Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5766
Title: Rio de Janeiro : uma praça desfalcada “dos melhores soldados e oficiais" (séculos XVII-XVIII).
Other Titles: The Rio de Janeiro : a court defalcated from “the best soldiers and officers” (XVII-XVIIIth centuries).
Authors: Mello, Christiane Figueiredo Pagano de
Keywords: Defesa militar
Disputa colonial
Gold
Colony of Sacramento
Issue Date: 2012
Citation: MELLO, C. F. P. de. Rio de Janeiro: uma praça desfalcada “dos melhores soldados e oficiais" (séculos XVII-XVIII). História (São Paulo), São Paulo, v. 31, n. 1, p. 210-232, jan./jun. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/his/v31n1/a11v31n1.pdf>. Acesso em: 09 nov. 2015.
Abstract: Durante o século XVIII, a cidade do Rio de Janeiro consolidava sua importância como um dos principais entrepostos do Atlântico sul. Para o Rio de Janeiro confluíam também as rotas que traziam metais preciosos, ouro das Minas e prata proveniente do comércio no rio da Prata. O objetivo desse artigo será demonstrar que, não obstante a progressiva importância estratégico-militar da cidade do Rio de Janeiro, as questões relativas a sua defesa vinham a ocupar um papel secundário diante das necessidades político-militares que se impunham tanto ao Sul da Colônia quanto na região das Minas. Verifica-se, entretanto, que tanto a invasão francesa de 1711 quanto a assinatura do Tratado de Paz de Utrecht entre as Coroas Ibéricas vieram a possibilitar uma política que priorizasse a defesa militar da tão estrategicamente situada cidade e porto do Rio de Janeiro. O recorte cronológico do artigo abarca o período compreendido entre o final do século XVII, quando as Capitanias do Sul passaram novamente a ser governadas do Rio de Janeiro, e o início do século XVIII, com o governo de Vahia Monteiro. Como limitação espacial, a América meridional, com especial destaque para o Rio de Janeiro. ___________________________________________________________________________
ABSTRACT: During the eighteenth century, the city of Rio de Janeiro consolidated its importance as a major cold South Atlantic. For Rio de Janeiro also converged routes that brought precious metals, gold from the Mines and silver from trade on the River Plate. This article aims at demonstrating that, despite the progressive importance of the City of Rio de Janeiro concerning its military strategy, any questions related to its defense slided to a secondary place, due to its dependency on the military and political needs imposed both to the Southern Colony and to the region of the Mines. One may verify, though, that both the French invasion of 1711 as well as the signature of the Peace Treaty of Utretch between the Iberic Crowns made it possible to develop a priority policy toward the military defense of such strategically situated city and port of Rio de Janeiro. The outline of the article covers the chronological period between the late seventeenth century, when the Captain of the South were again to be ruled from Rio de Janeiro and early eighteenth century. As space limitation Southern America, with special emphasis on the Rio de Janeiro.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5766
ISSN: 19804369
metadata.dc.rights.license: Todo o conteúdo do periódico História (São Paulo), exceto onde identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho em qualquer suporte ou formato desde que sejam citados o autor e o licenciante. Fonte: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0101-9074&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 05 nov. 2015.
Appears in Collections:DEHIS - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_RioJaneiroPraça.pdf341,43 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.