Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2642
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVieira, Cláudio Batistapt_BR
dc.contributor.authorCasagrande, Catia Moreira-
dc.date.accessioned2013-03-25T18:44:46Z-
dc.date.available2013-03-25T18:44:46Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.citationCASAGRANDE, C. M. Avaliação dos parâmetros de CRI e CSR do coque produzido em forno industrial, forno de soleira aquecida e box test. 2010. 117 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Materiais) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2642-
dc.description.abstractO controle de processo de uma planta industrial de produção de coque metalúrgico depende de variáveis operacionais e intrínsecas do coque. A busca de modelos de controle e métodos que simulam o forno industrial de coqueria torna-se necessária. As qualidades físicas, químicas e metalúrgicas do coque são importantes na fabricação do ferro-gusa. O objetivo geral deste trabalho é avaliar novos métodos em escala piloto em relação à qualidade do coque, antes da mistura de carvão ser enfornada no forno industrial. Neste trabalho, os carvões e misturas de carvões foram caracterizados por meio de análises físicas, químicas e petrográficas. Com o conhecimento das características dos materiais, os ensaios de forno industrial, forno soleira aquecida e box test foram realizados com a finalidade de produzir o coque para avaliação da qualidade do mesmo. Avaliaram-se os dados de índice de reatividade do coque (CRI) e índice de reatividade após reação de CO2 (CSR) do coque produzido em forno industrial, forno de soleira aquecida e box test, como também o modelo de previsibilidade do CSR adotado do Valia (1989). Posteriormente, estes resultados em escala piloto e o modelo de previsibilidade foram correlacionados com o coque produzido em forno industrial. A variação dos resultados de CRI e CSR do coque em forno de soleira aquecida foi maior em relação ao forno industrial e box test. O modelo de previsibilidade utilizado no trabalho possui boa correlação com o forno industrial, enquanto que a correlação entre os dados dos experimentos em escala industrial e piloto não foram consideradas boas.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherPrograma de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais. Rede Temática em Engenharia de Materiais, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.subjectCarvãopt_BR
dc.subjectFornos de coquept_BR
dc.subjectCoque metalúrgicopt_BR
dc.subjectProcessos de fabricaçãopt_BR
dc.subjectEngenharia de materiaispt_BR
dc.titleAvaliação dos parâmetros de CRI e CSR do coque produzido em forno industrial, forno de soleira aquecida e box test.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.description.abstractenThe control process of an industrial plant for the coke metallurgical production depends on the operating variables and intrinsic characteristics of the coke. The investigation for control models and methods that simulate the coke plant are necessary. The physical, chemical and metallurgical qualities of coke are important in the production of hot metal. The main objective of this study is to evaluate new methods on bench scale in relation to the quality of coke, before the coal blend is charged into the oven in coke plant. In this work, the individual coals and coal blends were characterized by physical, chemical and petrography analysis. With the knowledge of the characteristics of materials, testing of coke plant oven, sole heat oven and box test were performed in order to produce coke for assessing its quality. We evaluated the data of the coke reactivity index (CRI) and coke strength reaction to CO2 (CSR) of the coke produced in the coke plant oven, sole heat oven and box test, as well as the prediction model of CSR. Afterwards, these results in bench scale and prediction model were correlated with the coke produced in coke plant. The variation of the results of CRI and CSR in sole heat oven was higher than the results from the coke plant oven and from the box test. The prediction model used in this work has a great correlation with the coke plant, while the correlation between the data from industrial scale experiments and bench scale were not considered as a great one.-
Appears in Collections:REDEMAT - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoParâmetrosCri.pdf2,1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.