Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5248
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLagoeiro, Leonardo Evangelistapt_BR
dc.contributor.authorGraça, Leonardo Martins-
dc.date.accessioned2015-05-04T15:42:20Z-
dc.date.available2015-05-04T15:42:20Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.citationGRAÇA, Leonardo Martins. Implicações das propriedades mineralógicas e microestruturais do minério de ferro no processo industrial de pelotização. 2015. 178 f. Tese (Doutorado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5248-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia. Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractO presente trabalho compreende os resultados de estudos específicos desenvolvidos sobre as implicações mineralógicas e microestruturais de minério de ferro nos processos unitários de cominuição, filtragem e queima em forno, como fatores de avaliação e controle da qualidade final do produto de pelotização, tendo em vista a otimização da sua produção industrial. Foram caracterizadas amostras das minas de Itabira, Brucutu, Alegria e Fábrica Nova, todas localizadas no Quadrilátero Ferrífero, as quais, são utilizadas no complexo pelotizador de Tubarão localizado em Vitória, no Espírito Santo. As amostras referem-se a diferentes produtos de flotação, de separação magnética e de peneiramento a seco. Características físicas como distribuição granulométrica, densidade, área de superfície específica, além de características mineralógicas como fases minerais, morfologia tridimensional de grão e microestruturas foram determinadas. As características físicas foram determinadas conforme procedimentos utilizados no complexo pelotizador de Tubarão e as características mineralógicas foram determinadas a partir de estereoscópio, microscópio óptico e microscópio eletrônico com o módulo electron backscater difraction. As relações entre as características mineralógicas e os resultados dos testes de moagem permitiram definir os tipos de produto e propor uma relação entre o índice de moabilidade e os tipos morfológicos caracterizados. Posteriormente, foi planejada e implementada uma matriz de experimento a partir de misturas dos produtos para testes nos processos estudados. Também foi caracterizada a mistura desses concentrados que alimentam a pelotização. Em ambos os processos unitários estudados, os testes aconteceram em escala de bancada e piloto. Nos testes de moagem e filtragem as variações mineralógicas causaram impacto, respectivamente, no índice de moabilidade e na umidade da torta retida. Os resultados dos testes de filtragem indicam uma relação entre os valores de umidade e produtividade com os valores de hematita martítica. Já para o teste de compressão das pelotas queimadas, a estatística dos resultados indicaram diferença de compressão entre misturas com diferentes quantidades de goethita.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectPelotização - beneficiamento de minériopt_BR
dc.subjectHematitapt_BR
dc.subjectMicroscopia eletrônicapt_BR
dc.titleImplicações das propriedades mineralógicas e microestruturais do minério de ferro no processo industrial de pelotização.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 27/04/2015 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.description.abstractenThis work includes the results of specific studies on the mineralogical and microstructural implications of iron ore in the processes of comminution, filtering and induration process oven as evaluation factors, and control the quality of the final pellet product, with a view to optimizing industrial process. Iron ore samples of the mine Itabira, Brucutu, Alegria e Fábrica Nova were characterized. The samples are different products of flotation, magnetic separation and screening. Grain size distribution, density, specific surface area, mineral phase, morphology and microstructure were determined. The physical characteristics were determined according to industrial procedures of the Tubarão pelletinzing plant in Vitória, Espírito Santo. The mineralogical characteristics were determined with stereoscope, optical microscope and electron backscatter diffraction. The relationship between mineralogy and grinding test were then established after the iron ore characterization. Afterwards, we carried out an experiment using blends of the iron ore plant products to test in the pelletizing process. The blends that feed the pelletinzing plants were also tested with the same purpose. Both tests were accomplished in bench as well as in pilot scale. It was also characterized blends these concentrates that feed pelletinzing. The grinding and filtration tests showed that the mineralogical types exert a strong influence on the grinding index and moisture of the filter cake. A direct relationship arouse from the grinding process in which the morphological types are closely related to the grinding index. Likewise the results of the filtration tests pointed up that the martitic types affect considerably the moisture and therefore the performance of the filtration process. Finally, the compress tests of the fired pellets demonstrate that the proportion of goethite phases in the iron ores affects the cold compression strength results of the pellets.-
Appears in Collections:PPGECRN - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_ImplicaçõesPropriedadesMineralógicas.pdf11,58 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons