Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6400
Title: Correlação entre a carga parasitária do Trypanosoma cruzi no tecido cardíaco e detecção de autoanticorpos no soro de cães infectados com a patologia da doença de chagas experimental.
Authors: Menezes, Ana Paula de Jesus
metadata.dc.contributor.advisor: Caldas, Ivo Santana
Caldas, Sérgio
Bahia, Maria Terezinha
Keywords: Doença de Chagas
Patologia
Autoimunidade
Trypanosoma cruzi
Issue Date: 2015
metadata.dc.contributor.referee: Roatt, Bruno Mendes
Marques, Marcos José
Citation: MENEZES, Ana Paula de Jesus. Correlação entre a carga parasitária do Trypanosoma cruzi no tecido cardíaco e detecção de autoanticorpos no soro de cães infectados com a patologia da doença de chagas experimental. 2015. 91 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2015.
Abstract: Na cardiomiopatia Chagásica Crônica a presença do parasito parece ser essencial para a perpetuação da inflamação, entretanto devido à intensidade das lesões com escassos parasitos, o fenômeno de autoimunidade é apontado como importante na indução da miocardite. Dessa forma, o uso de drogas tripanocidas pode alterar a patogênese ao diminuir o parasitismo. No Brasil a droga indicada, o Benznidazol (Bz), gera cura parasitológica somente no tratamento realizado na fase aguda da infecção.O objetivo deste estudo foi quantificar o parasitismo no tecido cardíaco e avaliar a presença de autoanticorpos no soro de cães inoculados com diferentes cepas do T. cruzi e correlacionar a carga parasitária e a autoimunidade com a intensidade das lesões cardíacas. Sessenta cães sem raça definida, nascidos e mantidos no canil da UFOP foram infectados com 2,0x103 tripomastigotas metacíclicos/Kg das cepas Berenice-78, AAS e VL-10 do T.cruzi, e após a confirmação da infecção, metade dos cães foi tratada com Bz e a outra metade mantida sem tratamento. Noventa dias após a infecção, 30 animais foram eutanasiados na fase aguda, sendo os outros 30 na fase crônica da infecção. O átrio direito foi seccionado para análise da intensidade do infiltrado inflamatório por H&E, e utilizado para a quantificação do T.cruzi por qPCR. Além da detecção de autoanticorpos por immunoblotting no soro. Todos os grupos experimentais apresentaram miocardite intensa tanto na fase aguda, quanto na fase crônica. A quantificação do DNA do parasito nos animais infectados e não tratados variou de 5,0x102 a 2,6x106cópias/μL na fase aguda e na fase crônica o pico de quantificação foi de 4,9x105 cópias/μL. O tratamento com Bz reduziu significativamente o parasitismo cardíaco entre os animais infectados com a cepa VL-10 e Berenice-78(p<0.05) durante a fase aguda da infecção. Entretanto,na fase crônica não foi houve redução da carga parasitária entre os cães infectados pela cepa VL-10, não sendo possível avaliar a redução entre as outras duas cepas. A análise entre inflamação cardíaca e o parasitismo revelou uma correlação positiva entre o aumento da quantidade de DNA do parasito com o aumento da inflamação. Em relação à autoimunidade, foi observada maior produção de autoanticorpos durante a fase aguda em relação à fase crônica sem correlação com a miocardite. ___________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: Chagas disease cardiomyopathy in presence of a parasite seems to be essential paragraph perpetuating inflammation, however due to the intensity of the lesions with few parasites, the phenomenon of autoimmunity and pointed how important in the induction of myocarditis. Thus, the use of trypanocidal drugs can change one pathogenesis when decrease parasitism. In Brazil an indicated drug, benznidazole (Bz), generates parasitological cure only unrealized treatment in the acute phase of infection. The aim was to quantify parasitism in tissue heart and evaluate the presence of autoantibodies in dogs serum inoculated with different strains to T. cruzi and correlate the parasite load and autoimmunity with an intensity of cardiac injury. Sixty mongrel dogs, born and kept in the kennel UFOP were infected with metacyclics 2,0x103 / kg of Berenice-78 strains, AAS and VL-10 T. cruzi, and after confirmation of infection, half of the dogs was treated with Bz and another half maintained without treatment. Ninety days after the infection, 30 animals were euthanized in the acute phase, being another 30 Infection in chronic phase. The right atrium was cut for analysis of the intensity of the inflammatory infiltrate by H & E, and a paragraph used quantification of T. cruzi in qPCR. Besides the detection of serum autoantibodies by immunoblotting. All of the experimental groups showed intense myocarditis both in the acute phase, The Chronic phase. The DNA quantification at the parasite infected animals and not treaties ranged from 5,0x102 one 2,6x106 copies / mL in acute and chronic phase peak of the quantification was 4,9x105 copies / mL. Treatment with Bz significantly reduced cardiac parasitism between animals infected with a VL-10 strain and Bernice-78 (p <0.05) during the acute phase of the infection. However, in chronic phase was not there reduction of parasite load between dogs infected for the VL-10 strain, not being possible to assess the reduction between how other two strains. The analysis of cardiac inflammation and parasitism revealed a positive correlation between increasing the amount of DNA of the parasite with increased inflammation. In relation to autoimmunity, it was observed increased autoantibody production during the acute phase in relation to chronic phase without correlation with myocarditis.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6400
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 04/04/2016, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_CorrelaçãoCargaParasitária.pdf2,19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.