Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2614
Title: Avaliação nutricional, defesas antioxidantes e perfil de lipídeos séricos em ratos treinados submetidas à dieta hipercolestrolêmica.
Authors: Gonçalves, Allan Cristian
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Marcelo Eustáquio
Keywords: Exercícios físicos
Hipercolesterolemia
Lipídeos
Antioxidantes
Issue Date: 2007
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: GONÇALVES, A. C. Avaliação nutricional, defesas antioxidantes e perfil de lipídeos séricos em ratos treinados submetidas à dieta hipercolestrolêmica. 2007. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.
Abstract: Embora muito se tenha estudado a respeito do metabolismo lipídico e parâmetros associados ao estresse oxidativo decorrente da natureza do metabolismo aeróbio, algumas questões permanecem em aberto. Em relação ao exercício físico e às adaptações provocadas pelo treinamento sobre o metabolismo aeróbio de lipídeos bem como sobre indicadores de estresse oxidativo, há pontos que não estão totalmente elucidados. Acredita-se que estudos com animais submetidos à dieta hipercolesterolêmica podem contribuir com mais informações de maneira que se faça avançar no conhecimento acerca desses tópicos. Vários trabalhos relatam que atividade física tem demonstrado atuar beneficamente sobre fatores determinantes do metabolismo lipídico, que podem ser verificados através de indicadores séricos e da avaliação nutricional. Tais efeitos mostram-se mais efetivos quando o exercício é combinado com dieta equilibrada. Neste estudo, 48 ratas Fisher adultas foram distribuídas em quatro grupos: Exercício (natação 30 min/dia, 5 dias/semana) com Dieta Hipercolesterolêmica (EH), Exercício com Dieta Controle (EC), Sedentário com Dieta Hipercolesterolêmica (SH) e Sedentário com Dieta Controle (SC). Após 9 semanas os animais foram sacrificados 48 horas após a última sessão de treinamento, sendo retiradas as dietas 12 horas antes do sacrifício. Os resultados mostram que o exercício foi eficaz em melhorar a razão HDL/LDL, e não há indicativos de danos hepáticos provocados pela atividade. Houve efeito do treinamento sobre parâmetros de estresse oxidativo, aumentando as sulfidrilas livres e a atividade da paraoxonase. A eficiência do protocolo de treinamento tornou-se evidente ao se analisar o peso do coração, maior nos animais exercitados. A creatina quinase não apresentou diferença significativa entre os grupos estudados, indicando que não houve lesão em células musculares induzidas pela atividade. Também não há indício de prejuízo na função renal como resultado do treinamento. Sugere-se que sejam feitos novos trabalhos com diferentes volumes e intensidades e treinamento. A partir de 2006, outros trabalhos vêm sendo conduzidos no Laboratório de Nutrição Experimental (LABNEX), onde são testados vários protocolos de exercício a fim de se determinar qual é o mais indicado para o estudo com diferentes tipos de dieta.
metadata.dc.description.abstracten: Although much has been studied about lipid metabolism and parameters associated with oxidative stress due to the nature of aerobic metabolism, some questions remain to be answered. In relation to physical exercise and to the adaptations induced by training on aerobic metabolism of lipids as well as on indicators of oxidative stress there are points not totally elucidated. It is believed that studies with animals submitted to a hypercholesterolemic diet might contribute with more information in order to push forwards the knowledge about these topics. Many works report that physical activity has been demonstrated to act beneficially on the factors determining lipid metabolism, which can be verified through serum indicators and nutritional evaluation. Such effects proved to be more effective when exercise is combined with a balanced diet. In the present study 48 female Fisher rats were distributed amongst four groups: Exercise (swimming 30 min./day, 5 days/week) with hypercholesterolemic diet (EH), Sedentary with hypercholesterolemic diet (SH), Exercise with control diet (EC) and Sedentary with control diet (SC). After 9 weeks animals were killed 48 after the last training session, the diets being removed 12 hours before sacrifice. The results show that exercise was effective in improving the ratio HDL/LDL and there is no sign of hepatic damage provoked by the activity. There was effect of training on parameters of oxidative stress, increasing free sulphydrils and paraoxonase activity. The efficiency of the training protocol became evident when heart weight was found to be higher in the exercised animals. Creatin kinase did not present difference amongst the studied groups, indicating that there was no lesion in muscle cells induced by training. Also no sign of impairment of the renal function was observed as a result of training. It is suggested that new works be developed with different volumes and intensities of training. From 2006 on other works have been conducted in the Laboratory of Experimental Nutrition where various exercise protocols are tested in order to determine which one is the more indicated for the study of different types of diet.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2614
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoNutricionalDefesas.PDF460,07 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.