Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2765
Title: Caracterização imuno-histoquímica do infiltrado inflamatório cardíaco durante a fase aguda da infecção experimental de cães por formas tripomastigotas metacíclicas ou sanguíneas da cepa Berenice-78 do Trypanosoma cruzi.
Authors: Souza, Sheler Martins de
metadata.dc.contributor.advisor: Carneiro, Cláudia Martins
Keywords: Trypanosoma cruzi
Imuno - histoquímica
Cão - infecção
Cães - infecção experimental
Issue Date: 2010
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: SOUZA, S. M. Caracterização imuno-histoquímica do infiltrado inflamatório cardíaco durante a fase aguda da infecção experimental de cães por formas tripomastigotas metacíclicas ou sanguíneas da cepa Berenice-78 do Trypanosoma cruzi . 2010. 77 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.
Abstract: Nosso grupo vem estudando a infecção experimental de cães pelo Trypanosoma cruzi ao longo dos últimos 30 anos. Semelhante ao observado em humanos, no modelo canino verifica-se um infiltrado inflamatório predominantemente constituído por células mononucleares durante a fase aguda da doença. A identificação destas células é uma estratégia importante para a compreensão dos mecanismos imunopatológicos desencadeados pelo parasito ao longo da infecção. Neste contexto, fez-se necessário a padronização de reações imuno-histoquímicas para caracterização do fenótipo das principais células presentes no infiltrado inflamatório (linfócitos T CD4 + e T CD8 + , macrófagos CD14 + e neutrófilos). As células envolvidas na infecção experimental aguda de cães por formas tripomastigotas metacíclicas ou sanguíneas da cepa Berenice-78 do T. cruzi foram quantificadas por análise morfométrica, no parênquima e no foco inflamatório, tanto no átrio direito quanto no septo interventricular. Observou-se que em ambos os fragmentos cardíacos, o processo inflamatório foi maior no grupo infectado por formas tripomastigotas sanguíneas. A quantificação do fenótipo celular mostrou que os linfócitos T CD4 + são predominantes no foco inflamatório nos animais infectados por ambas as formas, tanto no átrio direito quanto no septo interventricular. No átrio direito, os linfócitos T CD8 + foram observados em maior quantidade nos grupos infectados em relação ao grupo controle. Já os macrófagos CD14 + prevalecem apenas no grupo infectado por formas tripomastigotas metacíclicas em relação ao grupo controle. No septo intraventricular, os linfócitos T CD8 + e os macrófagos CD14 + encontram-se em elevado número no grupo infectado por formas tripomastigotas metacíclidas em relação ao grupo controle e ao grupo infectado por formas tripomastigotas sanguíneas. Os neutrófilos estão presentes em menor número em relação às demais células analisadas, mas são encontrados em maior número no átrio direito de ambos os grupos infectados. O quadro histopatológico mais preservado observado no grupo infectado por formas tripomastigota metacíclico pode estar diretamente relacionado à interação entre os linfócitos T CD8 + e os macrófagos CD 14 + , pois estas são potentes produtoras de interleucina-12, uma citocina que estimula a produção de interferon-gama pelos linfócitos T CD8 + . Esta citocina é fundamental para o processo de resistência à infecção pelo T. cruzi durante a fase aguda por estimular a síntese de óxido nítrico pelos macrófagos. A quantificação celular realizada de modo aleatório evidenciou melhor as diferenças entre os grupos. Contudo, a quantificação focal do processo inflamatório distinguiu melhor as porcentagens das populações e subpopulações celulares. Os resultados obtidos mostraram que as formas infectantes, tripomastigotas metacíclicas ou sanguíneas, apresentam perfil celular distinto no átrio direito e no septo intrerventricular, sendo a resposta elaborada durante a infecção com as formas tripomastigotas metacíclicas mais eficiente e menos lesiva ao hospedeiro.
metadata.dc.description.abstracten: In the last 30 years our group has been studied experimental infection of dogs with Trypanosoma cruzi. Similarly to the observed in humans, dogs present an inflammatory infiltrate predominantly mononuclear during the acute phase of infection. The identification of these cells is an important strategy for to understand the immunopathological mechanisms triggered by the parasite during infection. In this context, it was necessary to standardize the immunohistochemical reactions to characterize the phenotype of the main cells in the inflammatory infiltrate (CD4 + and CD8 + , CD14 + cells/macrophages and neutrophils). Therefore, the cells involved in acute experimental infection of dogs by metacyclic or blood trypomastigotes of Berenice-78 T. cruzi were quantified by morphometric analysis in the parenchyma and inflammatory foci in both, right atrium and interventricular septum. It was observed that in both heart fragments the inflammatory process was higher in the group infected with blood trypomastigotes forms. Quantification of cell phenotype showed that CD4 + T lymphocytes are predominant in the inflammatory foci in animals infected with both forms and both tissue sections. On the right atrium the CD8 + T lymphocytes were more present in the infected groups in comparison to the control group. However, CD14 + /macrophages cells were prevallent only in animals infected with metacyclic trypomastigotes when compared to the control group. In the interventricular septum the CD8 + T lymphocytes and the CD14 + /macrophage cells were found in large numbers in the group infected with metacyclic trypomastigotes when compared to control and the group infected with blood trypomastigotes. Neutrophils are present in less number if compared to the other cells analyzed, but were found in greater numbers in the right atrium of both infected groups. The better preserved histopathological picture observed in the animals infected with metacyclic trypomastigote may be directly related to the interaction between CD8 + T lymphocytes and CD14 + / macrophages because they are potent producers of interleukin-12, a cytokine that stimulates the production of interferon-gamma by CD8 + T lymphocytes. This cytokine is crucial in the process of infection resistance by T. cruzi during the acute phase via stimulation of nitric oxide synthesis by the macrophages. Cellular quantification randomly performed better showed differences between the groups studied. However, the quantification of focal inflammation distinguished better the percentages of cell populations and subpopulations. The results showed that the infective forms, blood or metacyclic trypomastigotes, have distinct cellular profile in the right atrium and interventricular septum. Moreover the immunoliogical response produced during infection with metacyclic trypomastigotes was more efficient and less harmful for the host.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2765
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_CaracterizaçãoImuno-Histoquímica.PDF2,48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.