Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2740
Title: Estudo da agregação e sedimentação eritrocitárias utilizando diferentes técnicas experimentais.
Authors: Martins, Giuliano Siniscalchi
metadata.dc.contributor.advisor: Cardoso, Antônio Valadão
Keywords: Eritrócitos
Espectrofotometria
Diabetes
Issue Date: 2007
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais. Rede Temática em Engenharia de Materiais, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: MARTINS, G. S. Estudo da agregação e sedimentação eritrocitárias utilizando diferentes técnicas experimentais. 2007. 114 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Materiais) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.
Abstract: O comportamento reológico do sangue é influenciado, em grande parte, pela agregação e deformação das hemácias. Alterações das propriedades hemorreológicas de um indivíduo podem ser responsáveis por enfermidades relacionadas ao sistema cardiovascular. Uma das alternativas para melhor compreensão do fenômeno de agregação é o estudo do comportamento do sangue com a inserção de macromoléculas e das características cinéticas do processo de agregação e sedimentação. Neste trabalho investigamos o processo de agregação e sedimentação eritrocitária. Para este estudo foram realizados ensaios de VHS (Velocidade de Hemossedimentação) com sangue suíno (hematócrito H de 20%, 25%, 30% e 35%) e absorbância em função do tempo utilizando espectrofotometria UV-Vis em amostras de sangue suíno (hematócrito de 1%, 5%, 10%, 15%, 20% e 30%) e sangue humano (hematócrito de 1%, 5%, 10%, 15%, 20% e 30%). . A microestrutura foi investigada por microscopia óptica em amostras de sangue bovino (hematócrito 40%), suíno (hematócrito 1%, 5%, 10%, 30% e 40%) e humano (hematócrito 40%) e amostras de sangue bovino (hematócrito 40%) com adição de fibrinogênio nas concentrações de 5g/L, 10g/L, 20g/L, 25g/L e 30g/L. Os ensaios no Leitor de Microplacas foram realizados para se determinar o comportamento da agregação eritrocitária e sedimentação do sangue em função do hematócrito com e sem adição de fibrinogênio (para o sangue bovino). A microscopia óptica de luz transmitida permitiu realizar uma observação sistemática das microestruturas do sangue sob diferentes condições experimentais e determinar em quais concentrações ocorre agregação eritrocitária no sangue bovino que, naturalmente, não agrega. Os ensaios de VHS indicaram que a sedimentação diminui com o aumento do hematócrito (H); entretanto, nos ensaios de espectrofotometria o fenômeno não é observado. É possível distinguir, com o UV-Vis, quatro regiões no processo: a- Região I onde ocorre a agregação eritrocitária; b- Região II onde ocorre crescimento dos agregados e termina o início da sedimentação; c- Região III onde ocorre a sedimentação da amostra; e d- Região IV, um platô que indica a parte final do processo de sedimentação.Com o Leitor de Microplacas é possível distinguir-se três regiões no processo: a- Região I onde ocorre a agregação eritrocitária; b-Região II onde ocorre à predominância da etapa de sedimentação dos eritrócitos; e c- Região III onde ocorre a sedimentação das partículas menores. A associação entre técnicas ópticas auxilia muito o estudo dos fenômenos de agregação e sedimentação, tornando possível criar parâmetros para quantificar o processo de agregação e sedimentação que facilitem o diagnóstico e o estudo da evolução de patologias que afligem tanto seres humanos como animais.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2740
Appears in Collections:REDEMAT - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EstudoAgregaçãoSedimentação.PDF3,73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.