Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5502
Title: Oxidação de sulfetos de níquel com microorganismos mesófilos.
Other Titles: Nickel sulphide oxidation by mesophile bacteria.
Authors: Santos, Luciano Rodrigo Gomes
Barbosa, Alexandre Ferraz
Souza, Adelson Dias de
Leão, Versiane Albis
Keywords: Oxidação
Nickel sulphides
Pentlandita
Issue Date: 2008
Citation: SANTOS, L. R. G. et al. Oxidação de sulfetos de níquel com microorganismos mesófilos. Revista da Escola de Minas, v. 61, p. 39, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0370-44672008000100008&script=sci_arttext>. Acesso em: 09 abr. 2015.
Abstract: A oxidação de sulfetos metálicos tem sido associada à drenagem ácida de mina, um dos maiores problemas ambientais na mineração. Uma das formas de se acelerar a oxidação desses sulfetos é a biolixivação, na qual o crescimento desses microorganismos é favorecido. Foi estudada, nesse trabalho, a oxidação de um concentrado sulfetado complexo de pentlandita/pirrotita utilizando bactérias mesófilas. Foram avaliados os efeitos do pH e do percentual de sólidos sobre a extração do níquel. Os resultados indicaram que a biolixiviação pode ser uma alternativa viável ao processamento de sulfetos complexos de ferro e de níquel, uma vez que foram obtidos percentuais de extração acima de 60%. O pH possui pequena influência nos percentuais de extração obtidos, sendo o valor ideal igual a 2,0. Sua influência parece estar ligada, principalmente, à regulação da atividade bacteriana. Percentuais de sólidos elevados (aproximadamente de 10%) podem ser praticados, sem apresentarem diferenças significativas na extração final de níquel, pois a transferência gasosa no sistema é pouco comprometida. Dessa forma, o fator limitante da atividade bacteriana, em percentuais elevados de sólidos, é a disponibilidade de dióxido de carbono. __________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: Metallic sulphide oxidation has been associated to the generation of acid mine drainage, one of the most import environmental issues in the mining industry. Bioleaching can be applied to accelerate sulphide oxidation, ceasing these impacts. This work sought to study the biooxidation of a complex nickel-iron sulphide (pentlandite and pyrrhotite) using acidophile ironoxidizing bacteria. The effects of pH and solids concentration on the extraction of nickel were evaluated. A high nickel extraction (around 60%) can be achieved confirming the feasibility of nickel sulphide bioleaching. The pH has a negligible effect on nickel extraction being pH 2.0 the best value. Nickel dissolution can be achieved at high solid percentages since gaseous transfer in the system is not strongly affected. It is suggested therefore that sulphide dissolution under these conditions is limited by the availability of carbon dioxide in the leaching system, which controls bacterial growth.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5502
ISSN: 18070360
metadata.dc.rights.license: A Revista Escola de Minas – REM - autoriza o depósito de cópia de artigos dos professores e alunos da UFOP no Repositório Institucional da UFOP. Contato em 12 set. 2013.
Appears in Collections:DEMET - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_OxidaçãoSulfetosNíquel.pdf221,04 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.