Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2729
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFreitas, Marcílio Sousa da Rochapt_BR
dc.contributor.authorAmaral, Renata Siqueira-
dc.date.accessioned2013-04-09T14:22:37Z-
dc.date.available2013-04-09T14:22:37Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationAMARAL, R. S. Análise de segurança de dutos com defeitos de corrosão. 2011. 82 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Engenharia Civil) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2729-
dc.description.abstractUm dos principais motivos de falhas de dutos é a corrosão. A identificação, monitoramento e controle da corrosão são de suma importância ao longo de toda a vida útil de um duto. Diversos métodos têm sido desenvolvidos para a avaliação da pressão interna de falha para dutos corroídos. Entre os métodos analíticos semi- empíricos destacam-se ASME B31G, B31G modificado e RPA. A maioria destes métodos é de natureza determinística, não considerando, portanto, nenhuma incerteza nas variáveis envolvidas, além de considerar apenas configurações de defeitos simplificadas. Outra possibilidade de avaliar a pressão de falha do duto é utilizar o método dos elementos finitos, com a consideração das não linearidades envolvidas e uma configuração do defeito mais próximo da realidade. Esta possibilidade pode se tornar cara computacionalmente em algumas situações. Para isto será utilizada a teoria da confiabilidade estrutural aplicando o método FORM (First Order Reliability Method) para estimar a probabilidade de falha (confiabilidade) de dutos que apresentam defeitos de corrosão. Serão considerados vários parâmetros do duto e da geometria do defeito, tais como diâmetro e espessura do duto, tensão última e de escoamento do material do duto, comprimento e profundidade do defeito e a pressão do fluido. Todos estes parâmetros serão considerados como variáveis aleatórias, com uma distribuição de probabilidade associada a cada um deles.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherPrograma de Pós Graduação em Engenharia Civil. Departamento de Engenharia Civil, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.subjectConstrução metálicapt_BR
dc.subjectCorrosãopt_BR
dc.subjectMecânica dos fluidospt_BR
dc.subjectDutospt_BR
dc.titleAnálise de segurança de dutos com defeitos de corrosão.pt_BR
dc.title.alternativeSafety assessment of pipelines subject to corrosion.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.description.abstractenOne of the main reasons for failures of pipelines is corrosion. The identification, monitoring and controlling corrosion are of paramount importance throughout the life of a pipeline. Several methods have been developed for assessing the internal pressure of failure for corroded pipes. Among the semi-empirical analytical methods stand out ASME B31G modified B31G and RPA. Most of these methods are deterministic in nature and did not consider therefore, no uncertainty in the variables involved and consider only configurations of defects simplified. Another possibility to evaluate the failure pressure of the duct is to use the finite element method with consideration of the nonlinearities involved and a default configuration is closer to reality. This can become computationally expensive in some situations. This will be used for the theory of structural reliability using the method FORM (First Order Reliability Method) to estimate the probability of failure (reliability) of pipelines with defects of corrosion. Will be considered multiple parameters of duct and the geometry of the defect such as diameter and thickness of the pipe ultimate stress and drainage of the duct material length and defect depth and fluid pressure. All these parameters are considered as random variables with a probability distribution associated with each.-
Appears in Collections:PROPEC - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AnáliseSegurançaDutos.PDF740,86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.