Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3049
Title: Atividade anti-angiogênica de inibidores de tripsina em membrana corioalantóica de Gallus domesticus.
Authors: Ferreira, Cyntia Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Andrade, Milton Hércules Guerra de
Keywords: Inibidores químicos - inibidores Bowman - Birk
Proteínas - dedos de zinco
Neovascularização- angiogênese
Proteinas - proteassoma
Peptídeos-sintese
Issue Date: 2013
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: FERREIRA, C. S. Atividade anti-angiogênica de inibidores de tripsina em membrana corioalantóica de Gallus domesticus. 2013. 95 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2013.
Abstract: Os inibidores do tipo Bowman-Birk (BBI) são proteínas contendo dois domínios inibitórios distintos para enzimas tripsina- e quimotripsina-símile. Muitos trabalhos mostram o uso desses inibidores como agentes anti-cancerígenos, no entanto, estudos prévios do nosso laboratório revelaram uma biodistribuição limitada do BBI. Peptídeos sintéticos análogos aos domínios inibitórios do BBI também apresentaram baixa biodisponibilidade, possivelmente devido à degradação. Com o objetivo de construir inibidores mais estáveis foram adicionados motivos do tipo dedo de zinco – sequências de aminoácidos com reconhecida função estabilizadora. Esses inibidores (CPI- e HPI-trip, para tripsina e CPI- e HPI-quimo, para quimotripsina) foram comparados ao inibidor nativo e às suas respectivas alças de inibição YCT-trip e YCA-quimo. A estabilidade dessas espécies químicas foi testada do ponto de vista térmico, redutor e de resistência à hidrólise. Os peptídeos sintéticos contendo dedo de zinco mostraram comportamento similar aos inibidores convencionais. A atividade biológica dos inibidores foi avaliada no complexo proteolítico proteassoma 20S de Ratos Wistar e em membrana corioalantóica de Gallus gallus domesticus. Os inibidores de quimotripsina apresentaram atividade inibitória sobre o proteassoma 20S, mas não geraram alterações na membrana corioalantóica. Da mesma forma, os análogos contendo o motivo dedo de zinco apresentaram baixa atividade tanto no proteassoma quanto na membrana. Por outro lado, os inibidores de tripsina apresentaram atividade inibitória sobre o proteassoma e produziram respostas anti-angiogênicas na concentração de 100 nM, de maneira relacionada à atividade da pentamidina, – uma droga com elevada atividade anti-tripsina. Ao contrário da pentamidina, o inibidor Bowman-Birk é considerado isento de toxicidade em humanos, colocando essa classe de inibidores como potenciais drogas anti-angiogênicas.
metadata.dc.description.abstracten: Bowman-Birk inhibitors (BBI) are proteins containing two distinct inhibitory domains for trypsin- and chymotrypsin-like enzymes. Several studies demonstrate the use of these inhibitors as anticancer agents, however, previous works from our laboratory showed a limited biodistribution of BBI. Synthetic peptides, analogous to the inhibitory domains of BBI, also revealed low bioavailability, possibly due to degradation. Aiming for more stable inhibitors, we added zinc finger motifs - amino acid sequences with known stabilizer function. These inhibitors (CPI and HPI-trip, anti-trypsin, and CPI and HPI-quimo, anti-chymotrypsin) were compared to the native inhibitor and their respective cyclic peptides YCT-trip and YCA-quimo. These chemical species were tested for their stability. We evaluated thermal, reducing and hydrolysis resistance. The synthetic peptides containing the zinc finger motif showed similar behavior to conventional inhibitors. The biological activity of the inhibitors was evaluated in the proteolytic complex 20S proteasome from Wistar Rat and chorioallantoic membrane from Gallus gallus domesticus. Chymotrypsin inhibitors showed inhibitory activity on the 20S proteasome, but no changes were observd in chorioallantoic membrane. Similarly, the analogs containing the zinc finger motif showed low activity on both the proteasome and the membrane. Moreover, inhibitors of trypsin presented inhibitory activity on the proteasome and produced anti-angiogenic responses in a concentration of 100 nM, related to the activity of pentamidine, - a drug with high anti-trypsin activity. Unlike pentamidine, Bowman-Birk inhibitor is considered to be free of toxicity in humans, placing this class of inhibitors as potential anti-angiogenic drugs.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3049
Appears in Collections:PPBIOTEC - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AtividadeAnti-Angiogênica.pdf2,18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.