Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6029
Title: Correlação entre pluviosidade e movimentos gravitacionais de massa no Alto Ribeirão do Carmo/MG.
Authors: Silva, Naiara de Lima
metadata.dc.contributor.advisor: Sobreira, Frederico Garcia
Keywords: Avaliação de riscos
Mariana - MG
Ouro Preto - MG
Precipitação
Issue Date: 2015
Citation: SILVA, Naiara de Lima. Correlação entre pluviosidade e movimentos gravitacionais de massa no Alto Ribeirão do Carmo/MG. 2015. 114 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Geotécnica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2015.
Abstract: A sub-bacia do alto do Ribeirão do Carmo, onde se situam as cidades de Ouro Preto e Mariana, possui um vasto histórico de problemas de estabilidade geotécnica, devido às suas características geológicas, geomorfológicas, climáticas e por conta do seu processo de ocupação desordenada. Desta forma, este estudo objetivou elaborar uma metodologia para investigação dos índices pluviométricos mais favoráveis à deflagração de movimentos de massa nas encostas das áreas urbanas de Ouro Preto e Mariana. Para realização do estudo foram selecionados casos de escorregamentos no período de 1989 a 2012, com base em boletins de ocorrência do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, bem como os registros pluviométricos desse mesmo período. A análise foi realizada para a região como um todo e, em seguida, a mesma se deu para cada cidade separadamente. A investigação indicou que a chuva acumulada de seis dias é a que mais influencia na deflagração dos escorregamentos. O valor mínimo de precipitação acumulada necessária para provocar os acidentes na região foi estimado em 48,2mm/6 dias. O valor definido como nível de atenção, ou valor com maior probabilidade de ocorrências de escorregamentos, foi de 129mm/6 dias. Na análise individual das cidades, para Ouro Preto foram considerados os valores 54,1mm/6 dias e 151,4mm/6 dias como valores mínimos e de atenção, não sendo possível chegar a uma conclusão para Mariana. A análise dos gráficos de correlação entre a pluviometria e os escorregamentos permitiu determinar um limiar pluviométrico crítico para a região, combinando a intensidade pluviométrica diária (mm/dia) com a pluviometria acumulada em 6 dias antecedentes (mm/6d), com uma relação numérica PD = 11280PA-1,535. A partir da análise individual das cidades novos limiares pluviométricos foram definidos, porém confirmando a influência mais efetiva da chuva acumulada de 6 dias na deflagração dos escorregamentos. Para Ouro Preto a equação representativa da curva foi PD = 14076PA- 1,565 e para Mariana, PD = 30327PA-1,805.
metadata.dc.description.abstracten: The sub-basin of the high of Ribeirão do Carmo, where the towns of Ouro Preto and Mariana are, located has a history of extensive geotechnical stability problems due to its geological, geomorphological, climatic and the disordered process of occupation. Thus, this study aimed to develop a methodology for investigating rainfall rates most suitable to trigger mass movements on the slopes of the urban areas of Ouro Preto and Mariana. To perform this study, cases of landslides in the period between 1989 and 2012 were selected, based on reports of the Fire Brigade and Civil Defence as well as the precipitations recorded in this period. The analysis was performed for the region as a whole and then the same happened to both cities individually. The investigation indicated that the six-day accumulated precipitation is the one that influences the most the trigger of landslides. The minimum cumulative rainfall required to cause accidents in the region was estimated to be 48.2mm/6 days. The value set as the attention level or value with the highest probability of occurrence of landslides, was 129mm/6 days. In the individual analysis of cities, for Ouro Preto values of 54.1mm/6 days and 151.4mm/6 days were set as minimum and attention level values respectively, it was not possible to reach a conclusion for Mariana. Graphic analysis of the correlation between rainfall and landslides has determined a critical threshold rainfall for the region, combining the daily rainfall intensity (mm/day) with the accumulated rainfall in 6 days antecedents (mm/6d), with a numerical relation PD = 11280PA-1,535. From the individual analysis of the cities new rainfall thresholds were defined, confirming that the accumulated precipitation from 6 days is the one that most influence the trigger of landslides. For Ouro Preto, the representative equation of the curve was PD = 14076PA- 1,565 and for Mariana PD = 30327PA-1,805.
Description: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Geotécnica. Núcleo de Geotecnia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6029
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 10/11/2015 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:POSGEO - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_CorrelaçãoPluviosidadeMovimentos.pdf4,8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.