Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3061
Title: Efeitos da suplementação com ferro injetável sobre a produção de ERO por granulócitos e danos oxidativos em tecidos cardíaco e pancreático de ratos diabéticos.
Authors: Sampaio, Ana Flávia Santos
metadata.dc.contributor.advisor: Pedrosa, Maria Lúcia
Keywords: Diabetes
Ferro no organismo
Antioxidantes
Espécies oxidativas de oxigênio
Coração
Issue Date: 2012
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: SAMPAIO, A. F. S. Efeitos da suplementação com ferro injetável sobre a produção de ERO por granulócitos e danos oxidativos em tecidos cardíaco e pancreático de ratos diabéticos. 2012. 96 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2012.
Abstract: A hiperglicemia não tratada em pacientes diabéticos intensifica um quadro de estresse oxidativo. O ferro é metal de transição e, quando em excesso, participa de vias metabólicas que favorecem danos oxidativos através da formação de espécies reativas de oxigênio (EROS). Este estudo avalia os efeitos da interação do diabetes com uma formulação de ferro injetável (Ferro Dextran) sobre balanço oxidante/antioxidante e alterações histológicas em tecidos cardíaco e pancreático. Ratos Fischer (n = 96), pesando aproximadamente 200g, foram divididos em quatro grupos: Controle (C) Controle ferro (CF), que recebeu injeções de ferro dextran por via intraperitoneal, Diabetes (D), que recebeu uma dose de streptozotocina (STZ) e Diabetes Ferro (DF) que recebeu uma dose de STZ e injeções de Ferro Dextran. Induziu-se o diabetes com 35mg/Kg de STZ no primeiro dia de experimento e obteve-se a suplementação de ferro com a administração intraperitoneal de quatro doses de 0,1ml de Ferro Dextran (100g Fe 2+ /l) em intervalos de cinco dias para cada dose. Resultados mostraram alterações nos níveis glicêmicos e nos de ferro tecidual no coração e no pâncreas dos grupos tratados com STZ e ferro, respectivamente. Houve um aumento na geração de EROS, por neutrófilos para os grupos CF, D e DF em relação ao grupo C (191,3 ± 41,19 RLU/30min) com valores de 363,30 ± 130,20; 552,80 ± 103,30; 1566,00 ± 386,90 RLU/30min, respectivamente. No coração, os níveis de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) não apresentaram diferenças; os de Proteína Carbonilada foram aumentados nos ratos do grupo DF em comparação com o C. No pâncreas, os níveis de TBARS aumentaram para os ratos diabéticos e os de Proteína Carbonilada aumentaram para os grupos CF, D e DF em relação ao grupo C (16,62 ± 1,76 U/mL/ mg proteína ) com valores de 27,61 ± 10,53; 30,96 ± 8,29; 52,38 ± 12,34 U/mL/ mg proteína. Não se observaram alterações nos níveis de Glutationa Total, Superóxido Dismutase e Catalase em nenhum dos dois órgãos. Além disso, no diabetes ocorre um maior depósito de ferro sugerindo uma alteração no processo de captação desse metal.
metadata.dc.description.abstracten: The non´-treated hyperglycaemia on Diabetic patients has intensified scenery of oxidative stress. Iron is transition metal and, if in excess, takes place in metabolic ways, which helps the oxidative damages through the formation of reactive species of oxygen ( RSO). This research has evaluated the effects of |Diabetes with one iron injectable formula (Iron Dextran) on the oxidant/antioxidant balance in cardiac and pancreatic tissues. Fischer Mice (n = 96), weighting about 200g, were divided into four groups: Control (C), Iron Control (IC), that received injections of iron dextran through intraperitoneal way, Diabetes (D), that received one dose of streptzotocine (STZ), and Diabetes Iron (DI), that received one dose of streptzotocine and injections of Iron Dextran. The condition was induced with 35mg/Kg of STZ at the first day of the experience and the iron supplementation was gotten with the intraperitoneal administration of four with 0,1ml of Iron Dextran (100g Fe2+/l), among intervals at the five days to each dose. Results show alterations in the glucemial levels and in those ones of residual iron in the heart and in the pancreas from the treated groups with STZ and iron, respectively. There was some increasing on RSO generation, by neutrophils to the groups IC, D e DI in relation to the group C (191,3 ± 41,19 RLU/30min) with values of 363,30 ± 130,20; 552,80 ± 103,30; 1566,00 ± 386,90 RLU/30min, respectively. In the heart, the levels of reactive substances to the thyobarbituric acid (TBARS) haven´t shown differences; those ones of Carboniled Protein were increases in mices from the group DI if compared with the group C. In the pancreas, the TBARS levels were increased to the groups CI, D e DI in relation to the group C (16,62 ± 1,76 U/mL/ mg protein ) with values of 27,61 ± 10,53; 30,96 ± 8,29; 52,38 ± 12,34 U/mL/ mg protein. Alterations in the levels of Total Glutathione, Superoxide Dismutase, and Catalase were not observed in no of the two organs. Furthermore, diabetes results in a higher iron storage suggesting a change in the process of uptake of the metal.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3061
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EfeitosSuplementaçãoFerro.pdf2,38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.