Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/3205
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCota, Renata Guerra de Sápt_BR
dc.contributor.authorPereira, Roberta Verciano-
dc.date.accessioned2013-09-12T13:24:35Z-
dc.date.available2013-09-12T13:24:35Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.citationPEREIRA, R. V. Modificação pós-traducional dependente de SUMO em Schistosoma mansoni : padrão de expressão diferencial durante a transição cercária a esquistossômulo. 2010. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3205-
dc.description.abstractA conjugação de SUMO aos substatos alvo ocorre através de um mecanismo análogo ao da ubiquitina, pela ação sequencial de três classes de enzimas: E1 ativadora (Aos1-Uba2), E2 conjugadora (Ubc9) e E3 ligases (PIAS, Polycomb2 e RanBP2). SUMO é sintetizada como um precursor inativo, que requer processamento por proteases específicas (SENPs). A conjugação de SUMO é uma modificação reversível e transitória. As mesmas enzimas que convertem SUMO em sua forma madura também catalisam a clivagem dos seus substratos. A reconstituição da via de sumorilação em Schistosoma mansoni, baseado em busca por homologia utilizando banco de dados disponíveis, mostra a existência de 9 genes envolvidos com esta via: dois genes para SUMO (Smsmt3b/c), um para E1 (Smaos1-uba2), um para E2 (Smubc9), dois para E3 (Smpias e Smranbp2) e dois para SENPs (Smsenp1/7). Neste trabalho, os níveis de expressão destes genes foram quantificados utilizando o método de qRT-PCR e RNA total obtidos a partir de cercária, verme adulto e esquistossômulos de 3,5 horas a 7 dias de cultivo in vitro (MTS). Os resultados evidenciaram um padrão de expressão gênica diferencial para todos os genes analisados. Vale ressaltar que os níveis de transcritos foram 3 vezes maiores em MTS-3,5h quando comparado com cercária e verme adulto. Os níveis de SmUbc9 foram analisados por Western blot, utilizando anticorpos policlonais específicos para a proteína de S. mansoni produzidos utilizando a proteína recombinante. Os resultados sugerem níveis equivalentes da SmUbc9 nos estágios analisados. O perfil de substratos sumorilados foi determinado utilizando a técnica de Western blot usando anti-SUMO. Foi observado um perfil estágio-específico de conjugados sumorilados e um aumento nos estágios iniciais do desenvolvimento dos esquistossômulos. Estes dados demonstram que os constituintes da via de sumorilação são diferencialmente expressos, sugerindo um perfil estágio-específico durante a transição cercária-esquistossômulo. Considerando que esta transição não é controlada por uma síntese real de proteínas, esses resultados em conjunto, sugerem que a via de modificação pós-traducional dependente de SUMO pode regular processos biológicos importantes durante esse período do ciclo biológico do parasito.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherPrograma de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.subjectSchistosoma mansonipt_BR
dc.subjectUbiquitinapt_BR
dc.subjectSmall ubiquitin modifierpt_BR
dc.titleModificação pós-traducional dependente de SUMO em Schistosoma mansoni : padrão de expressão diferencial durante a transição cercária a esquistossômulo.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.description.abstractenAttachment of SUMO to target proteins occur through by similar mechanism to ubiquitination, with sequential action of three enzymes: E1 activating (Aos1-Uba2), E2 conjugation (Ubc9) and E3 ligases (PIAS, Polycomb2 and RanBP2). SUMO is synthesized as inactive precursors that require processing by specific proteases (SENPs). SUMO attachment is a reversible and transient modification. The same enzymes that convert SUMO to its mature form also catalyse the cleavage from their substrates. Reconstitution of SUMOylation pathway in Schistosoma mansoni, based on homology search using avaible databases, shown the existence of nine genes related with SUMOylation: two genes to SUMO (Smsmt3b/c), one to E1 (Smaos1-uba2), one to E2 (Smubc9), two to E3 (Smpias e Smranbp2) and two to SENPs (Smsenp1/7). In this work, the expression levels of these genes was quantified by qRT-PCR and total RNA obtained from cercariae, adult worm and mechanically transformed schistosomula cultivated from 3.5 h to 7 days in vitro (MTS). The results revealed differential gene expression profile to all analyzed genes. We also observed that the transcripts levels were 3 times higher in MTS-3,5h when compared with cercariae and adult worm. The SmUbc9 levels were analysed by Western blot, using specific polyclonal antibodies to S. mansoni protein produced using recombinant protein. The results suggest equivalent levels of SmUbc9 in the same evolutive stages analysed. The SUMOylated substrates profile was detected by Western blot using anti-SUMO. We observed a stage-specific profile of SUMOylated conjugated and an accumulation in initial stages of schistosomula development. These data demonstrate that SUMOylation pathway components are differentially expressed in S. mansoni, suggesting a stage-specific profile during cercariae-schistosomula transition. Whereas this transition is not controlled by real protein synthesis whole results suggest that posttranslational modification SUMO dependent could regulate important biological process during this period of parasite life-cycle-
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ModificaçãoPós-Traducional.PDF2,91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.