318 esfregaços analisados, 1.267 foram considerados positivos pelo diagnóstico final, destes 1.054 (11,3%) foram identificados pelo ER e 213 (2,3%) foram RFN detectados pelos métodos de MIQ. O PER suspeitou de 1.437 (15,4%) esfregaços e 647 (45%) foram classificados como positivos pelo diagnóstico final e destes, 140 (1,5%) foram RFN. A RR100% suspeitou de 507 (6,2%) esfregaços e 123 (1,3%) foram RFN classificados como positivos pelo diagnóstico final. As alterações mais frequentes entre os RFN detectados pelo PER foram ASC-US (0,7%) seguida de LSIL (0,6%) e ASC-H (0,1%). Em relação aos RFN detectados pela RR100% a LSIL (0,6%) foi a alteração mais frequente, seguida de ASC-US (0,5%) e ASC-H (0,1%). O ER detectou 11,3% dos esfregaços alterados e esse valor subiu para 12,8% com associação do PER e para 12,6% com a RR100%. Quando comparado ao diagnóstico final, a sensibilidade do ER foi de 83,2%. A sensibilidade do PER e da RR100% levando em consideração somente os esfregaços considerados como negativos pelo ER foi de 65,7% e 57,8%, respectivamente. Entre as mulheres com diagnóstico citopatológico positivo, apenas 668 (62,5%) realizaram novo exame citopatológico e 49 (25%) realizaram biópsia. A sensibilidade do PER, da RR100% e do ER, quando comparado ao resultado do novo exame citopatológico foi de 70,3%, 54,0% e 85,7%, respectivamente. Não foi possível calcular a sensibilidade do ER e dos métodos de MIQ comparado ao resultado do exame histopatológico devido ao baixo número de seguimentos (25%). Dentre os métodos de MIQ, o que dispensou maior volume de trabalho foi o PER, aproximadamente 13,6% a mais que a RR100%. Os citologistas mostraram melhor desempenho na realização do PER. Os indicadores de qualidade dos exames citopatológicos realizados no laboratório se encontraram dentro do recomendado pelo Ministério da Saúde tanto antes quanto após a realização dos métodos de MIQ. Conclusões: De acordo com os resultados deste trabalho, o PER e a RR100% foram capazes de melhorar o desempenho do exame citopatológico, mostrando resultados semelhantes na detecção de resultados falso-negativos da rotina laboratorial. _________________________________________________________________________________________________
ABSTRACT : Cervical cancer is the fourth most common cancer among women, and regular practice of cervical cytopathology exam or Pap test is the main strategy adopted for screening of this cancer. The Pap test is strategic for the detection of precancerous lesions, although its efficiency is still questioned, because even been done periodically, many women still develop this cancer, which in part is due to high rates of false- negatives results (FNR). The implementation of internal quality control methods (IQC) in routine laboratory aims to reduce the FNR, improving the performance of the Pap test in detecting premalignant lesions. Objective: To evaluate the performance of rapid prescreening (RP) and 100% rapid review (RR100%) as IQC methods. Methods: Between October 2012 and October 2014 the Pilot Laboratory of Clinical Analysis, School of Pharmacy of the Federal University of Ouro Preto received for analysis 9.675 cervical smears collected from the Basic Health Units in the city of Ouro Preto, Minas Gerais. After pre-analytical evaluation 357 smears were rejected, and those in conditions to analysis were sent to reading. All smears were rapid evaluated by RPS before routine screening (RS). Then, all smears classified as negative by RS were sent to be analyzed by RR100%. All smears classified as positive or unsatisfactory by RS and discordant smears between RPS, RS and the RR100% were underwent to detailed review to define the final diagnosis. Results: Among 9.318 smears, 1.267 (13,6%) were classified as positive by the final diagnosis, of these 1.054 (11,3%) were identified by the RS and 213 (2,3%) were FNR detected by IQC methods. Of the 1.437 (15,4%) smears ranked as suspected by RPS 647 (45%) were classified as positive by final diagnosis and of these, 140 (1,5%) were FNR. The RR100% ranked 507 (6,2%) smears as suspect and 123 (1,3%) were FNR classified as positive by the final diagnosis. The most frequently alterations between FNR detected by the RPS were ASC-US (0,7%) followed by LSIL (0,6%) and ASC-H (0,1%). In relation to the FNR detected by RR100% LSIL (0,6%) was the most frequent alteration, followed by ASC-US (0,5%) and ASC-H (0,1%). When compared to the final diagnosis, the sensitivity of RS was 83,2%. The sensitivity of RPS and RR100% taking into account only the smears considered negative for RS was 65,7% and 57,8% respectively. Among woman with positive Pap test, only 668 (62,5%) were submitted to a new Pap test and 49 (25%) to biopsy. The sensitivity of the RPS, the RR100% and RS when compared to the result of the new Pap test was 70,3%, 54,0% and 85,7% respectively. The sensitivity of the RS and IQC methods compared to the result of the histopathology exam could not calculate due to low number of surveyed segments (23%). Among the methods of IQC, RPS dismissed more work in laboratory routine, about 13,6% more than the RR100%. The cytologists showed better performance on the RPS. The quality indicators of cytological tests performed in the laboratory were within the recommended by the Health Ministry both before and after the completion of IQC methods. Conclusions: According to the results of this study, RPS and RR100% improved the performance of the Pap test, showing similar results in detection of false-negative results of laboratory routine.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. CIPHARMA, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6517
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 25/05/2016, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:CIPHARMA - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_DesempenhoPréEscrutínio.pdf1,47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.