Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/3191
Title: Estudo da qualidade da água na sub-bacia do Ribeirão do Carmo (MG), com ênfase na geoquímica e na comunidade zooplanctônica.
Authors: Silva, Cláudia de Lima e
metadata.dc.contributor.advisor: Costa, Adivane Terezinha
Keywords: Ouro - minas e mineração
Geoquímica
Zooplâncton
Ecotoxicidade
Toxicologia ambiental
Issue Date: 2013
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia. Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: SILVA, C. L e. Estudo da qualidade da água na sub-bacia do Ribeirão do Carmo (MG), com ênfase na geoquímica e na comunidade zooplanctônica. 2013. 135 f. Dissertação (Mestrado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2013.
Abstract: A poluição de um sistema hídrico, mesmo que num curto período, gera um impacto para sua biota, bem como para a população que depende deste recurso para viver, pois estes sendo pontuais ou difusos limitam o uso do curso d’água a atividades menos exigentes, podendo inclusive, inviabilizar a sua recuperação. Intervenções antrópicas no sistema aquático natural têm como resultados alterações físico-químicas na qualidade da água, bem como alterações texturais nos depósitos sedimentares recentes, causando possível liberação de gases e disponibilidade e/ou retenção de nutrientes e elementos traço, como também a redução ou perda da biodiversidade aquática (Tundisi, 2008). A área de estudo encontra-se inserida na porção sudoeste do Quadrilátero Ferrífero, em uma região que entre os séculos 17 e 18 destacou-se no cenário nacional devido à exploração aurífera (Palermo et al., 2004), principal fonte de impacto e contaminação da água e solos. Esta exploração deixou um legado ambiental para as futuras gerações – a contaminação dos rios da região com elementos traço em concentrações consideradas tóxicas à biota, afetando até os dias de hoje, a população e o ecossistema local. O município de Ouro Preto possui 69.495 habitantes, em uma área territorial de 1.245 Km2 , abrigando as nascentes do Ribeirão do Carmo, e o município de Mariana, aproximadamente 54.689 habitantes, em uma área territorial de 1.193 Km2. O objetivo deste projeto foi verificar se a geoquímica e a poluição orgânica local afetavam a comunidade zooplanctônica. Observou-se que a maioria dos elementos químicos analisados apresentou concentrações mais elevadas nas amostras de sedimento do que nas amostras de água, contudo, acredita-se que estes elementos, no sedimento, estejam adsorvidos em óxihidróxidos de Fe, Mn e Al. Os seguintes parâmetros pH, oxigênio dissolvido, Al, Fe, Mn e P violaram as concentrações estipuladas pela DN 01/2008, de maneira difusa na área de estudo. A comunidade zooplanctônica presente nas águas superficiais foi composta pelos seguintes grupos: Rotifera, Protozoa, e Crustacea, sendo o grupo Rotifera o mais representativo, com 51% das espécies identificadas, seguido do grupo Protozoa, com 45% e por último o grupo Crustacea com apenas 4%. Os seguintes organismos foram identificados em todos os pontos: Arcella discoides, A. vulgaris, Vorticella, Bdelloida e Lecane lunaris, sendo a espécie A. vulgaris a mais representativa dentro da área de estudo, tanto para as amostras de água, quanto para as amostras de sedimento, independente da sazonalidade. O grupo Rotifera apresentou maior sensibilidade com relação às alterações nas concentrações dos elementos químicos, sendo a espécie C. dossuaris a mais sensível a possíveis alterações, seguida da espécie C. uncinata. A área de estudo apresentou uma concentração moderada de carga orgânica, com nichos bem distintos, sugerindo que a mesma encontra-se em equilíbrio ecológico. Os valores referentes aos índices de diversidade indicaram que, possivelmente as espécies identificadas desenvolveram adaptações favoráveis a sua permanência em locais com concentrações elevadas de elementos tóxicos à biota, bem como em locais que apresentam algum tipo de stress para estes organismos. As espécies mais adaptadas pertencem ao grupo das tecamebas (Protozoa), sendo o microorganismo Arcella vulgaris o que mais se adaptou às condições adversas encontradas no sedimento e nas águas superficiais. Dentro da área estudada, o trecho do rio localizado no ponto Colina pode ser considerado o mais poluído, já que apresenta valores elevados de condutividade elétrica, baixa concentração de oxigênio dissolvido e valores de pH tendendo a acidez, além das violações dos parâmetros estabelecidos pela DN 01/2008. O ponto Tripuí apresentou valores de alguns parâmetros físico-químicos comparados a rios não poluídos, podendo ser considerado como ponto controle.
metadata.dc.description.abstracten: The pollution of a water system, even in a short period, generates an impact to its biota, as well as to the population that depends on this resource for living, being punctual or diffuse, limiting the use of water to activities less demanding, and it may even, make it impossible to be recovered. Anthropogenic interventions in aquatic system have as results alterations in physico-chemical parameters, reducing its quality, as well as textural changes in sedimentary recent deposits, causing possible gas release and availability and/or retention of nutrients and trace elements, and the reduction or loss of aquatic biodiversity. The study area is located in the southwest portion of the Iron Quadrangle, in a region that between the 17th and 18th centuries stood out on the national scene because of the auriferous exploitation (Palermo et al., 2004), the main source of impact and contamination of water and soils in the region. This exploitation left an environmental legacy for future generations - the contamination of rivers of the region with trace elements in concentrations considered toxic to biota, affecting up to today, the population and the local ecosystem. The city of Ouro Preto has 69.495 inhabitants, in an area of 1,245 Km2 , sheltering the springs of the Ribeirão do Carmo river, and the city of Mariana, with approximately 54.689 inhabitants, in an area of 1.193 Km2. The aim of this project was to verify if the local geochemistry and organic pollution could affect the zooplankton community. It was observed that the majority of chemical elements analyzed showed higher concentrations in sediment samples than in water samples, however, it is believed that these elements are not available for the biota in the sediment, being absorbed metals in oxihidroxides of Fe, Mn and Al. The following parameters pH, dissolved oxygen, Al, Fe, Mn and P violated the concentrations stipulated by ND 01/2008, in a diffuse manner in the area of study. The zooplankton community present in superficial waters was composed by the following groups: Rotifera, Protozoa, and Crustacea, being Rotifers the most representative with 51%, followed by the group Protozoa, with 45% and finally the group Crustacea with only 4 %. The following organisms were identified in all points: Arcella discoides, A. vulgaris, Vorticella, Bdelloida and Lecane lunaris, being A. vulgaris the most representative, for water and sediment samples. The group Rotifera had the greater sensitivity concerning changes in the concentrations of the abiotic parameters analysed, being the species C. dossuaris the most sensitive to possible alterations, followed by C. uncinata. The study area showed a moderate concentration of organic load, with distinct niches, without overlap, suggesting an ecological balance. The values referred to diversity indexes indicated that, possibly the zooplankton community of the studied area have developed adaptations favouring its presence in the sampled points, being the testacea group the most suited. The organism Arcella vulgaris has been identified in all sampled points, for both compartments – water and sediment samples, being the most resistant organism. Within the study area, the sampled point Colina can be considered as the most polluted one, since it has high values of electrical conductivity, low concentration of dissolved oxygen and pH values tending to acidity, in addition to the violations of parameters established by ND 01/2008. The sampled point Tripuí, on the other hand, presented values of some physico-chemical parameters compared to those of unpolluted rivers, therefore can be considered as control point.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3191
Appears in Collections:PPGECRN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EstudoQualidadeÁgua.pdf4,28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.