Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5274
Title: Comportamento da pressão arterial após testes máximos aeróbicos e anaeróbicos em sujeitos fisicamente ativos e atletas.
Other Titles: Arterial blood pressure response after maximal aerobic and anaerobic tests in physically active subjects and athletes.
Authors: Gomes, Samuel Gamarano
Oliveira, Lenice Kappes Becker
Totou, Nádia Lúcia
Silva, Luis Gustavo Gomides
Nascimento, V. L.
Keywords: Hipotensão pós-exercício
Pressão arterial
Testes máximos
Post-exercise hypotension
Blood pressure
Issue Date: 2012
Citation: GOMES, S. G. et al. Comportamento da pressão arterial após testes máximos aeróbicos e anaeróbicos em sujeitos fisicamente ativos e atletas. Motricidade, Santa Maria da Feira, v. 8, n. S2, p. 529-535, 2011. Disponível em: <https://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/649>. Acesso em: 16 mar. 2015.
Abstract: O objetivo foi avaliar o comportamento da pressão arterial utilizando testes máximos aeróbicos e anaeróbicos em ATs (AT) e indivíduos FAs (FT). Caracterizou-se como crossover, no qual todos os voluntários foram submetidos, de forma aleatória (sorteio), a todas as condições experimentais, sendo eles controles deles mesmos. Participaram da pesquisa 12 indivíduos sendo 6 FT e 6 AT de ciclismo. Os sujeitos foram submetidos a dois testes máximos em cicloergômetro: Balke e Wingate (randomicamente). Para análise dos dados utilizamos o programa estatístico Graph Pad Prism (v5). Observamos que o comportamento é equivalente entre os FT e AT. Nossos resultados demonstraram que ambos os protocolos utilizados não induziram hipotensão pós-exercício (HPE) nos dois grupos observados. Sugerimos que o tempo pode ser o fator mais importante para a indução da HPE. Concluímos que exercícios máximos aeróbicos e anaeróbicos não foram capazes de produzir a HPE tanto em AT como em indivíduos FA.
metadata.dc.description.abstracten: The arterial blood pressure was evaluated using maximal aerobic and anaerobic tests in athletes (AT) and in physically active individuals (PA). This study is characterized as a crossover, in which all volunteers were submitted to experimental conditions, and they are control of them own. Twelve individuals participated, 6 PA and 6 cyclists AT. The individuals performed two maximal tests in cycle ergometer: Balke and Wingate (randomly). Data analysis was through Graph Pad Prism program. We observed that arterial blood pressure response was similar between PA and AT. Our results show that both protocols used did not induced the post-exercise hypotension (PEH) in the two groups observed. We suggest that the time may be the most important factor for the induction of PEH. We conclude that maximum aerobic and anaerobic exercise is not able to produce PEH in AT or in PA.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5274
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.6063/motricidade.649
ISSN: 1646-107X
metadata.dc.rights.license: O periódico Motricidade permite o arquivamento do PDF do editor em Repositório Institucional. Fonte: Sherpa/Romeo <http://www.sherpa.ac.uk/romeo/search.php?issn=1646-107X>. Acesso em: 03 jan. 2017.
Appears in Collections:DEEFD - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_ComportamentoPressãoArterial.pdf359,87 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.