Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6378
Title: A estética cartesiana entre a Teoria dos afetos e o Gosto subjetivo.
Authors: Veloso Filho, Isaú Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor: Patriota, Rainer Câmara
Keywords: Descartes, Rene 1596-1650
Música
Estética
Issue Date: 2015
Citation: VELOSO FILHO, Isaú Ferreira. A estética cartesiana entre a Teoria dos afetos e o Gosto subjetivo. 2015. 103f. Dissertação (Mestrado em Estética e Filosofia da Arte) - Instituto de Filosofia, Artes e Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2015.
Abstract: O principal objetivo desta dissertação é avaliar em que medida os escritos de Descartes sobre música podem ser consideradas de cunho estético, isto é, possibilitam se pensar em uma estética cartesiana. Com vista a atingi-lo, é necessário avaliarmos o contexto musical no qual o filósofo está inserido, e escreve a sua primeira obra, o Compêndio de música em 1618. Desta forma, poderemos ajuizar em que medida o autor adere ou distancia dos ditames da teoria dos afetos, e como esta influencia numa análise estética do autor. Que nos parece, neste primeiro momento, ser composto por tons claramente racionalistas. Outra fonte essencial acerca do seu pensamento musical, e que iremos dissecar na dissertação, são as cartas que ele troca com seu amigo Marin Mersenne entre os anos de 1629 e 1631. Momento em que o filósofo parece estar distante da visão racionalista do seu tempo, representada por seu interlocutor Mersenne, buscando uma interpretação sobre o prazer proporcionado pela música que leve em consideração questões inerentes ao gosto subjetivo dos ouvintes. Gosto este, que é característica das estéticas modernas. No decorrer dos treze anos entre a escrita do seu primeiro livro e as cartas trocadas com Mersenne iremos apontar as mudanças operadas no discurso cartesiano sobre a música e, por conseguinte, os reflexos na sua visão estética. ______________________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: The main objective of this dissertation is to evaluate to what extent the writings of Descartes about music can be considered an aesthetic imprint, so, that it is possible to think of him aesthetic Cartesian. In order to achieve that, it is necessary to evaluate the musical context in which the philosopher is inserted, and writes his first work, the Music Compendium in 1618. In this way, we can assess the extent to which the author adheres or distance from the dictates of the theory of affections, and how this influences an aesthetic analysis of the author. Which seems to us, at this moment, to be composed of clearly rationalist tones. Another essential source about this musical thinking and we will dissect in the dissertation, are the letters that he exchange with his friend Marin Mersenne, between the years 1629 and 1631. Moment that the philosopher seems to be far from the rationalist view of his time, represented by his interlocutor Mersenne, seeking an interpretation about the pleasure provided by music that takes into account issues related to the subjective liking of the listeners. A liking that is characteristic of the modern aesthetic. During the thirteen years between the writing of his first book ant letters exchanged with Mersenne, we will point out the changes made in Cartesian discourse about music, and therefore, the impact on their aesthetic vision.
Description: Programa de Pós-Graduação em Filosofia. Departamento de Filosofia, Instituto de Filosofia, Artes e Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6378
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, em 17/02/2016, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPGEFA - Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EstéticaCartesianaTeoria.pdf976,45 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.