Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6439
Title: Quimiorreflexo e receptores AT1 : papel no controle cardiovascular de animais recuperados da restrição proteica sedentários e treinados.
Authors: Sá, Renato Willian Martins
metadata.dc.contributor.advisor: Cardoso, Leonardo Máximo
Keywords: Exercícios físicos
Angiotensina
Desnutrição
Issue Date: 2015
metadata.dc.contributor.referee: Oliveira, Lenice Kappes Becker
Antunes, Vagner Roberto
Citation: SÁ, Renato Willian Martins. Quimiorreflexo e receptores AT1: papel no controle cardiovascular de animais recuperados da restrição proteica sedentários e treinados. 2016. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Abstract: Neste trabalho investigamos o quimiorreflexo arterial e o possível envolvimento de receptores AT1 na sua modulação em ratos recuperados da restrição proteica pós desmame submetidos ao treinamento físico crônico. Para tanto, ratos Fischer foram divididos em grupos controles sedentários (C105 S) e treinados (C105 T), e recuperados sedentários (R-RP S) e treinados (R-RP T). Os ratos recuperados foram alimentados com dieta hipoproteica (caseína - 8%) por 35 dias após o desmame e, em seguida, recuperados com dieta normoproteica (20%) por 70 dias. Os grupos controles receberam apenas dieta normoproteica por 105 dias. O programa de treinamento físico de natação foi realizado diariamente (5 dias por semana) durante oito semanas, cumprindo normativas de intensidade e volume progressivos. 48 horas após a cirurgia de canulação, a pressão arterial média (PAM) e a frequência cardíaca (FC) foram registradas em ratos acordados. O quimiorreflexo foi estimulado por injeções intravenosas (i.v.) de KCN (20-160μg/kg) imediatamente antes (basal) e após 75 minutos do bloqueio de receptores AT1 com losartan (20 mg/kg, i.v.). Em ratos sedentários, as respostas pressora e bradiarrítmica evocadas pela dose de 60 μg/kg de KCN foram maiores no grupo R-RP S em relação ao grupo C105 S [25 ± 5 mmHg; -27 ± 9 bpm (C105 S) e 45 ± 4 mmHg e -76 ± 14 bpm (R-RP S)]. A administração de losartan não modificou estas respostas. Em ratos treinados, não foram observadas diferenças na resposta pressora para a mesma dose de KCN entre os grupos R-RP T e C105 T. Contudo, a resposta bradiarrítmica foi maior no grupo C105 T em relação ao grupo R-RP T [-166 ± 44 bpm (C105 T) e -44 ± 36 bpm (R-RP T). O losartan também não alterou a magnitude destas respostas. Em conclusão, a restrição proteica seguida pela recuperação alimentar eleva a sensibilidade do componente cardiovascular do quimiorreflexo arterial por mecanismos que parecem não depender de receptores AT1. O treinamento físico crônico foi capaz de normalizar a sensibilidade do componente pressor do quimiorreflexo arterial em ratos recuperados de restrição proteica pós-desmame sugerindo que o treinamento físico possa estar corrigindo ou compensando alterações do quimiorreflexo arterial geradas pela restrição/recuperação.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6439
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 10/03/2016 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_QuimiorreflexoReceptoresAT1.pdf2,83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.