Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2623
Title: Formação de inibidores Bowman Birk durante a germinação de Macrotyloma axillare.
Authors: César, Jorgino Julio
metadata.dc.contributor.advisor: Andrade, Milton Hércules Guerra de
Keywords: Macrotyloma axilare
Bowman birk
Germinação
Issue Date: 2006
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: CÉSAR, J. J. Formação de inibidores Bowman Birk durante a germinação de Macrotyloma axillare. 2006. 95 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2006.
Abstract: Diferentes frações de inibidores do tipo Bowmam-Birk foram isolados de sementes e cotilédones germinados por 120h da Macrotyloma axillare. Foram realizadas extrações em meio ácido com e sem a etapa de tratamento térmico. Os extratos foram fracionados por precipitação etanólica (fração 60-80%), cromatografia de troca catiônica (Ssepharose), cromatografia de troca aniônica (Q-sepharose) e fase reversa (HPLC). Verifica-se que o processo de tratamento térmico causa a alteração da amostra, sendo seu uso desaconselhado quando o objetivo é estudar o padrão nativo de tais moléculas na planta, pois leva ao desaparecimento das frações de inibidores com elevada densidade de carga. Tal fato foi observado tanto na semente quanto nos cotilédones do broto. Verifica-se que as frações de inibidores isoladas dos cotilédones apresentam um perfil de troca iônica diferente dos inibidores da semente, apresentando um maior número de frações, além de possuir, de forma geral, menores densidades de cargas. O processo de germinação leva ao aumento de atividade nas frações de inibidores, verificando um aumento cerca de cinco vezes na atividade específica dos inibidores presentes nos cotilédones comparando com aqueles da semente não germinada. De acordo com as análises dos espectros de massas verifica-se que os inibidores dos cotilédones apresentam massas moleculares menores que as massas dos inibidores da semente não germinada. Foi identificada a presença de serino proteases semelhantes à tripsina e quimotripsina tanto na semente e broto quando realizada extração em salina e sem o tratamento térmico. Por outro lado, observa-se que o tratamento térmico e a extração em meio ácido inativam tais atividades proteásicas do extrato da M. axillare.
metadata.dc.description.abstracten: Proteomic analysis of Macroyiloma axillare Bowman-Birk inhibitors reveals the presence of only two species of 8 kDa with little variations on mass and charge which correspond to different proportions of amination of Glu and Asp residues present in molecules. The 120h-germinated cotyledons present several isoforms resulting from proteolytic processing which present a higher inhibitory activity. Limited proteolysis results in negative charge decrease, thus reducing the size in 1 kDa. These results differ from those described for Dolichos biflorus, a plant of the same genus, due to the complex composition in different types of inhibitors. General enzymatic characterization of seed extract and germinated cotyledons reveal the predominant presence of TLCK- and TPCK-inhibited serine proteases. Gel filtration determined masses have shown seed inhibitors associated as dimers and inhibitors of germinated cotyledons with a lower charge as monomers. M. axillare BBIs C and N terminal regions are involved in dimer formation and in the extent of these inhibitors activity Several Bowman-Birk inhibitor isoforms appear along Macrotyloma axillare seed germination. These new smaller and more active molecules differ in variety from those found in Dolichos biflorus and may account for expanding defense in early stage plant development.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2623
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_FormaçãoInibidoresBowman.PDF10 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.