Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2618
Title: Avaliação da eficácia do tratamento específico com Benznidazol na progressão da doença de Chagas Experimental e a correlação entre a eficácia do tratamento nos modelos canino e murino.
Authors: Caldas, Ivo Santana
metadata.dc.contributor.advisor: Bahia, Maria Terezinha
Keywords: Trypanosoma cruzi
Quimioterapia
Doença de Chagas
Issue Date: 2008
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: CALDAS, I. S. Avaliação da eficácia do tratamento específico com Benznidazol na progressão da doença de Chagas Experimental e a correlação entre a eficácia do tratamento nos modelos canino e murino. 2008. 123 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2008.
Abstract: Neste trabalho foi avaliado o benefício do tratamento precoce da doença de Chagas experimental na diminuição das lesões cardíacas de cães e camundongos inoculados com cepas sensíveis (Be-78), parcialmente sensíveis (Y, ABC e AAS) e resistentes (VL10) ao Benznidazol. Em adição, foi avaliada a influência do tratamento específico na evolução dos anticorpos da classe IgG e das subclasses IgG1 e IgG2 (cães) e IgG1, IgG2a e IgG2b (camundongos) na tentativa de identificar um novo marcador sorológico para ser utilizado no controle de cura da doença de Chagas. O tratamento com Benznidazol previniu a inflamação e a fibrose no miocárdio de todos os cães e camundongos experimentalmente infectados que alcançaram a cura parasitológica, exceto nos cães inoculados com a cepa Y do T.cruzi, que apresentaram fibrose. Entre os cães tratados e não curados o tratamento induziu a diferentes padrões de resposta: (1) não foi observada redução da inflamação e nem da fibrose no tecido cardíaco dos animais inoculados com as cepas ABC e VL10, (2) redução das lesões cardíacas dos cães não curados inoculados com a cepa AAS. De forma diferente, o tratamento específico não foi capaz de diminuir a intensidade de inflamação no miocárdio de nenhum camundongo tratado e não curado inoculado com as cepas ABC, AAS e VL10, entretanto preveniu a fibrose entre os animais inoculados com a cepa VL10. Os resultados da dosagem de anticorpos específicos mostraram que a intensidade da inflamação no miocárdio dos animais inoculados com as diferentes cepas do T. cruzi e não tratados pode ser correlacionada com os níveis de IgG1 nos dois modelos experimentais usados neste estudo. Foi observado que quanto maior é o infiltrado inflamatório no miocárdio de camundongos e cães inoculados com as cepas Be-78, Y, ABC, AAS e VL10 do T.cruzi, maiores são os níveis de IgG1 detectados no soro. O tratamento específico induziu uma redução nos níveis de todas as classes e subclasses de imunoglobulinas avaliadas. Entretanto a negativação da sorologia foi observada apenas nos animais tratados e curados, nos tratados que não alcançaram a cura parasitológica os níveis de todas as classes e subclasses de imunoglobulinas avaliadas atingiram níveis próximos ao observado nos soros dos animais controle infectado.
metadata.dc.description.abstracten: In this present work, it was evaluated the benefit of precocious Benznidazole (Bz) treatment of experimental Chagas disease in reduce cardiac lesions in dogs and mice previously inoculated with sensitive (Be-78), partially sensitive (Y, ABC and AAS) and resistant (VL-10) strains of Trypanosoma cruzi. In addition, it was also evaluated the interference of this specific Bz treatment on the standard of mice (IgG, IgG1 and IgG2) and dogs (IgG1, IgG2a and IgG2b) antibodies in the attempt to correlate them with suggestive circulating markers of cure criteria during Chagas disease. Bz treatment was able to prevent inflammation and fibrosis in heart from infected dogs and mice that reached parasitological cure, except in those treated dogs inoculated with Y strain of T. cruzi that presented cardiac fibrosis. Among Bz treated and not cured dogs, it was observed: (i) no reduction on the inflammation and fibrosis in those animals inoculated with ABC and VL-10 strains; (ii) reduction on cardiac lesions in those inoculated with AAS strain. On the other hand, in murine model, the specific treatment was not able to reduce the inflammation intensity in those mice treated and not cured previously infected with ABC, AAS and VL-10 strains. In this case, Bz effectively prevented cardiac fibrosis in all mice inoculated with VL-10 strain. Interestingly, serological investigation demonstrated a close relation between high levels of IgG1 and intensity of cardiac inflammation in all not-treated animals (dogs and mice) when they were infected with different T. cruzi strains. The specific Bz treatment induced a significant reduction in levels all immunoglobulins investigated. However, a negative serological data was just observed in those treated and cured animals while similar results were observed between immunoglobulins from those treated and not-cured and infected control animals. Our data suggest that specific Benznidazole treatment prevents cardiac lesions in animals that reached parasitological cure and circulating immunoglobulins appears as promising markers of “cure criteria” during experimental Chagas disease.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2618
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoEficáciaTratamento.PDF3,37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.