Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5929
Title: As orações relativas nas atas de audiência pública da câmara municipal de Ouro Preto (MG) : uma abordagem sociolinguística.
Authors: Machado, Verônica Barçante
metadata.dc.contributor.advisor: Gonçalves, Clézio Roberto
Keywords: Orações relativas
Câmara municipal de Ouro Preto
Autoria
Issue Date: 2015
Citation: MACHADO, V. B. As orações relativas nas atas de audiência pública da câmara municipal de Ouro Preto (MG) : uma abordagem sociolinguística. 2015. 130f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2015.
Abstract: O emprego de orações relativas, no Português do Brasil, apresenta variantes padrão e não-padrão. Trabalhos de Mollica (1977) e Tarallo (1983) mostram a substituição gradativa da variante padrão pelas não-padrão. Kato (1993) associa as estruturas não-padrão a estruturas de deslocamento à esquerda, conhecidas como estruturas de tópico. Reche (1998) e Abreu (2013) versam sobre aquisição e uso das orações relativas por crianças e adultos. Este trabalho propõe um estudo sociolinguístico das variantes das orações relativas presentes nas atas de audiências públicas (APs) da Câmara Municipal de Ouro Preto/MG (CMOP). O objetivo geral é investigar qual variante relativa em coocorrência se destaca na escrita dessas atas. Como objetivos específicos, estabeleceu-se: investigar se a variante padrão das relativas está sendo, de fato, substituída, através do tempo, pelas variantes não-padrão, conforme apontam os estudos de Tarallo; verificar a forma com que a autoria das atas influencia o aparecimento de alguma variante; e identificar alguns fatores linguísticos e extralinguísticos que favorecem a ocorrência das orações relativas. Para a realização desta pesquisa, foram selecionadas 24 atas de Audiências Públicas, ocorridas entre os anos de 2001 e 2012. Ao rodar os dados no programa Goldvarb, foram encontradas 77% de relativas não-padrão e 23% de relativas padrão preposicionadas. Os fatores que mais influenciaram as relativas não-padrão foram: linguísticos - lugar e tempo, a preposição mais requerida pelo contexto foi em e as que mais influenciaram o aparecimento dessa variante foram outras (sobre, com e a), os verbos mais encontrados foram ter, falar, estar, ser, chegar, trabalhar, ir e precisar. Associada a alguns desses verbos, a função sintática de objeto indireto foi a mais influente, apesar de a mais encontrada ter sido a de adjunto adverbial. No tocante aos fatores sociais, levou-se em conta a escolaridade – ensino médio e ensino técnico – e o tempo de serviço na Câmara – ter de 6 a 10 anos de serviço na CMOP e ter trabalhado até dois anos na Seção de Atas. Os fatores que mais influíram nas relativas padrão foram: linguísticos – publicações, a preposição mais requerida pelo contexto foi em e as que mais impactaram no aparecimento dessa variante foram de e em, respectivamente; os verbos mais encontrados foram ir, estar, ser, ter e haver. Associadas a alguns desses verbos, encontrou-se como as mais influentes a funções sintáticas de adjunto adverbial e de complemento nominal; sociais – escolaridade, possuir graduação, especialmente em Letras, ter de 11 a 15 anos de serviço na CMOP e nunca ter trabalhado na Seção de Atas ou ter trabalhado no Setor até quatro anos. A classe gramatical substantivo, a presença de traço especificado e de traço menos humano foram os mais encontrados nas duas variantes estudadas. Ao comparar o áudio com o texto das atas, observou-se que apenas um autor realizava correções e os fatores que o diferenciam dos demais autores de atas são, principalmente, possuir graduação em Letras e ser professor. A partir dessa análise comparativa, é possível inferir que esses dois fatores sociais do autor influenciam o aparecimento das orações relativas padrão. _________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: The use of relative sentences in Brazilian Portuguese presents pattern and non-pattern deviations. Studies from Mollica (1977) and Tarallo (1983) show a progressive replacement from pattern deviation to the non-pattern ones. Kato (1993) associates the non-pattern structures to elements of displacement to the left, known as topic structures. Reche (1998) and Abreu (2013) discuss about the acquisition and use of relative sentences by children and adults. This study proposes a sociolinguistic study of the relative sentences deviations presented at the minute of the public hearings (APs) from the Ouro Preto City Council (CMOP). The main goal is to investigate which relative deviation in co-occurrence is detached from the writing of those minutes. As specific goals it was established: to investigate if the pattern deviation of the relative sentences is being, in fact, replaced, through time, by the non-pattern deviations, as pointed by Tarallo‟s studies; to verify the way in which the authorship of the minutes influences any deviation to appear; and identify some linguistic and extra-linguistic factors that favor the relative sentences occurrences. In order to accomplish this research, 24 minutes from the Public Hearing were selected, hearings that occurred from 2001 to 2012. After inserting those data on the Goldvarb program, 77% of non-pattern relatives and 23% of prepositioned pattern relatives were found. The factors which influenced the most the non-pattern relatives were: linguistics – place and time, the preposition more used on the context was em and the ones that influenced the most the occurrence of this deviation were outras (sobre, com and a), the most found verbs were ter, falar, estar, ser, chegar, trabalhar, ir and precisar. Associated with some of those verbs, the syntactic function of indirect object was the most influenced, despite the most found one was adverbial adjunct. When it comes to social factors, it was considered scholarity – high school and technical education – and the time of service at the Council – to be from 6 to 10 years of service at the CMOP and to have worked for two years at the Minute Section. The most influential factors on the pattern relatives were: linguistics – publications, the most demanded preposition by the context was em and the ones which most impacted the appearing of this deviation were de and em, respectively; the most found verbs were ir, estar, ser, ter and haver. Associated to some of those verbs, it was found as the most influential ones the syntactic functions of adverbial adjunct and nominal complement; social – scholarship, being graduated, especially Languages, being from 11 to 15 years of service at CMOP and to never have worked at the Minute Section or to have worked at the Section for four years at most. The grammar class noun, the presence of specified trait and the less human trait were the ones most found on the two studied deviations. By comparing the audio with the minutes‟ text, it was observed that only one author accomplished corrections and the factors that differ the author from the other ones are, mainly, to be Languages graduated and to work as a teacher. Based on this comparative analysis, it is possible to infer that those two social factors Bof the author influence the appearing of the pattern relative sentences.
Description: Programa de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5929
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor(a), 4/12/2015, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais. Não permite a alteração da obra.
Appears in Collections:PPL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_OraçõesRelativasAtas.pdf2,15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.