Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/3554
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorNunes, Célia Maria Fernandespt_BR
dc.contributor.authorFreitas, Angelita Aparecida Azevedo-
dc.date.accessioned2014-07-24T13:08:19Z-
dc.date.available2014-07-24T13:08:19Z-
dc.date.issued2014-
dc.identifier.citationFREITAS, A. A. A. Professores iniciantes na educação de jovens e adultos : por que ingressam? O que os faz permanecer? 2014. 163 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3554-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Educação. Departamento de Educação, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractA inserção na carreira docente é uma fase dotada de características bem peculiares, marcada por inúmeras dificuldades mas, também por experiências significativas que permitem "descobrir" e " sobreviver" à profissão. Esta pesquisa teve como principal objetivo investigar o processo de inserção e permanência do professor iniciante na Educação de Jovens e Adultos - EJA- na Região dos Inconfidentes, Minas Gerais, Brasil. Foi direcionada pelas questões: Quais os motivos levam o professor a atuar na EJA? Diante do ingresso do professor, o que este encontra em tal modalidade educacional? Quais desafios? Quais descobertas? O que o faz permanecer? Adotou-se como fundamentação teórico-metodológica a concepção de formação de professores como um continuum, baseada em Garcia (1989, 1995, 2009), Huberman (1995) e Nóvoa (1995) e da abordagem biográfica temática proposta por Josso (2002), o que direcionou a coleta de dados através de narrativas de experiência e questionário de perfil biográfico. Os participantes da pesquisa foram cinco professores iniciantes na EJA, um de cada cidade: Mariana, Ouro Preto, Itabirito, Acaiaca e Diogo de Vasconcelos. O estudo revelou que nenhum dos participantes escolheu lecionar na EJA mas, todos encontraram nesta modalidade razões para a sua permanência. Os principais motivos da permanência se relacionam aos alunos: aproximação afetiva, diálogo, troca de experiências, vontade de aprender demonstrada pelos alunos, a satisfação profissional diante da aprendizagem e desenvolvimento destes e ainda, o reconhecimento e valorização de seu trabalho pelos discentes. Todos os professores viveram o "choque de realidade", mesmo aqueles que não eram iniciantes na profissão, mas somente na docência na EJA. Dentre os desafios encontrados pelos professores destacam-se: diversidade etária/geracional dos alunos e o processo crescente de juvenilização; diferenças das expectativas de aprendizagem pelos alunos e diferenças nos níveis de desenvolvimento intelectual destes; estigma de inferioridade percebido geralmente nos alunos de idade mais avançada; carência de materiais adequados e investimentos para esta modalidade. Os resultados apontam para a necessidade de melhor formação dos professores - inicial e continuada - que os favoreça o desenvolvimento do trabalho com as especificidades da EJA; a necessidade de criação de programas de apoio ao professor iniciante e ainda, de se endossar a luta em defesa da EJA como uma política pública de Estado.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectProfessores alfabetizadores - formaçãopt_BR
dc.subjectEducação de adultospt_BR
dc.subjectProfessores - formaçãopt_BR
dc.titleProfessores iniciantes na educação de jovens e adultos : por que ingressam? O que os faz permanecer?pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor(a), 10/07/2014, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.pt_BR
dc.description.abstractenEntering the teaching career is a stage with very peculiar characteristics, marked by numerous difficulties but also by meaningful experiences that allow the professional "discovering" and "surviving" to the teaching profession. This research aims at investigating the process of insertion and stay of beginning teachers at the Educação de Jovens e Adultos – EJA (Youth and Adult Educational Program - in five cities of Minas Gerais, Brazil. The teachers were asked: What reasons lead a teacher to work in Adult Education? As soon as he starts the job, what does a teacher finds out in such educational modality? What are the challenges and findings? What makes him keep the job? As a theoretical and methodological concept, this research adopted the concept of Teacher Training as a continuum, according to Garcia (1989, 1995, 2009), Huberman (1995) and Nóvoa (1995) and biographical approach proposed by Josso (2002), which directed the data collection through narratives of experience and biography questionnaire. The survey participants were five beginning teachers of the Youth and Adult Educational Program, one from each of the following cities: Mariana, Ouro Preto, Itabirito, Acaiaca and Diogo de Vasconcelos. The study revealed that none of the participants chose to teach specifically in Adult Education (EJA) but all have found many reasons to stay in this modality. The main reasons for staying are related to the students: affective approach, dialogue, life experiences, students willingness to learn, job satisfaction before the learning and development of these and also the recognition and appreciation of his work by the students. All teachers experienced the "reality shock", even those who were not beginners in the profession, but beginners in teaching in Adult Education. The challenges faced by teachers include: age / generational diversity of students and the growing juvenilization process; differences in learning expectations for students and differences in their levels of intellectual development; perceived stigma of inferiority usually in older students; lack of appropriate materials and investments for this mode. The results point to the need for better teacher training - initial and continuing - favoring the development of work with the specificity of the Adult Education, the need to creating beginning teacher support programs and also to endorsing a campaign in defense of Adult Education as a public policy of the State.-
Appears in Collections:PPGEDU - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ProfessoresIniciantesEducação.pdf2,19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons