Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4287
Title: O público do Museu da Inconfidência : da legitimação do patrimônio nacional às necessidades de fruição para os turistas.
Authors: Brusadin, Leandro Benedini
Keywords: Patrimônio cultural
Museu da Inconfidência - Ouro Preto
Público
Turismo
Issue Date: 2013
Citation: BRUSADIN, L. B. O público do Museu da Inconfidência : da legitimação do patrimônio nacional às necessidades de fruição para os turistas. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, v. 7, n. 3, p. 476-495. Disponível em: http://www.rbtur.org.br/rbtur/article/view/625. Acesso em: 19 jan. 2015.
Abstract: O debate que trata do patrimônio cultural no Brasil se faz presente quanto às suas formas de preservação e quanto às suas ferramentas de identidade. Entretanto, torna-se necessário refletir as formas de apropriação de quem o faz existir: o público. Nesse trabalho, por meio de análise documental, ponderamos os índices de visitação do Museu da Inconfidência, em Ouro Preto, desde sua criação em 1944 até o ano de 2009. Tais indicadores quantitativos nos permitem afirmar que o público do Museu da Inconfidência foi quem legitimou a tradição nacionalista inventada no Governo de Getúlio Vargas e materializada em sua exposição. Nesse artigo ainda foram considerados os testemunhos dos visitantes, registrados no Livro de Ocorrências, os quais forneceram subsídios para analisar a visitação ao longo dos anos sob o âmbito do Turismo. Conclui-se que o Museu da Inconfidência teve que se adaptar às necessidades de fruição do turista contemporâneo, muito embora não pode se desvincular das raízes nacionalistas que lhe deram origem. ______________________________________________________________________________________________
The debate which deals with cultural heritage in Brazil is present as its forms of preservation and as its tools of identity. However, it is necessary to reflect the forms of appropriation of who does it exist: the public. In this work, through documentary analysis, we considerated the contents of Inconfidencia Museum visitation, in Ouro Preto, since its inception in 1944 until 2009. Such quantitative indicators allo w us to tell the public of the Inconfidencia Museum was who legitimated the nationalist tradition invented in the Government of Getúlio Vargas and materialized in its presentation. This article still were considered the visitors' testimonies, were recorded in the Book of Occurrences, which provide subsidies to analyze the visitation over the years under the scope of tourism. It is concluded that the Inconfidencia Museum had to adapt to the needs of contemporary tourist fruition, although it couldnot if unl ink of nationalist roots that gave its origin.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4287
ISSN: 19826125
Appears in Collections:DETUR - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_PúblicoMuseuInconfidência.pdf662,92 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons