Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6302
Title: Estudo mineroquímico e minerográfico de metaultramafitos e metamafitos da porção meridional do Cráton São Francisco.
Authors: Santos, Débora Elisa dos
metadata.dc.contributor.advisor: Carneiro, Maurício Antônio
Suita, Marcos Tadeu de Freitas
Keywords: Sulfetos
Mineralogia
Geoprocessamento
Issue Date: 2015
Citation: SANTOS, Débora Elisa dos. Estudo mineroquímico e minerográfico de metaultramafitos e metamafitos da porção meridional do Cráton São Francisco. 2015. 103 f. Dissertação (Mestrado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2015.
Abstract: Essa dissertação resulta de um estudo geológico de caráter regional que contempla duas suítes ígneas de rochas metaultramáficas e/ou metamáficas que ocorrem no Cráton São Francisco Meridional (CSFM): a Suíte ígnea Ribeirão dos Motas (SIRM); e, a Suíte ígnea Cláudio (SIC). Ambas as suítes já foram abordadas na literatura do CSFM, com enfoque geoquímico e petrológico. O enfoque desta dissertação é a minerografia e as características texturais e químicas das fases opacas desses litotipos, suas associações paragenéticas e possíveis ambientes de formação ou de reequilíbrio. Adicionalmente, foram utilizadas técnicas de processamento digital aplicadas à prospecção mineral, aerogeofísica, sensoreamento remoto e litogeoquímica, a fim de se determinar a favorabilidade econômica para depósitos de minerais metálicos nas suítes em estudo. Os litotipos metapiroxenitos e metagabronoritos da Suíte ígnea Ribeirão dos Motas, portadores de minerais metálicos de interesse econômico, hospedam a paragênese pentlandita-pirrotita-calcopirita e pirrotita-pentlandita, respectivamente. São observados, adicionalmente, orcelita e maucherita em metaperidotitos dessa suíte. Fases opacas com alta concentração em EGP (Elementos do Grupo da Platina) não foram identificados nesse trabalho mas dados bibliográficos mostram que as rochas da SIRM tem médias de 28 e 10.6 ppb em platina e paládio, respectivamente. Os minerais metálicos identificados nos litotipos ultramáficos da SIC compreendem pirrotita, pentlandita e, subordinadamente, calcopirita e nicolita. Em todos os casos, as fases sulfetadas apresentam texturas cúmulus, encontram-se intercrescidas e inclusas em piroxênio ou dispersas na matriz. Os teores de SiO2, Ni, Cr, MgO, #Mg, V e Co, e a composição dos minerais cúmulus nos litotipos metaultramáficos-metamáficos da SIRM e dos metaultramafitos da SIC são semelhantes às concentrações desses elementos e composições minerais em complexos estratiformes em outras partes do globo. A soma dos aspectos geotectônicos, geocronológicos, petrográficos, minerográficos, litogeoquímicos e mineroquímicos, sugere que a precipitação de fases sulfetadas seja produto de uma nova injeção de magma em uma câmara magmática previamente diferenciada em rochas da SIRM e de assimilação de rochas encaixantes no caso dos litotipos metaultramáficos da SIC. A integração dos dados aerogeofísicos, de sensoreamento remoto, litogeoquímicos e mineroquímicos revela que a área de estudo apresenta teores significativos de Ni e Cu, em relação a muitas ocorrências mundiais. Desse modo, é possível definir três áreas-chaves com potencial para metalogênese desses metais.
metadata.dc.description.abstracten: This paper presents the results of a geological study of regional character that includes two ultramafic complexes that occur in the Southern São Francisco Craton (SSFC): the Ribeirão dos Motas Igneous Suite (SIRM) and the Claudio Igneous Suite (SIC). Both suites are discussed in the literature of CSFM, focusing geochemical and petrological aspects (Oliveira 1999; Carvalho Jr. 2001, Fernandes 2001; Oliveira 2004, Couto & Carneiro 2007, Couto 2004). Now the focus is the mineralogical, textural characteristics and geochemical properties ofopaque minerals, their genetic associations and possible forming environments or of reequilibrium. In addition, digital processing techniques, airborne geophysics, remote sensing, and whole rock litogeochemistrywere applied to mineral exploration to determine the economic favorability for metallic minerals in the complexes studied.The metapiroxenites and metagabbronorites of the Ribeirão dos Motas igneous Suite carry metallic minerals of economic interest and host pentlandite-pyrrhotite-chalcopyrite and pyrrhotitepentlanditeparagenesis, respectively. Additionally,were observed orcelite and maucherite in metaperidotites of this suite.Although opaque phases with high concentrations of PGE (Platinum Group Elements) have not been identified in this work but bibliographic data show that SIRM rocksaverage 28 and 10.6 ppb platinum and palladium, respectively. The metallic minerals identified in the SIC ultramafic lithotypes include pyrrhotite, pentlandite and subordinate chalcopyrite and nicolite.In all these cases, sulphide phasesshow cumulus textures, have intergrowns and are included into pyroxeneor occur dispersed in matrix. The contents of SiO2, Ni, Cr, MgO, # Mg, V and Co, andcomposition of cumulus minerals in the SIRMmetaultramafic-metamafic lithotypes andin the SICmetaultramafic rocks are similar to the concentrations of these elementsand cumulus mineralsin layered igneous complexes elsewhere in the world. The sum of all geotectonic, geochronological, petrographic, minerographic, lithogeochemical and mineral chemistryaspects, suggests that the precipitation of sulfide phases is product of a new injection of magma into a magma chamber previously differentiated for rocks of the SIRM and assimilation of country rocks in the SIC metaultramafic rocks. Integration of geophysical data, remote sensing, lithogeochemical, andmineral chemistry reveals that the studied area has significant levels of Ni and Cu, compared to many world mafic-ultramafic complexes. Thus, are define three key areas with metallogenetic potential for these metals.
Description: Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia. Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6302
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 04/02/2016 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGECRN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EstudoMineroquímicoMinerográfico.pdf4,62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.