Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4291
Title: A educação e a interpretação do patrimônio cultural na atividade turística.
Authors: Brusadin, Leandro Benedini
Keywords: Gestão cultural
Museu histórico
Turismo
Público
Educação
Patrimônio cultural - interpretação
Issue Date: 2012
Citation: BRUSADIN, L. B. A educação e a interpretação do patrimônio cultural na atividade turística. Revista OLAM – Ciência e Tecnologia, Rio Claro, v. XII, n. 1-2, p. 88-116, jan./dez. 2012, Disponível em: <http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/olam/index>. Acesso em: 19 jan. 2015
Abstract: Nesse artigo discutimos teoricamente a educação e a interpretação do patrimônio cultural, respectivamente, como atividade libertadora e como ferramenta lúdica que podem atrelar duas premissas na práxis social: a reflexão histórica e o lazer nos atrativos culturais. Levamos em consideração que o crescente número de visitantes em museus leva muitos gestores culturais a promover o patrimônio como recurso de desenvolvimento turístico. Supomos que os próprios gestores culturais, a comunidade e os turistas estão entrelaçados em um jogo de representações sociais e econômicas do patrimônio cultural contemporâneo. Resta-nos analisar e propor formas de apropriação que seja mais conveniente para os sujeitos desse processo, turistas e comunidade, em relação ao seu objeto, o museu histórico, em uma perspectiva dialógica e sincrônica. Pretende-se indicar que, de acordo com os elementos educativos e interpretativos proporcionados por um bem cultural, pode-se medir a fruição de seus visitantes, ou seja, o processo educativo depende da maneira como a exposição é direcionada aos visitantes. Indicamos o turismo cultural como forma de educação patrimonial, desde que haja formas de interpretação do patrimônio que superem a superficialidade de uma visitação turística.
metadata.dc.description.abstracten: In this article will be theoretically discuss the education and the interpretation of cultural heritage, respectively, as a freedom activity and as a playful tool that can bring two premises on social praxis: a historical reflection and leisure in cultural attractions. The fact that of the growing number of visitors in museums takes many cultural managers to promote the heritage tourism development as a resource was taken into consideration. It is assumed that their own cultural managers, the community and tourists are intertwined in a game of social and economical representations of contemporary cultural heritage. The authors of the present study analyzed and proposed ways of appropriation which were more convenient for the subjects of this process, tourists and the community, in respect of its object, the historical museum, in a synchronous and dialogic dynamics perspective. It is intended to indicate that, in accordance with the interpretative and educational elements provided by a cultural object, one can measure the enjoyment of its visitors, in other words, the educational process depends on the way the exhibition is directed to visitors. The cultural tourism is indicated by the present researches as a form of heritage education, provided that there are forms of heritage interpretation that exceed the superficiality of a tourist visitation.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4291
ISSN: 1982-7784
Appears in Collections:DETUR - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EducaçãoInterpretaçãoPatrimônio.pdf414,9 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons