Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/4172
Title: Revisão Estratigráfica da Bacia dos Parecis - Amazônia.
Other Titles: Stratigraphic review of the parecis basin - Amazonian region.
Authors: Bahia, Ruy Benedito Calliari
Martins Neto, Marcelo Augusto
Barbosa, Maria Sílvia Carvalho
Silva, Augusto José de Cerqueira Lima Pedreira da
Keywords: Stratigraphy
Evolução de bacias
Bacia dos parecis
Issue Date: 2006
Citation: BAHIA, R. B. C. et al. Revisão Estratigráfica da Bacia dos Parecis - Amazônia. Revista Brasileira de Geociências, v. 36, p. 692-703, 2006. Disponível em: <http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/9311> . Acesso em: 07 out. 2014.
Abstract: A Bacia dos Parecis está localizada na região centro-oeste do Brasil, na porção sudoeste do Cráton Amazônico, entre os cinturões de cisalhamento Rondônia e Guaporé. Está dividida, de oeste para leste, em três domínios tectono-sedimentares:o extremo oeste é uma depressão tectônica, a porção central é um baixo gravimétrico e o extremo leste é uma bacia interior tipo “sag”. Durante Paleozóico (do Ordoviciano ao Eo-Permiano) a região Amazônica foi afetada por um evento extensional, quando foram depositados, na Bacia dos Parecis, as formações Cacoal, Furnas, Ponta Grossa, Pimenta Bueno e Fazenda da Casa Branca. A Formação Cacoal é composta de conglomerados, rochas sedimentares líticas, folhelhos e dolomitos, interpretados como depositados em leques aluviais, deltas e lagos. Os ambientes deposicionais das formações Furnas e Ponta Grossa, compostas respectivamente de arenito com seixos e folhelho, são interpretados como de planície de maré e marinho, respectivamente. Os conglomerados, folhelhos e arenitos da Formação Pimenta Bueno, e conglomerados, arcóseos e folhelhos da Formação Fazenda da Casa Branca são interpretados como glacial ou periglacial. Desde o Permiano ao Triássico existe um “gap” no registro estratigráfico da Bacia dos Parecis. Sucessão de rochas vulcânicas e sedimentares mesozóica registra outro evento extensional na região Amazônica. Este evento está representado na Bacia dos Parecis pelos arenitos eólicos jurássicos da Formação Rio Ávila e basaltos das formações Anarí e Tapirapuã. No Cretáceo os arenitos e conglomerados do Grupo Parecis, foram depositados em ambientes fluvial e eólico. Corpos kimberlíticos do Cretáceo cortam os sedimentos nas porções noroeste e sudeste da bacia. Areia, silte e argila cenozóicos cobrem discordantemente os depósitos da Bacia dos Parecis.
metadata.dc.description.abstracten: The Parecis basin is located in central-western Brazil, on the southwestern part of the Amazon Craton, between the Rondônia and Guaporé fold belts. From West to east, the Parecis basin can be divided into three tectono-sedimentary domains: a tectonic low to the west, a central compartment characterized by a negative gravimetric anomaly, and a interior sag to the east. During the Paleozoic (Ordovician to Early Permian), the Amazon region was affected by an extensional event, when the Cacoal, Furnas, Ponta Grossa, Pimenta Bueno e Fazenda da Casa Branca formations were deposited in the Parecis basin. The Coacal Formation is composed of conglomerates, wackes, shales and dolomites, interpreted as deposited in alluvial fans, deltas and lakes. The pebbly sandstones and shales of the Furnas and Ponta Grossa formations are interpreted as deposited, respectively, in tidal flats and marine environments. Glacial or glacial-influenced environments are suggested for the conglomerates, sandstones and shales of the Pimenta Bueno and Fazenda da Casa Branca formations. The sedimentary record of Parecis basin shows a stratigraphic gap from Permian to Triassic. Mesozoic volcanic and sedimentary successions record another extensional event in the Amazon region. This event is represented in the Parecis basin by the eolian sandstones of the Jurassic Rio Ávila Formation and the basalts of the Anarí and Tapirapuã formations. The sandstones of the Parecis Group have been deposited during the Cretaceous in fluvial and eolian environments. Cretaceous kimberlite bodies cut the sediments in the northeastern and southeastern parts of the Parecis basin. Cenozoic sandstones and mudstones cover unconformably the deposits of the Parecis basin.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4172
ISSN: 2317-4692
metadata.dc.rights.license: Os trabalhos publicados na Revista Brasileira de Geociências são de uso gratuito, com atribuições próprias, para aplicações cientifico-educacionais e não-comerciais. Fonte: Revista Brasileira de Geociências <http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/about/submissions#copyrightNotice>. Acesso em: 08 mar. 2017.
Appears in Collections:DEGEO - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_RevisãoEstratigráficaBacia.pdf4,82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.