Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2803
Title: Avaliação da resistência à corrosão de aços inoxidáveis utilizados em sistemas de exaustão de veículos.
Authors: Prates, Paula Emília de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Andrade, Margareth Spangler
Keywords: Aço inoxidável
Aço - corrosão
Álcool combustível
Combustão
Veiculos
Issue Date: 2009
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais. Rede Temática em Engenharia de Materiais, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: PRATES, P. E. de S. Avaliação da resistência à corrosão de aços inoxidáveis utilizados em sistemas de exaustão de veículos. 2009. 62 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Materiais) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2009.
Abstract: O desenvolvimento de combustíveis alternativos com emissões menos nocivas é tema de pesquisas em todo o mundo. Além dos combustíveis, materiais mais resistentes à agressividade do meio também são objeto de estudo. Ao que se refere a um combustível mais ecológico é o álcool uma realidade. Em relação aos materiais utilizados nesse sistema a tendência é a utilização dos aços inoxidáveis devido as suas propriedades de resistência a corrosão e características mecânicas. É objetivo deste trabalho avaliar o comportamento à corrosão de aços inoxidáveis utilizados na fabricação de parte do sistema de exaustão dos veículos, que estão em contato com o condensado de álcool combustível produzido no silencioso traseiro de veículos leves. Uma solução sintética de condensado de álcool combustível foi formulada com base nas análises químicas de amostras da solução natural coletadas diretamente do veículo em funcionamento durante a fase fria, ou seja, os primeiros 505s de funcionamento. Avaliação da resistência à corrosão dos aços inoxidáveis ferríticos ABNT 439 e 409, em comparação ao aço inoxidável austenítico ABNT 304, foi realizada quando em presença da solução sintética de condensado de álcool. A análise comparativa das curvas de polarização potenciodinâmica dos aços estudados indica que não existe diferença de comportamento frente à corrosão para estes aços, não sendo possível também a identificação de um potencial de pites nestas curvas. A partir dos ensaios de “Dip-Dry”, constatou-se que os aços têm comportamento semelhante e que não sofreram corrosão, apenas oxidação. Conclui-se que todos os aços inoxidáveis estudados podem ser especificados para utilização no silencioso traseiro de veículos leves e que a escolha de um dos aços inoxidáveis ferríticos é a mais econômica entre os três aços estudados.
metadata.dc.description.abstracten: The development of alternative fuels with less toxic emissions has been a common research theme worldwide. In addition to fuels, materials which are more resistant to environmental aggression have also been widely studied. In this light, ethanol has become a reality as a more ecological fuel. In this type of system, stainless steels have become the most commonly used materials due to their properties of resistance to corrosion and mechanical characteristics. This study aims to assess the resistance to corrosion of stainless steels used in the manufacture of part of automotive exhaust systems, especially as regards ethanol fuel condensation in the rear silencer of light vehicles. One synthetic solution of ethanol fuel condensation has been formulated based on chemical analyses from samples of natural solutions collected directly from the vehicle while running during its cold phase, that is, within the first 505 seconds. The assessment of resistance to corrosion of ferritic stainless steels ABNT 439 and 409, as compared to the austenitic steel ABNT 304, was carried out when in the presence of a synthetic solution of ethanol fuel condensation. The comparative analysis of the potentiodynamic polarization curves of the steels studied indicates that there is no difference in behavior concerning the corrosion of these steels. In addition, no identification of a potential of pite within these curves could be observed. Upon implementation of Dip-Dry tests, it could be verified that the steels do in fact have a similar behavior in that they did not undergo corrosion, only oxidation. It could therefore be concluded that all the stainless steels studied can be recommended for use in the rear silencer of light vehicles and that the choice of a ferritic stainless steel would be the most economical among the three steels studied.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2803
Appears in Collections:REDEMAT - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ AvaliaçãoResistênciaCorrosão.pdf2,76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.