Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6490
Title: Autochthonous canine visceral leishmaniasis in a non-endemic area : Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil.
Other Titles: Ocorrência de leishmaniose visceral canina autóctone em uma área não-endêmica : Bom Sucesso, Minas Gerais, Brasil.
Authors: Silva, Marcio Roberto
Marques, Marcos José
Romanha, Alvaro José
Santa Rosa, Idael Christiano de Almeida
Carneiro, Cláudia Martins
Reis, Alexandre Barbosa
Keywords: Visceral leishmaniasis
Dogs
Zoonoses
Issue Date: 2008
Citation: SILVA, M. R. et al. Autochthonous canine visceral leishmaniasis in a non-endemic area: Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil. Cadernos de Saúde Pública, v. 24, p. 281-286, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csp/v24n2/05.pdf>. Acesso em: 08 nov. 2015.
Abstract: O presente trabalho descreve inicialmente um cão com sintomas característicos de leishmaniose visceral. Amostra de soro desse cão foi positiva por imunofluorescência indireta (IFI) conduzida no IgG total anti- Leishmania em 1999. Além disso, tecidos desse cão foram positivos por reação em cadeia pela polimerase (PCR) conduzida em 2004, identificando DNA de Leishmania no cerebelo, fígado, rim e intestino. Esta é a primeira vez que um cão com leishmaniose visceral autóctone foi descrito no Município de Bom Sucesso, Minas Gerais, Brasil. O achado desse cão reagente à IFI levou a uma investigação epidemiológica nesse município. Essa investigação foi conduzida de março de 1999 a dezembro de 2005. Vinte e dois de um total de 734 (3%) cães examinados foram reagentes à IFI. Entre os 22 cães IFI reagentes, seis apresentaram sintomas característicos de leishmaniose visceral canina. Os resultados desta investigação epidemiológica foram enviados às autoridades locais e estaduais de saúde pública requerendo medidas preventivas e de controle para leishmaniose visceral de forma a interromper a transmissão da doença e evitar a ocorrência de casos humanos.
metadata.dc.description.abstracten: The article begins by describing a dog with characteristic symptoms of visceral leishmaniasis. A serum sample from this animal was positive by indirect immunofluorescence (IIF) performed in anti-Leishmania total IgG in 1999. Tissues from the same dog were also positive by polymerase chain reaction (PCR) in 2004, identifying Leishmania DNA in the cerebellum, liver, kidney, and intestine. This is the first report of a dog with autochthonous visceral leishmaniasis in the county of Bom Sucesso, Minas Gerais State, Brazil. The finding of this IIF-positive dog led to a canine visceral leishmaniasis epidemiological investigation in the county. The investigation was conducted from March 1999 to December 2005. IIF was positive for Leishmania in 22 (3%) of 734 examined dogs. Among the 22 IIF-positive dogs, six presented characteristic symptoms of canine visceral leishmaniasis. The results of this epidemiological investigation were sent to local and State public health authorities, requesting visceral leishmaniasis control and preventive measures to interrupt transmission of the disease and avoid the occurrence of human cases.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6490
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2008000200006
ISSN: 1678-4464
metadata.dc.rights.license: Todo o conteúdo do periódico Cadernos de Saúde Publica, exceto onde identificado, está sob uma licença Creative Commons que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho em qualquer suporte ou formato desde que sejam citados o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais. Fonte: Cadernos de Saúde Publica <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0102-311X&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 16 ago. 2019.
Appears in Collections:DEACL - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_AutochthonousCanineVisceral.pdf165,51 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.